Millennium BRT vai ser usado em Volks articulado para demonstração

ônibus

Caio fornece carroceria Millennium BRT para Volkswagen demonstrar seu inédito chassi articulado. O momento de investiumentos em grandes sistemas de mobilidade pode ser único na história e as fabricantes não querem perder a oportunidade. Foto: Divulgação

MAN usará Millennium BRT para demonstração
Encarroçadora Paulista entregou carroceria especial para aplicações de grande capacidade
ADAMO BAZANI – CBN
Dois produtos cuja intenção das fabricantes é ganhar mercado se encontraram.
A Caio encarroçou um chassi articulado da MAN/Volkswagen Caminhões e Ônibus com o modelo Millennium BRT Articulado. O ônibus será usado para demonstração pela fabricante de chassi.
O modelo tem capacidade para transportar 38 pessoas sentadas, uma cadeira de rodas e 112 pessoas em pé. A carroceria tem 19 metros de comprimento e 2,6 metros de largura. Atendendo às normas atuais de acessibilidade, oferece elevador para cadeira de rodas, espaço para usuários com cadeira ou quem precisa de acompanhamento de cão guia e bancos para pessoas com deficiência física, idosos, gestantes, obesos, pessoas machucadas e recém operadas ou com crianças de colo.
O chassi é um Volkswagen 26.330 OTA articulado.
O mercado para veículos de grande capacidade deve registrar um acréscimo entre este ano e 2014 por causa dos investimentos em corredores de ônibus que são previstos nos planos de mobilidade das cidades que vão sediar a Copa do Mundo e as que contam com o PAC da Mobilidade.
A Caio quer ampliar a participação neste segmento com o Millennium BRT . O ônibus é dotado de um design mais moderno, exigência do mercado nestes corredores de trânsito rápido, luzes internas e externas de LED, itinerários eletrônicos e poltronas injetadas.
É o primeiro modelo da encarroçadora paulista com a designação BRT.
A Volkswagen/MAN também é nova no segmento de articulados e ônibus de alta capacidade e para corredores e da mesma forma quer aproveitar o momento que pode ser único.
O Governo Federal passou décadas se eximindo da questão da mobilidade urbana que recaía sobre as costas de estados e municípios. Foi só a Fifa anunciar que o Brasil sediaria a Copa de 2014, que começaram as participações mais intensas do Governo Federal na área, investindo inclusive também em cidades que não vão sediar o evento mundial de futebol.
Após passarem a Copa e as Olimpíadas, ainda é uma incerteza se o governo continuará com vistas para a mobilidade urbana, ao menos com a mesma intensidade. Então, o momento é agora e as fabricantes sabem disso.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

9 comentários em Millennium BRT vai ser usado em Volks articulado para demonstração

  1. Q bakana!!!
    Volks/Man investindo pesado!!!

  2. será que vem pra area 3

  3. Amigos, boa noite

    De pensar que um Bela Vista, um Gabrielinha e o Amélia (o único Buzão de verdade) levavam 36 passageiros sentados; um Carolina IV 76 e 79, levavam 29 e agora com “19 metros de comprimento” a carroceria “BRT”, só tem capacidade para 38 pessoas sentadas.

    Já sei vão falar que tem espaço para os portadores de necessidades especiais – PNE; mas mesmo
    assim 36 sentados é muito pouco né.

    Ahhhhhhhhhhhh pode ser que seja degrau interno ALTO.

    “poltronas injetadas” Será que são de polipropileno cinza com talco ?

    Perueiros, voltem com suas Sprinter´s super macias.

    Att,

    Paulo Gil

    • Rolland T. Flackphayser // 19 de abril de 2013 às 04:28 // Responder

      As duas (ou três) portas a mais e os equipamentos do chassi que têm de ser alocados no desenho interno da carroçaria acabaram roubando assentos dos ônibus modernos.

  4. Infelizmente esse é o grande problema dos modelos Low Entry. Contudo a Irisbus apresentou uma solução com o uso de duas rodas menores para evitar um pouco a perda de assentos.
    Mas tb temos que analisar o número de portas e e a distribuição dos assentos internos e etc … Um 3 portas rígido com 11 metros com piso alto pode levar 38 passageiros sentados, em média. Já um piso baixo de 13m tem a mesmíssima quantidade ,como podemos ver nos Millenium L94 extendidos de Belo Horizonte.

    • Davidson, boa noite

      Eu já sugeri usar micros nas linhas como carro especial para PNE, justamente
      porque as rodas são menores e estes são mais ágeis.

      Não sei se é necessário que todos os carros de Sampa sejam acessíveis, pois verifico
      uma baixa utilização, se for, a melhor saída é a plataforma alta com rampa.

      Tem um link ou uma foto para vermos o Irisbus ?

      Abçs,

      Paulo Gil

      • Amigos, boa noite

        Fiz uma pequena pesquisa e assistam o que eu achei, mas antes algumas observações.

        1) Parabéns ao autor do filme, o qual deve ser uma apaixonado francês pelo Buzão,
        como a maioria de nós que rodam por aqui;

        2) Assistam até o fim, vale a pena e no final está a melhor parte;

        3) Observem as plataformas de embarque, simples e nada monstruosa, apenas inteligente;

        4) Observem as portas do Buzão;

        5) Observem que não há catraca no Buzão;

        6) Observem que há dois validadores no Buzão;

        Bom filme.

        http://www.youtube.com/watch?v=zrMWzYy6980

        Valeu Davidson, graças a sua informação eu aprendi como é um Irisbus e quem fabrica,

        Boaaaaaaaaaaaaaaaa Viagemmmmmmmmmmmm !

        Att,

        Paulo Gil

  5. Rolland T. Flackphayser // 19 de abril de 2013 às 04:34 // Responder

    A MAN têm experiência em carros articulados na Europa. Nada melhor que transferir o seu know-how para sua filial brasileira.

  6. O Doppio 26.330 OTA protótipo tem 18,6 m
    Esse Millennium BRT 26.330 OTA tem 19 m
    E o Viale BRT 26.330 OTA tem 21 m.
    Vamos ver quais tamanhos o chassi podera ter,afinal cada carroceria é dispõem de um layout diferente.vamos ver o que a MAN vai trazer na Transpublico desse ano de novidade,acho que em breve teremos o lion’s city versão articulado e piso baixo no brasil.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: