Porto Alegre quer licitar ônibus ainda neste ano

ônibus

Prefeitura de Porto Alegre quer licitar pela primeira vez o sistema de transporte público municipal. Tarifa e renovação da frota são os principais itens para a escolha de consórcios e companhias concorrentes.

Porto Alegre promete licitação para este ano
Certame deve ser marcado por entraves. Empresas de ônibus já ameaçam pedir indenizações dos investimentos realizados nos últimos anos, caso a disputa pública seja realizada
ADAMO BAZANI – CBN
(Com Informações Jornal do Comércio)
A Prefeitura de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, informou que já prepara os editais para licitação dos transportes públicos municipais por ônibus. O certame deve ser realizado no final do segundo semestre.
O objetivo é renovar os contratos, operar em regime de concessão dentro das atuais exigências do serviço público e melhorar a qualidade dos serviços que são usados diariamente por 1,1 milhão de pessoas. São 1.701 ônibus operando no município. O índice de uso do transporte é considerado alto, já que a cidade tem 1,4 milhão de habitantes.
A licitação deve abranger 388 linhas que representam 77.9% do total de itinerários.
De acordo com o TCE – Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, dados de 2011 mostram que juntas estas linhas tiveram lucro líquido de R$ 11,7 milhões.
O valor foi distribuído entre os consórcios operacionais, que reúnem 13 das 14 empresas de ônibus da seguinte maneira:
– STS – Sistema Transportador Sul: R$ 1,89 milhão. O STS reúne as empresas Belém Novo, Restinga Viação Teresópolis Carvalhada e Trevo. A licitação deve começar pelo lote do STS que possui 166 linhas na bacia Sul – 29,37% do sistema
– Conorte – Consórcio Operacional Zona Norte: R$ 6,34 milhões. Formado pelas empresas Navegantes, Sopal e Nortran. Opera a bacia Norte com 112 linhas de ônibus – 25,41% do sistema.
– Unibus – União da Bacia Urbana Sudeste – Leste: R$ 3,49 milhões. Opera 110 linhas – 23,15% do sistema e reúne seis empresas: Estoril, Gazômetro, Sentinela, Sudeste, Presidente Vargas e Alto Petrópolis.
– Companhia Carris Porto Alegrense: empresa de capital misto que teve prejuízo de R$ 7,86 milhões em 2011. O objetivo não é licitar as 37 linhas da Carris – 22,07% do sistema, mas torná-la 100% pública. Ela opera linhas transversais que ligam as bacias operadas pelos Consórcios.
Diante destes números de lucratividade do sistema, não será nada fácil licitar e alterar o mercado de prestação de serviços em Porto Alegre. Somente a Carris fechou as contas no vermelho.
As empresas de ônibus, pela ATP – Associação dos Transportadores de Passageiros, prometem entrar com ações de indenizações pelos investimentos realizados no sistema caso a licitação ocorra.
O sistema de Porto Alegre é por permissão de serviços e nunca foi licitado antes.
O objetivo é fazer a licitação por bacias, com modelos de Consórcios ou SPE – Sociedade de Propósito Específico. Podem participar empresas nacionais e até estrangeiras.
Serão usados diversos critérios para a escolha das prestadoras se serviços de transportes.
O primeiro deles é a tarifa técnica. A questão tarifária é um dos grandes pontos de reclamação de quem mora em Porto Alegre. De 1994 até hoje, a tarifa de ônibus em Porto Alegre subiu 670,27%. Índice muito superior ao da inflação. O maior dos indicadores, o Índice Geral de Preços do Mercado – IGP-M acumulou neste período 414,29% de alta.
Entre as exigências técnicas estão frota nova e acessível, garagem adequada no município, frota de reserva e experiência operacional.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

2 comentários em Porto Alegre quer licitar ônibus ainda neste ano

  1. Amigos, bom dia

    Esse certame e as ações de indenização (se houver), vai ter muita emoção e com certeza da até para gerar uma tese de doutorado, ou mais de uma.

    PARABÉNS !

    Somente o sul do país e capaz de ter e aplicar ideias modernas e que favoreçam o interesse público como a da participação de empresas estrangeiras no processo licitatório dos Buzoes.

    Eu já sugeri está ideia aqui em Sampa , mas o pessoal não consegue acompanhar meu raciocínio ou não tem coragem para defender o interesse público.

    Me dá muito orgulho em saber que no Brasil tem gestores públicos que pensam grande e fora da “caixinha”.

    PARABÉNS PORTO ALEGRE!

    Adamo, de olho no lance, não perca nenhum, pois este certame vai ser muito pedagógicoe poderá impulsionar um avanço muito grande nas licitações dos Buzoes, principalmente para uso da ELOSA, ANTI, IPTRANS, ABC e pro resto do Brasil.
    Deste curso eu vou participar e não vou faltar em nenhuma aula.

    Já pensou a Grenwood, operando nas avenidas de Porto ALegre ?

    Show ne.
    PARABÉNS PORTO ALEGRE
    Att,
    Paulo Gil

    ELOSA = EMTOSA

    ANTI = ANTT

    IPTRANS = SPTRANS

  2. Olá, criamos uma página no facebook que visa melhorar o transporte público em Porto Alegre, se puder divulgar nós agradecemos!

    https://www.facebook.com/BusEmPoa

    Abraço

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: