Brasil terá mais ônibus a hidrogênio ainda neste ano

Hidrogênio

Ônibus a hidrogênio. Veículo não é poluente. Após processo químico, hidrogênio é transformado em energia elétrica e pelo escapamento do ônibus sai vapor d’água. Foto: Adamo Bazani.

ABC terá mais três ônibus a hidrogênio
Veículo brasileiro será apresentado em Seminário que reúne entidades internacionais sobre fontes de energia limpas e renováveis
ADAMO BAZANI – CBN
Até o final do ano mais três ônibus a hidrogênio devem circular pelo Corredor Metropolitano ABD, que liga São Mateus, na Zona Leste de São Paulo, ao Jabaquara, na zona Sul da Capital Paulista, servindo as cidades de Santo André, Mauá (Terminal Sônia Maria), São Bernardo do Campo e Diadema.
A informação é da EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, gerenciadora das linhas intermunicipais de São Paulo, que nesta terça-feira, dia 02 de abril divulgou que o único veículo brasileiro até o momento com esta tecnologia, que está em testes no Corredor, será exibido para técnicos e estudantes, inclusive de outros países, dentro da programação do Seminário de Biomassa, Biogás e Eficiência Energética, realizado entre os dias 03 e 04 de abril na Capital Paulista.
O Seminário Biomassa, Biogás e Eficiência Energética é uma promoção conjunta Secretaria de Energia e Assessoria Especial de Relações Institucionais do Governo de São Paulo. No evento será instalado o Projeto Piloto da Rede Mundial de Energias Renováveis, Eficiência Energética e Conservação de Energia – REDE ER e EE&CE, composta por universidades, institutos de pesquisa e clusters industriais dos Estados Líderes Regionais Alta Áustria/Áustria; Baviera/Alemanha; Cabo Ocidental/ África do Sul; Geórgia/USA; Quebec/Canadá; São Paulo/Brasil e Shandong/República Popular da China, segundo nota da EMTU.
No dia 05, será realizada uma visita técnica na sede da gerenciadora e garagem da operadora Metra, em São Bernardo do Campo, onde o veículo vai ser apresentado aos participantes do seminário.
O ônibus a hidrogênio foi apresentado em julho de 2009 e, segundo a EMTU, já está apto para transportar passageiros comercialmente, mas ainda falta a conclusão da Estação de Produção e Abastecimento de Hidrogênio na garagem da Metra, operadora do Corredor ABD.
A tecnologia de tração a partir do hidrogênio é uma das opções não poluentes mais caras. No entanto, com os avanços da indústria e ganho de escala de produção, os ônibus devem se tornar mais baratos. O projeto brasileiro custou US$ 16 milhões e teve apoio internacional. O primeiro ônibus foi finalizado por cerca de R$ 2 milhões, mas os próximos devem ter preços menores.
O ônibus possui tanques que armazenam o hidrogênio. No veículo, o hidrogênio é submetido a um processo químico que gera energia elétrica. Essa energia é responsável pelo funcionamento do ônibus. O subproduto deste processo é vapor d’água , liberado pelo sistema de escape do veículo.
A autonomia do veículo é de 300 quilômetros com o hidrogênio e, se necessário, o ônibus pode operar por mais 40 quilômetros com a energia armazenada nas baterias.
A EMTU também informou em nota que nos dias 03 e 04 de abril especialistas dos Estados membros vão apresentar resultados dos seus projetos de pesquisa e inovação nos seguintes temas:
* Geração de eletricidade a partir do bagaço da cana de açúcar e subprodutos.
* Biogás e biometano – fontes e ganhos ambientais e competitividade para economia regional.
* Medidas de eficiência energética em eletricidade.
* Desenvolvimento tecnológico veicular com foco em eficiência energética.
Na abertura do evento também será assinado Decreto que cria o Programa de Biocombustíveis e o Levantamento do Potencial Solar do Estado de São Paulo. O evento tem apoio da DESENVOLVE SP, do Metrô/SP, da ARSESP, da OMNIS Biotecnologia e da Fundação Energia e Saneamento.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Brasil terá mais ônibus a hidrogênio ainda neste ano

  1. Caro Adamo, bom dia!

    Em primeiro lugar, gostaria de parabeniza-lo pelo excelente blog sobre este tema fascinante que são os ônibus.

    Por outro lado, estou precisando de uma ajuda. Há quatro anos me dedico a uma pesquisa que em breve espero resultar num livro sobre a história do caminhão no Brasil. Haverá um capítulo dedicado aos combustíveis alternativos e não poderia ficar de fora esta iniciativa do ônibus a hidrogênio.

    Gostaria de utilizar uma de suas fotos, devidamente autorizado por você, para ilustrar este capítulo. A foto que ilustra esta matéria seria ótima. Como sabe, para edição precisamos em alta resolução.

    Aproveito também para divulgar meu blog sobre caminhões antigos e afins: http://caminhaoantigobrasil.com.br

    Agradeço muito a sua atenção.

    Um abraço.

    Evandro Fullin.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: