Um ano positivo para ônibus em São Paulo, prevê Auto Sueco

biarticulado

Auto Sueco prevê crescimento dos negócios em São Paulo. Corredores de ônibus, licitação do sistema da capital e maior compra de ônibus híbridos são vistos como fatos positivos. “São Paulo terá dezenas de híbridos até o final do ano” – diz Mário Oliveira, superintendente da Auto Sueco São Paulo.

Auto Sueco prevê crescimento de até 20% nas vendas de ônibus neste ano
Perspectivas para São Paulo são positivas principalmente em relação a planos de corredores de ônibus e setor de fretamento. Número de ônibus híbridos para a Capital deve ser significativo
ADAMO BAZANI – CBN
O crescimento da produção de ônibus no Brasil, esperado para este ano como recuperação do desaquecimento de 2012 e fruto de investimentos públicos e privados, vai impactar diretamente nos negócios das concessionárias de veículos de transporte coletivo.
Na contramão do mercado, que registrou queda de 10% no ano passado nas vendas de ônibus, a Volvo teve crescimento de 25%. E para este ano, a elevação continua.
O superintendente da Auto Sueco, que representa a Volvo, Mario Oliveira, falou com exclusividade para o Blog Ponto de Ônibus/Canal do Ônibus, nesta segunda-feira, dia 11 de março de 2013. Ele acredita que só em São Paulo, a elevação dos negócios voltados para setor de ônibus deve ser de 15% a 20% para a concessionária.
“No ano passado, a Auto Sueco ficou praticamente estável em relação a 2011, mesmo com a Volvo crescendo em todo o País. Isso porque São Paulo é um mercado muito peculiar. Além da competitividade, havia expectativas quanto à licitação do sistema (municipal) de São Paulo. Mas agora temos informações muito positivas como a definição da própria licitação, mais corredores de ônibus que exigem veículos melhores como os da Volvo e renovação de frota. Vale destacar que apesar de ser bastante significativo, o setor de urbanos não é o único. Temos boas estimativas em relação a outras categorias, como ônibus de fretamento” – disse Mario Oliveira.
O programa do poder público para criar uma Ecofrota até 2018, com ônibus menos poluentes em toda a cidade de São Paulo, é visto como boa oportunidade pela Auto Sueco. A aposta da Volvo são os ônibus elétricos híbridos, que possuem 2 motores: um a diesel e outro elétrico. O sistema pode reduzir em até 80% as emissões de alguns poluentes, em comparação com a tecnologia Euro III, que não está mais sendo produzida, mas ainda que representa a maior parte da frota em São Paulo.
O motor elétrico dá partida no ônibus e opera até 20 quilômetros por hora, que seriam os momentos de maior emissão do motor diesel. Depois de 20 quilômetros, entra em operação o motor a combustão para tracionar o ônibus. Ele gera energia para baterias alimentarem o motor elétrico quando este for acionado novamente. A força não aproveitada nas frenagens também é armazenada, é o chamado sistema de frenagem regenerativa.
“Até o final do ano, São Paulo terá umas dezenas de ônibus híbridos da Volvo” – disse Mário que não quis ainda adiantar, por enquanto, a quantidade de veículos deste tipo vendidos para a cidade de São Paulo.
MAIS VENDAS, MAIS INVESTIMENTOS:
Para acompanhar o crescimento da venda de chassis de ônibus, são necessários investimentos.
Não só apenas em estrutura para a realização da venda, mas para o pós venda, algo cada vez mais exigido pelo frotista de ônibus.
Hoje os veículos estão mais tecnológicos e complexos. Não é qualquer mecânico que tem condições de mexer nos atuais ônibus que são eletrônicos, com novos sistemas de redução de poluição e com componentes próprios.
Por isso, quando as empresas compram estes veículos, querem que a assistência adequada continue.
Mário Oliveira, superintendente da concessionária Auto Sueco, da Volvo, disse que a representante investe em novos paradigmas de rentabilidade para a própria empresa e para os frotistas.
Só em formação de mecânicos nas novas tecnologias e em treinamento de mão de obra, os investimentos são em torno de R$ 1,2 milhão.
Além disso, a Auto Sueco tem investido em serviços externos à sua rede, ou seja, realizados nas garagens de ônibus.
“É muito mais vantajoso ir até o cliente. Em vez de vários ônibus se mobilizarem até a concessionária, fazendo com que eles realizem viagem sem rentabilidade, e ocupando espaço nas nossas oficinas, vamos com uma unidade até a garagem e atendemos uma frota maior. Além disso, o contato dos nossos mecânicos com os mecânicos das garagens é muito positivo para todos” – disse Mário Oliveira, se referindo à importância da transmissão de conhecimento entre os profissionais qualificados da concessionária e os profissionais das garagens que sabem do dia a dia das operações das empresas.
A reforma da unidade de Caçapava, que custou R$ 1 milhão, a construção da unidade de Limeira, orçada em R$ 9 milhões e outras ações fazem parte da carteira de investimentos da representante Volvo.
“Investir é crescer” – resume Mário Oliveira.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Um ano positivo para ônibus em São Paulo, prevê Auto Sueco

  1. Pedro H. Rodrigues // 12 de Março de 2013 às 01:39 // Responder

    No ano passado foi postado aqui neste mesmo blog, que á Mobibrasil (SP) seria uma das primeiras empresas do país a contar com os novos Volvos Hibridos. Porém, os de Curitiba saíram na frente, e conversando com o pessoal da área de gestão da empresa foi comentado que havia sim o interesse, porém as negociações para a operação do tipo de veículo não eram tão simples. Agora, aguardamos nesse ano a chegada deste tipo de frota na cidade.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: