Mobilidade é um dos principais temas de encontro de municípios e sustentabilidade

ônibus

Mobilidade Urbana foi um dos principais temas do Segundo Encontro dos Municípios com Desenvolvimento Sustentável. Além de criação de espaços preferenciais para transporte público, barateamento das passagens é uma das metas anunciadas pela Frente Nacional de Prefeitos. Foto: Adamo Bazani

Prefeitos elegem barateamento de passagens de ônibus como prioridade
Frente Nacional de Prefeitos disse que quer encontrar meios para transportes se tornarem prioridade e economicamente acessíveis á população
ADAMO BAZANI – CBN
A mobilidade urbana foi um dos principais temas debatidos na tarde desta quinta-feira, dia 25 de abril, no 2º Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável. Além dos chefes dos executivos locais, o presidente em exercício, Michel Temer, participou do encontro.
Foram relatas experiências bem sucedidas em relação à prioridade ao transporte coletivo não apenas como solução de mobilidade, mas de preservação ambiental e elevação da qualidade de vida dos cidadãos.
Os corredores de ônibus ganharam destaque por serem espaços de fácil implantação e que podem atender a uma grande demanda de pessoas com baixos custos.
Com os corredores, a velocidade dos veículos de transportes coletivos se torna maior, o ônibus pode ter mais equipamentos e oferecer mais conforto, e o custo de operação acaba sendo reduzido em comparação com as situações nas quais os ônibus ficam parados no congestionamento. Com isso, quem usa carro pode se sentir atraído a se deslocar com o transporte público, o que é uma ação em prol da sustentabilidade.
Grande parte dos problemas de poluição atmosférica e poluição sonora nas cidades é advinda do excesso de veículos nas ruas, o que pode ser minimizado com uma rede eficiente de transporte coletivo.
Além da prioridade ao transporte público, os custos para o bolso do passageiro foram discutidos.
O novo presidente da Frente Nacional dos Prefeitos, José Fortunati, que fica no comando da associação no biênio 2013/2014, disse que é hora das diversas instâncias governamentais se unirem, com desonerações e investimentos, para que as passagens de ônibus, trem e metrô sejam acessíveis a todos.
Ainda no país, apesar de muitas famílias terem adquirido um ou mais carros, uma parcela significativa da população não tem condições de usar o transporte coletivo.
Fortunati destacou a disposição do Governo Federal em atuar para a diminuição futura dos índices de aumentos das passagens:
“Temos, e isso nos deixa muito felizes, uma clara compreensão, por parte da equipe do governo, que passagem de transporte coletivo veio para compor a cesta básica do cidadão brasileiro”. – disse à Agência Brasil.
Também foram discutidas questões como pagamentos de precatórios, investimentos dos municípios, pagamento das dívidas das cidades com a União e modernização da lei das licitações.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes
FOTO>
Mobilidade Urbana foi um dos principais temas do Segundo Encontro dos Municípios com Desenvolvimento Sustentável. Além de criação de espaços preferenciais para transporte público, barateamento das passagens é uma das metas anunciadas pela Frente Nacional de Prefeitos. Foto: Adamo Bazani

2 comentários em Mobilidade é um dos principais temas de encontro de municípios e sustentabilidade

  1. Amigos, boa noite

    Conforme consta no post acima:

    “Os corredores de ônibus ganharam destaque por serem espaços de fácil implantação e que podem atender a uma grande demanda de pessoas com baixos custos.
    Com os corredores, a velocidade dos veículos de transportes coletivos se torna maior, o ônibus pode ter mais equipamentos e oferecer mais conforto, e o custo de operação acaba sendo reduzido em comparação com as situações nas quais os ônibus ficam parados no congestionamento.”

    Mas faltou um complemento no segundo parágrafo:

    “DESDE QUE O CORREDOR SEJA OPERADO COMO CORREDOR”

    Adamo, por gentileza, sempre que você incluir num post as qualidade de um corredor, impreterivelmente acrescente o complemento acima, pois um corredor que não é operado como corredor, nunca será um corredor, pois sua eficiência será baixa e inclusive apresentará congestionamento de Buzão como ocorre aqui em Sampa.

    Aproveito a oportunidade para deixar uma pergunta ?

    Quando e quanto os senhores Prefeitos irão baratear os IPTU´s dos seus respectivos munícipes.

    Não se acanhem não, eu aceito de bom grado.

    E tem mais: Estão debatendo o que ?

    Desde a posse ninguém faz nada a não ser debater

    Não precisa debater mais nada, tem é de trabalhar, agir, fazer, acontecer, realizar.

    Essa ladainha a,i até o filhinho da minha vizinha de 1 ano, já sabe.

    Não precisamos de debates, precisamos é da “FAZEDORIA”, porque até a ouvidoria já está cansada
    de ouvir .

    Att,

    Paulo Gil

  2. O Haddad tem de parar com este papo de transição, já encheu o saco, vamos trabalhar prefeito, vamos começar a fazer os corredores, interferir na Sptrans que não passa de uma prestadora de serviços da empresas de onibus, todas as medidas deste orgão visa a favorecer as empresas, fora que nem responder mais as reclamações no site ela responde, o senhor esta virando um Geraldinho da vida so com obras futuras, quer dizer obras do futuro, vale lembrar que a unica atitude do governo Haddad até o momento foi encerrar varias linhas de onibus, que belo exemplo de mobilidade urbana, ele deve ser adepto daquela filosofia de que antes de melhorar tem que ficar bem pior.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: