Qualificar o motorista e valorizar a Vida

FABET_1

Fabet

Ônibus – escola cedido pela Scania para a Fabet. Curso de formação de motorista vai qualificar profissionais do volante e unir o conhecimento técnico com a valorização humana na atividade de transportar pessoas. Foto: Adamo Bazani

Dar valor ao motorista é valorizar vidas
Por conta disso, Fabet, Scania e Grupo JCA fazem parceria em curso inédito para formação de motorista de ônibus
ADAMO BAZANI – CBN
Dirigir ônibus não é apenas operar um veículo de grande porte, mas é transportar sonhos, talentos, emoções e as aspirações. Transportar pessoas é uma verdadeira arte de possibilitar que as histórias, realizações e sentimentos possam se integrar com outras vidas.
Por isso, que o motorista de ônibus deve ser um profissional do volante qualificado e encontrar o equilíbrio entre ser racional, econômico e técnico com uma visão humanizada de sua função.
E a busca por este equilíbrio fundamental é um dos objetivos do primeiro curso de formação de motoristas de ônibus rodoviários da Fabet – Fundação Adolpho Bósio de Educação no Transporte, em parceria com a Scania, com a participação do Grupo JCA, que detém importantes empresas como Auto Viação 1001, Viação Catarinense, Viação Cometa, Rápido Ribeirão Preto, entre outras. As aulas têm início no dia 15 de abril e estão disponibilizadas 25 vagas, inclusive para motoristas que ainda não estão em nenhuma viação. Informações pelo telefone (11) 4708-1784
A Fabet atua há cerca de 20 anos na qualificação de motoristas profissionais. Com sede em Concórdia, Santa Catarina, inicialmente o trabalho da Fabet era destinado ao transportador de cargas.
Mas as necessidades do mercado e da realidade das estradas mostraram que o profissional do transporte de pessoas precisa de uma qualificação diferenciada. Assim, nesta terça-feira, dia 26 de fevereiro de 2013, a fundação apresentou seu primeiro curso de Formação de Motoristas para o Transporte Rodoviário de Passageiros, na unidade da cidade de Mairinque, no interior Paulista, que começou a atender em 2010.
A iniciativa só foi possível, segundo a entidade, por conta do apoio da Scania, que entregou, também neste dia 26 de fevereiro, um ônibus – escola para as aulas destinadas aos motoristas profissionais. Trata-se de um K 310, já com motorização que atende às exigências de restrição à emissão de poluentes com base nas normas internacionais Euro V. O veículo tem câmbio Confort Shift e carroceria Comil Campione 3.65.
A parceria da Scania com a Fabet já é de 15 anos e já rendeu ações em conjunto consideradas de destaque pelo setor. A Fabet apoia a competição Scania Melhor Motorista de Caminhão do Brasil. A Scania já cedeu 30 caminhões, além de equipamentos e ferramentais para as aulas aos motoristas.
“Atendendo agora ao setor de passageiros, formando novos motoristas que já querem estar no mercado especializados, não apenas qualificamos um profissional, mas deixamos claro à categoria, às empresas e à toda sociedade o valor que possui um motorista de ônibus que faz parte de centenas e até milhares de vidas diariamente” – disse Salete Marisa Argenton, gerente da filial da Fabet na cidade de Mairinque, em São Paulo.

Fabet

Representantes da Fabet e da Scania na apresentação do curso inédito para formação de motoristas, na unidade da Fundação em Mairinque, no Interior Paulista: Muito mais que dirigir, ser motorista de ônibus é saber se relacionar com pessoas. Foto: Adamo Bazani

Segundo ela, a Fabet já oferece os cursos de qualificação para profissionais experientes na estrada, mas que agora, o objetivo da instituição é preparar novos motoristas para uma realidade de mercado que se modernizou.
E isso é mais que necessário pela carência no mercado de bons motoristas.
“Hoje, a idade média de um motorista de ônibus é entre 45 e 55 anos, ou seja, em breve, boa parte vai se aposentar. Ao mesmo tempo, faltam no mercado aproximadamente 120 mil motoristas qualificados. Muitos jovens não estão interessados mais na carreira de motorista e é nisso que precisamos estar atentos. Além de despertar a atenção para a necessidade destes profissionais e da valorização deles, temos de incentivar que mais motoristas entrem no mercado de trabalho com a competência exigida por um setor e uma sociedade cada vez mais exigentes” – explicou Salete.
Há também no mercado duas realidades que, apesar de aparentemente serem contraditórias, coexistem: ônibus com alta tecnologia ao mesmo tempo que existem motoristas com deficiências comportamentais e técnicas.
“A indústria de ônibus no Brasil evoluiu muito. Mas não basta colocar estes ônibus mais modernos nas ruas e estradas. É necessário preparar o motorista para aproveitar ao máximo toda tecnologia que os veículos oferecem para a produtividade da empresa, bem estar do próprio profissional e bom atendimento ao passageiro, que é o cliente do serviço de transporte. Por isso, a Scania apoia mais esta iniciativa da Fabet” – contou Eduardo Monteiro, responsável pelo segmento de ônibus urbanos da Scania.
“Zelar pelo motorista é cuidar da segurança nas estradas. Tanto a Scania como a Fabet têm pontos em comum em suas missões. Um destes pontos é o desenvolvimento sustentável Ou seja, crescer com responsabilidade em todos os aspectos. O bom trabalho do motorista de ônibus influencia o ambiente social onde ele atua, faz com que o ônibus funcione adequadamente e com isso, possa poluir menos, e ao mesmo tempo economize recursos, com menos gastos de combustível, pneus e manutenção” – explicou Gustavo de Andrade, da área de desenvolvimento da rede Scania no Brasil e conselheiro deliberativo da Fabet.
E a necessidade de compatibilizar o conhecimento técnico com a atuação humanizada é sentida na pele pelos transportadores de passageiros.
“Constantemente, as frotas de ônibus estão se modernizando. Assim, os motoristas de ônibus têm de possuir habilidade em lidar com as novas tecnologias. Além disso, o passageiro não quer ser apenas transportado, mas quer ser atendido. E ainda a maior queixa por parte dos passageiros é o atendimento. Por isso que apoiamos esse curso da Fabet” – disse Carlos Otávio Antunes, membro do Conselho de Administração do Grupo JCA, que detém companhias como 1001, Cometa, Catarinense, Rápido Ribeirão, Expresso do Sul, etc.

Viação Cometa

Ônibus da Viação Cometa que levou profissionais da empresa para a Fabet. Companhia é parceria da iniciativa da Fundação. “O passageiro não quer ser só transportado, mas que ser atendido” – disse Carlos Otávio Antunes, membro do Conselho de Administração do Grupo JCA.

Na apresentação do curso nesta terça-feira, boa parte da plateia era composta por motoristas da Cometa.
Cada curso para formação de motoristas para o transporte de passageiros terá duração de cerca de um mês e visa unir a parte comportamental com a técnica.
Serão repassados no curso, valores como: Saber ouvir, desenvolver a atenção, a responsabilidade, a necessidade da boa comunicação e da flexibilidade, a capacidade de resolução de conflitos, desenvolver a capacidade de tomar atitude em prol da vida, a responsabilidade e a consciência do valor das marcas e o equilíbrio emocional diante das dificuldades.
Experiências anteriores da Fabet mostram resultados positivos, de acordo com a instituição: a atuação de motoristas qualificados pode reduzir em 47% os acidentes, diminuir em cerca de 15% o consumo do óleo diesel, aumentar em 10% a vida útil de um pneu, melhorar a pontualidade, elevar o nível de satisfação do cliente e aumentar a produtividade do profissional, dentro de sua carga horária e sem sacrifícios.
Para se ter uma ideia da importância do trabalho do motorista na sociedade, de acordo com a ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres, 75% das movimentações interestaduais se dão por estradas. Só nos serviços de ônibus interestaduais e internacionais, são transportadas anualmente, 140 milhões de pessoas.
No entanto, para que estes números fossem plenamente satisfatórios, aspectos negativos dos transportes precisam ser reduzidos. Ao ano, 40 mil pessoas morrem e 400 mil ficam feridas nas vias de todo o país. O custo financeiro disso para a sociedade e de R$ 28 bilhões anuais.
“Por isso que o motorista tem de saber de verdade o seu valor na sociedade e trabalhar de forma humanizada. Não dá para fazer uma cotação da vida como se faz de uma carga. Assim, qualificar o motorista é dar valor à vida. Afinal, não existe transporte sem o profissional do volante e o transporte é uma atividade em prol da vida” – conclui a gerente da Fabet em Mairinque, Salete Marisa Argenton
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

13 comentários em Qualificar o motorista e valorizar a Vida

  1. Muito legal a matéria,e uma nova oportunidade de qualificação para esses profissionais de extrema importâncias para nossas vidas, que este exemplo seja ampliado e quem sabe em breve teremos mais destas unidades espalhadas por varios lugares, e fornecendo cursos para muitas pessoas,até me interessei pena que o local é meio distante para mim, mais uma grande oportunidade.

  2. A FABET, SCANIA E O GRUPO JCA estão de parabéns pela iniciativa e parabéns aos que tiverem a oportunidade de poderem participar desse evento. Ter uma oportunidade de uma qualificação assim com referência a um veículo como o K-310 não é algo fácil de se encontrar e portanto deve ser agarrada com ‘unhas e dentes’ a fim de se tirar o máximo de aproveitamentro, que irá refletir no profissionalísmo do condutor, no avanço da categoria, em benefícios aos usuários e na sociedade em geral. Parabéns a Todos.

  3. Materias como esta são edificantes, instrutivas e neste sentido o Sr Adamo Bazani esta de parabéns pois vem realizando desde a muito tempo um trabalho profissional de introzamento entre condutores, empresas, mercado de trabalho, informação, conhecimento, tecnologia, experiência, divulgação, etc, mediante este veículo de transmissão que é o Blog Ponto de Ônibus, o qual todos nós faremos bem em assinarmos aqueles 2 quadrinhos ali em baixo ao lado de ‘Publicar Comentário’, para sempre estarmos recendo informações, atualizações e pra que possamos contribuir com nossos comentários e observações de uma forma mais prática e rápida. Obrigado a toda Equipe do Blog Ponto de Ônibus e Um Abraço a Todos os Companheiros e Amigos. Nos encontramos por aqui ou então por essas estradas da vida!.

  4. Estatísticas indicam que há um deficit de cerca de 120.000 novos condutores profissionais no mercado… A grande maioria que ai esta atuando no mercado de trabalho hoje não estão totalmente qualificado em relação ao avanço tecnológico… Em breve grande parte destes que estão atuando hoje irão se aposentar, pois já estão com idade avançada, aliás, diga-se de passagem que já deveriam estar aposentados se o excelentíssimo ex-presidente da república, Sr. FHC Não Tivesse Retirado Nosso Direito Adquirido de Aposentadoria Especial (25 anos)… Muitos jovéns não estão interessados em entrar nessa carreira de Gestor de Unidade Móvel justamente devido a “desvalorização do profissional”, pelas empresas, pela sociedade em geral e pela desvalorização monetária (baixa remuneração), sem se falar que ser motorista profissional também significa trabalhar e trabalhar muito, bastante, trabalhar duro e muitos desses jovens não estão muito afim de ‘agarrar no batente’. Assim sendo, cursos como esses vem a contribuir em muito para a valorização do profissional e da categoria, servindo de incentivo a todos e principalmente aos que estão se achegando nesse ramo de atividade.

  5. Ser um Motorista Profissional, um Condutor Profissional altamente qualificado, um Gestor de Unidade Móvel é realmente tudo o que esta supra citado na postagem, mas acrescento um detalhe esquecido e até mesmo nem observado por muitos, que É O Fato de que Somos Também SALVADORES DE VIDAS! São muitas e muitas e muitas as histórias reais de motoristas que no seu dia-a-dia tem Contribuído em Muito e de Forma realmente Prática em EVITAR ACIDENTES principalmente de “TERCEIROS”, sendo estes, condutores de seus veículos ou pedestres. Um exemplo muito corriqueiro, muito comum em nosso cotidiano é o fato de que ‘aquele pedestre descuidado, desatento’ que passa diante de nós que estamos com o veículo parado num semaforo por exemplo, sem se dar conta que do nosso lado está vindo rapidamente um outro veículo que nós tomamos conhecimento por observarmos os retrovisores externos e ao qual ‘sabemos’ que irá ‘passar por nós’ e que fatalmente irá atingir aquele pedestre, e então sinalizamos, buzinamos, gritamos e o ‘elemento’ pára rápidamente e nesse instante o veiculo passa! Não sei se pude transmitir bem a cena, mas creio que deu pra entender! Essa é apenas uma situação, diante de muitas que ocorrem diariamente e esse “Acidente Evitado” não faz parte de nenhuma estatística, sendo que muitas e muitas pessoas (dentre elas muitas crianças e idosos), ainda estão sãns e vivas justamente devido a prontidão, destreza, bom senso e profissionalísmo desses “Herois Profissionais do Volante”! Amigos… VALORIZEM-SE! Que DEUS Continue a Estar Com Cada de Nós. Um Abraço e Nos Encontramos Pelas Estradas da Vida!.

  6. Adamo bom dia, observado as fotos no Onibus Brasil achei uma foto no minimo estranha, trata-se de um Vitória ex Via Sul com a placa de um micro dela também desativado. Isto é crime né segue link abaixo. http://onibusbrasil.com/foto/1625217/

  7. Amigos, boa noite

    Será que a Fabet tem um curso para quem sonha em dirigir um Buzão ?

    Sugiro que esse curso tenha parte do programa idêntico ao citado no post; só
    que acrescido da parte prática.

    Se não tiver, fica ai a sugestão; quem sabe é viável economicamente.

    Se puderem estudem a ideia.

    Todos os motoristas do Buzão de Sampa deveriam receber este treinamento.

    Assim como muito bem colocado pelo Sr. Luiz Carlos Campos, após o treinamento todos
    passariam a ser “Gestor de Unidade Móvel”.

    Sr. Luiz parabéns pela criação da nova denominação do motorista, adorei.

    Att,

    Paulo Gil

  8. todos os motorista deveriam saber um pouco dessas meleantes paginas de sabedoria obrigado por mais um ensino rodrigo de barretos sp motorista da bras tur turismo

  9. JOBER ANTONIO CARDOZO DA SILVA // 18 de dezembro de 2013 às 13:00 // Responder

    GOSTARIA DE SABER C TEM ESTE CURSO AQUI NO RIO GRANDE SUL?
    E VALORES….OBRIGADO FORTE ABRAÇO!

  10. Gostaria de participar de cursos de motorista de ônibus

  11. arnaldo carlos cruz // 13 de setembro de 2015 às 16:43 // Responder

    Olá sou motorista de transporte coletivo urbano, estou à procura de um curso de qualificação de motorista para o transporte de passageiros rrodoviario. Em São Paulo.

  12. Cleber arcanjo Gusmão soares // 17 de outubro de 2016 às 19:39 // Responder

    Ainda existe esse curso de capacitação de motorista interestadual?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: