Haddad garante tarifa inferior a R$ 3,40

ônibus

Ônibus na Capital Paulista. Haddad declarou que tarifa será menor que R$ 3,40, mesmo que seja necessário aumentar subsídios para as empresas. Foto: Adamo Bazani

Haddad promete tarifa inferior a R$ 3,40
Prefeito paulistano admitiu aumentar o valor dos subsídios para evitar passagem alta
ADAMO BAZANI – CBN
O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, garantiu nesta terça-feira, dia 21 de maio, que a tarifa de ônibus municipal será inferior a R$ 3,40 e reafirmou que o aumento ocorre em primeiro de junho. O valor oficial ainda será definido.
Segundo ele, se for considerada a inflação do período que a tarifa não é elevada, desde 2011, o índice acumula cerca de 15%, o que daria um valor de R$ 3,44.
Para permitir que a passagem não ultrapasse os R$ 3,40, Fernando Haddad admitiu que deve elevar os subsídios ao sistema para complementar os custos das empresas de ônibus.
Só no ano passado, as empresas receberam quase R$ 1 bilhão em complementos. Em 2012, a tarifa foi congelada por Kassab por ter sido ano eleitoral e, apesar de necessária, a elevação das tarifas de ônibus politicamente não é uma boa estratégia.
Somente o Bilhete Único Mensal, a ser implantado este ano, deve gerar um custo de R$ 400 milhões a mais no sistema da capital paulista, que é usado por moradores de toda a grande São Paulo.
As tarifas em São Paulo deveriam ser reajustadas no início do ano, mas aí foi a equipe econômica de Dilma Rousseff que pediu o congelamento para o Governo Federal não perder o controle da inflação. Se não houvesse esse risco, não haveria o pedido de Guido Mantega, ministro da Fazenda.
Neste ano, a Prefeitura de São Paulo realiza a licitação do sistema de ônibus municipal, que envolve cerca de 15 mil veículos, 1320 linhas que no ano passado transportaram 2 bilhões 916 milhões de passageiros.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: