Greve de ônibus em Manaus paralisa 40% da frota

ÔNIBUS

Ônibus em Manaus. Paralisação de parte da frota prejudica cerca de 300 mil pessoas.

Greve de ônibus em Manaus paralisa 40% da frota mais uma vez
Prefeitura considera manifestação ilegal
ADAMO BAZANI – CBN
Por mais um dia, quem depende de transporte coletivo em Manaus, no Amazonas, enfrenta problemas por causa da paralisação parcial de motoristas e cobradores.
Pelo menos 40% da frota estão parados, o que significa, de acordo com o Sindicato dos Rodoviários que 3,6 mil dos 9 mil motoristas e cobradores.
O responsável pela SMTU – Superintendência Municipal dos Transportes de Manaus, Pedro Carvalho, chegou a classificar a paralisação de hoje como ilegal.
O diretor do Sindicato dos Rodoviários, Élcio Campos, disse que reivindica das empresas pagamento correto das horas extras, do INSS e do FGTS. Ele cobrou maior participação da prefeitura nas negociações e gerenciamento dos serviços de transportes.
As empresas de ônibus, pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Manaus – Sinetram, disse que não recebeu nenhuma pauta oficial dos trabalhadores.
Cerca de 300 mil pessoas são prejudicadas, principalmente nas zonas Leste e Norte de Manaus.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: