Licitação da Área 5 da EMTU só para junho. Será?

ônibus

Ônibus da EAOSA quebrado, sendo guinchado. Serviços intermunicipais na região são considerados os piores do Estado de São Paulo. Novamente, licitação atrasou.

Licitação da área 5 da EMTU só deve ter edital publicado em junho
Atrasos marcam certame que poderia melhorar os transportes intermunicipais do ABC
ADAMO BAZANI – CBN
Primeiro era janeiro, depois março, depois abril, depois maio e agora, é junho a data prevista para a publicação do edital de licitação da área 5 da EMTU, que corresponde aos serviços de ônibus intermunicipais que ligam as cidades do ABC Paulista e a região a municípios vizinhos como São Paulo e Suzano.
A informação de que o edital de janeiro/março/abril/maio deve ficar pronto em junho foi dada pelo diretor de Gestão Operacional da EMTU, Evandro Losacco.
Mas se o atraso fosse de meses, a situação não seria tão grave. Desde 2006, isso mesmo, há sete anos, a EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos tenta reorganizar a área que possui um dos piores serviços intermunicipais do Estado de São Paulo, reconhecidamente pela gestora.
E o entrave para isso é a postura de boa parte dos empresários da região.
Alguns deles não querem se modernizar e acham que operar ônibus é colocar verdadeiras sucatas nas ruas, que não oferecem segurança e conforto ao passageiro. Também não querem formar consórcios, onde todos operariam em todas as cidades do ABC. Isso porque, mesmo que neguem, o ABC está loteado há anos.
Ronan Maria Pinto domina Santo André. São Bernardo é da família Settti e Braga. São Caetano do Sul, de Fábio Eustáquio, Mauá é de Baltazar José de Sousa, com ajuda de Ronan sempre que precisar, Ribeirão Pires é de Nivaldo Aparecido Gomes. Claro que o ônibus de uma empresa até circula na cidade do empresário vizinho, mas só isso. As bases são determinadas. E ninguém quer consórcio. Baltazar e Ronan se dão bem, e muito, mas com os outros empresários, os relacionamentos já foram melhores.
Vale ressaltar que nem todos estes empresários operam de maneira ruim. Dentro do quadro que é o ABC, os serviços da Viação ABC, dos Setti e Braga, e da Rigras, de Nivaldo são considerados bons pela EMTU. O mesmo não pode ser dito de Baltazar José de Sousa com a EAOSA e a Viação Ribeirão Pires. Não é opinião, mas é o que os passageiros relatam e o que é demonstrado pelos índices de qualidade da EMTU.
Ronan hoje, por enquanto, não opera diretamente linhas intermunicipais, mas sua influência nos serviços ainda é bem grande.
E quem entra de outras regiões sente perseguição na pele, com manobras junto às prefeituras e uso de um jornal da região, que também é de dono de empresa de ônibus do ABC.
Oficialmente, os empresários dizem que não aderiram à licitação, desde 2006, porque a realidade de operação no ABC é diferente de todos os outros 31 municípios da Grande São Paulo, como se o ABC fosse uma ilha. Dizem que muitas vias são de tráfego ruim, mas nas outras cidades também. Dizem que os salários da categoria são muito altos na região, mas a passagem também é alta no ABC. Dizem que os projetos de mobilidade como o Expresso ABC (linha rápida de trens da CPTM) e o monotrilho vai tirar demanda dos ônibus intermunicipais. Mas nem todo o ABC será atendido pelos projetos ferroviários que só devem ficar prontos em 2015, isso se não atrasarem. As outras cidades da Grande São Paulo, só para lembrar, também têm serviços de trens. Quer dizer que por causa de obras cuja conclusão é prevista para além de 2015, não se fez uma licitação desde 2006.
A licitação de agora é bem mais branda, vai ser permissão ainda, com menos exigências, cujos contratos só valem até 2016, quando têm de ser renovadas as concessões das demais quatro áreas da região metropolitana.
Mesmo assim, a EMTU tem encontrado dificuldades.
A EMTU prometeu no final do ano passado que se houvesse novo boicote, a área 5 seria dividida entre empresas de outras regiões, como se fosse um PAESE do boicote.
Diante destes atrasos e poucas ações, dá para acreditar?
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

12 comentários em Licitação da Área 5 da EMTU só para junho. Será?

  1. jose luiz santana de jesus // 17 de maio de 2013 às 14:17 // Responder

    Bom dia desculpa minha ingnorancia quem organiza e manda no transporte intermunicipal.é a EMTU ou Os empresarios,Ou Vou reformular a pergunta quem manda no transporte intermunicipal,organiza e fiscaliza,é a EMTU ou o Dinheiro dos empresarios..
    Afinal eles compram tudo no ABC e todos

  2. A EMTU tem tudo pra tirar estes empresários de uma vez por todas da região do ABC, basta começar a reprovar as carrochas que circulam hoje pela cidade, isso obrigará que eles comprem novos ônibus e dê um pouco mais de segurança ao usuário que depende do transporte publico, claro que também não podemos condena todas as empresas um exemplo a Expresso SBC que mesmo com seus carros antigos estão em ótimo estado de conservação e dificilmente vemos um carro desta empresa quebrado pelas ruas, se as outras seguissem o mesmo exemplo certamente teriamos um transporte um pouco melhor com menas quebras pelas ruas.

  3. Me revolta, ver sucatas da Viação Imigrantes, que já foram ônibus de 2 portas, entrada e saída, serem trasformados via GAMBIARRA, em ônibus do tipo rodoviário, me refiro aos Buscar e o Caio Alfa, do final da década de 90. E o Baltazar, cai ou não cai?!

  4. Além de sucatas que transportam trabalhadores, são carroças com documentanção atrasadas, já vi carro da Viação São Camilo rodando com a Placa sem o lacre e pior a targeta escrita com pincel a cidade de SALVADOR-Bahia. Acreditam? E o que nos vemos aqui no ABC, avenida congestionada, com cetesa tem um ônibus intermunicipal quebrado a frente. Dito e feito. E advinha de que é? BINGO! É esse mesmo que você pensou.

  5. Já passou da hora de tirar essas latas antigas de circulação , esse tal de EAOSA é um verdadeiro satanás circulando , e o dono ainda tem coragem de dizer que é empresa , ele precisa vir para o século XXl e ver que as coisas estão mudando muito rapidamente , e a EMTU deixar de ser covarde e tirar essas carroças nem que for pela justiça , porque se depender de passageiros já passou da hora de melhorar o transporte de longa distância . Valeu Adamo , um abraço e até mais.

  6. acho quem se da bem nessa…. ABC,PUBLIX,TRANS-BUS,TUCURUVI,VIPE,MOBIBRASIL,RIGRAS e talvez….. VIAÇÃO RIACHO GRANDE…. pq o resto…. creio que não durem…

  7. esse povo da EMTU são tudo uns fracos botem que tem condição politica e financeira para operar no ABC duvido que o ruas,o Belarmino o grupo julio simões não queiram operar nessas cidades ou já que querem serviço de qualidade convidem grupos estrangeiros aí sim o circo pega fogo..

  8. PORQUE NÃO COVIDAM O GERSON E O XUXA DA NOVO HORIZONTE?

  9. Na boa se essa Ideia de PAESE vingar, há muitas chances do Consórcio Internorte, Intervias e Anhanguera assumirem; não me atrevo a palpitar também pela Unileste. Porquê só da monopólio, Julio Simões e CS Brasil. Já Radial Transportes, por mais que seja uma Boa Empresa não tem carro suficiente pra suprir a operação.
    Se a População das Cidades do ABC se mobilizassem e cobrasse dos Prefeitos, que administram elas duvído que essa “Comédia da Vida Privada” rsrsrs já teria acabado. È igual aqui na Cidade de Guarulhos onde moro. Quando o cerco se fecha, eles (usuários) ficam sem lotações que são vans clamdestinas que operam na Região do Bairro dos Pimentas; estão sob a mira da Fiscalização da EMTU e SMT-Guarulhos; lembram que tomar uma providencia. Semana passada mesmo, quando fui embarcar no ônibus da Linha Intermunicipal 349 São Paulo (Itaim Paulista) – Guarulhos (Pq. Brasilia) eu nunca vi o unico onibus SVELTO MIDI sair rebaixado do Itaim Paulista após quase uma hora… Povo Brasileiro é assim mesmo, se conforma com tudo e só preocupa com futilidade de modo geral!!!!!

  10. Sergio Santo André // 20 de maio de 2013 às 14:02 // Responder

    Só vou acreditar que outro grupo entre no ABC depois que já estiver instalado. Em Santo André já vimos como foi a licitação, quando a Júlio Simões “ganhou mas não levou”, graças a manobras do “pessoal dos bastidores”, alguém se lembra desse episódio ??? Acho que pouca gente…Com relação a EMTU, quase nada do que ela fala se aproveita, todos sabem que ela não apita nada, quem manda mesmo no ABC é a AETC/ABC, ou alguém duvida disso ?????????????

    • Essa manobra dos bastidores ainda ocorre em dias atuais. A Júlio Simões, mesmo apresentando valor de repasse 4 vezes mais ao Consórcio União Santo André, ganhou e não levou, a Leblon tá tentando manter o que ganhou, mas segundo o pessoal da empresa, a pressão tá enorme

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: