São Paulo terá mais 5,5 quilômetros de faixas no horário de pico

onibus

Ônibus em São Paulo. A partir de segunda-feira, mais 5,5 quilômetros de faixas exclusivas para ônibus nos horários de pico vão ser implantados. As regiões atendidas são do Belém e da Avenida Guilherme Cotching. Foto: Adamo Bazani

Mais duas faixas de ônibus começam a operar em São Paulo
Faixas vão ser ativadas nos horários de pico na Avenida Guilherme Cotching e na região Belém, Pelos locais são atendidos 429 mil passageiros por dia e faixas somam 5,5 quilômetros.
ADAMO BAZANI – CBN
A CET e a SPTrans implantam a partir desta segunda-feira, dia 15 de abril, mais duas faixas exclusivas de ônibus na Capital Paulista.
Os espaços funcionam de segunda a sexta-feira.
A Avenida Guilherme Cotching vai ter uma faixa de 3 quilômetros e 400 metros entre as ruas Isidoro Mateus e Araritaguaba. Entre segunda e sexta-feira, a faixa exclusiva vai operar entre às 06 da manhã e 09 da manhã no sentido Centro e no sentido Bairro, das 5 da tarde às 8 da noite.
A faixa opera do lado direito, não alterando o tráfego, e quem invadir o espaço é multado. Por este trecho da Guilherme Cotching passam 21 linhas de ônibus que atendem a 164 mil pessoas por dia com fluxo de 137 ônibus por hora.
Já no Belém, as faixas vão ser implantadas da seguinte maneira.
Nas ruas Catumbi e Jequitinhonha no sentido bairro e na Rua Marcos Arruda, no sentido Centro.
O esquema de horário é o mesmo, das 06 da manhã às 9 da manhã na Rua Marcos Arruda entre a Rua Paulo Andriguetti e Avenida Celso Garcia. No sentido bairro e das 5 da tarde às 8 da noite na rua Catumbi , entre a Avenida Celso Garcia e Rua Jequtinhonha, e na Rua Jequitinhonha, entre a Rua Catumbi e Avenida Guilherme Cotching.
No total são 2,1 quilômetros de faixas nesta região.
Pelas vias onde serão implantadas as faixas exclusivas circulam diariamente 292 mil pessoas em 34 linhas, num fluxo de 227 ônibus por hora,.
Na Rua Marcos Arruda circulam 15 linhas de ônibus, com uma frequência de 99 ônibus/hora pico transportando, aproximadamente, 136 mil passageiros em um dia útil. Já na Rua Catumbi são 19 linhas, com frequência de 128 ônibus/hora pico e aproximadamente 156 mil pessoas transportadas.
As faixas fazem parte da Operação Dá Licença para o Ônibus, que deve implantar mais espaços preferenciais.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

1 comentário em São Paulo terá mais 5,5 quilômetros de faixas no horário de pico

  1. Amigos, boa noite

    De tanto eu falar, estão usando a tecnologia a lá Paulo Gil.

    Pra fazer corredor de Buzão só precisa de faixa branca, tachão e sinalização. mais nada.

    É que não estão colocando os tachões, o dia em que colocarem tachão os carros
    não invadiram nunca mais a faixa do Buzão.

    Simples não, corredor barato, nada de obras faraônicas e faturantes.

    Se continuarem assim, vai sobrar verba e não precisa mais pedir doação.

    Quem sabe pega no tranco.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: