Grana se reúne com empresários de Santo André para Bilhete Único

Empresários de ônibus em Santo André

Prefeito de Santo André, Carlos Grana, se reuniu com empresários de ônibus da cidade para discutir a implantação do Bilhete Único. Donos das viações pediram 90 dias para adaptação do sistema para viabilização técnica. Foto: Diego Barros / Prefeitura de Santo André.

Grana se reúne com empresários de ônibus para Bilhete Único em Santo André
Donos de viações pediram 90 dias para adaptação do sistema das catracas
ADAMO BAZANI – CBN
O prefeito de Santo André, Carlos Grana, se reuniu na tarde desta quarta-feira, dia 20 de fevereiro de 2013, com empresários de ônibus de Santo André para discutir a implantação do Bilhete Único na cidade, que vai permitir a integração tarifária entre as linhas de ônibus municipais.
O sistema adotado deve levar em consideração o trajeto percorrido e não apenas o tempo de viagem. O modelo de integração será semelhante ao praticado na cidade de São Bernardo do Campo, também no ABC Paulista.
Os empresários de ônibus pediram 90 dias à Prefeitura para fazer às adequações necessárias para a viabilização do sistema. Entre estas ações estão cadastramento de digitais, o que indica que o sistema deve ser biométrico, alinhamento operacional e criação de novos cartões.
A adoção do Bilhete Único, segundo a Prefeitura, não vai provocar aumento da passagem e sim barateamento do custo de bilhetagem e de operação.
Não está descartado remanejamento de linhas e ônibus.
Carlos Grana disse que os transportes de Santo André vão passar por uma remodelação no conceito e na lógica. O transporte, segundo ele, vai passar por uma transformação ousada para otimizar o serviço e desafogar o trânsito.
“O benefício é uma das principais metas do nosso plano de governo e marca o início de um processo de melhorias e de modernização na mobilidade urbana de Santo André. Temos, agora, o compromisso assumido pelos empresários para que este projeto saia do papel”, disse Grana em comunicado enviado à imprensa regional e também à especializada em transportes.
O prefeito de Santo André se reuniu com representantes da Expresso Guarará, que opera o sistema tronco-alimentador de Vila Luzita, e do Consórcio União Santo André, formado pelas empresas Viação Guaianazes, Viação Curuçá, Viação Vaz, Transportes Coletivos Parque das Nações, ETURSA – Empresa de Transportes Urbanos Rodoviários de Santo André, EUSA – Empresa Urbana Santo André. Entre os empresários presentes estavam Ronan Maria Pinto, Gustavo Vaz, Ozias Vaz, Carlos Sófio.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

8 comentários em Grana se reúne com empresários de Santo André para Bilhete Único

  1. Finalmente Santo André caminha para ter integração municipal no transporte público. Isso vai ser excelente pra quem usa ônibus pra fazer coisas rápidas e é obrigado a pagar outra tarifa. Agora sim eu diria que a população pode ser recompensada por pagar esse absurdo de tarifa sem ter nenhuma melhoria. E essas coisas que o Grana disse que vai fazer, eu até acho que ele possa fazer, mas vai ser a longo prazo, não é algo que ele disse hoje e no mês que vem já vai estar funcionando. Mas enfim, bom trabalho Grana, e que a população de Santo André possa, finalmente, ter um transporte público de qualidade

  2. E Adamo, desculpe pela segunda mensagem, mas qual é esse sistema usado em São Bernardo? Conheço bem as linhas daqui de Santo André e já fui pra São Bernardo por ônibus intermunicipais, mas não conheço o serviço municipal de lá

  3. Raphael, o sistema de São Bernardo do Campo-SP é chato, não é LEGAL!
    É o seguinte, suponha que eu vá do bairro ao centro, tenho 90 minutos a partir do embarque do 1° ônibus para do centro pegar outro ônibus. O sistema impede que você volte novamente ao bairro, ou seja, do centro, terá que pegar outro ônibus para um outro lugar “determinado”! Seria interessante se fosse como São Paulo, durante 3 horas, posso pegar até 4 ônibus independente para onde for! Mas a dona Beatriz que tem muita cobiça …
    Fora o fato, que somente em 2 lugares a recarga pode ser feita! (terminal SBC e outro lugar na marechal Deodoro).
    Quem puder, me corrija!

    • Negócio ruim, ainda bem que eu raramente vou pra SBC, e quanto vou, pego linhas intermunicipais. Tomara que o Grana siga o modelo de SP, assim, isso pode estimular o uso do transporte público e desafogue um pouco o trânsito. Isso, é claro, se forem feitas mudanças e melhorias, não iria valer a pena ter integração tarifária se você pega um ônibus lotado, mal cuidado e fica horas preso no trânsito

    • Sergio Santo André // 22 de Fevereiro de 2013 às 19:19 // Responder

      Alexandro, vcs ainda tem sorte (se é que pode se chamar isso de sorte), pois aqui em Santo André só existe 01 (hum) local para recarga dos bilhetes, e totalmente fora de mão.

  4. Bem, em São Bernado, as pessoas tem apenas 1 hora para fazer a integração e para que isso aconteça vc só pode fazer o trajeto em uma unica direção um exemplo: quando eu vou para o serviço partindo da casa da minha irmã embarco na linha 51 Jardim São Pedro, no Rudge Ramos desço na Avenida Sito dos Vianas e embarco na Linha 19 ou 24 Industrial, quase nunca consigo usar a integração por causa do transito mas, em fim se eu decidir pegar o 19 e 24 no sentido contrario não é aceito a integração pois esta linha vai passar pelo centro e o 51 quando vai em direção ao Jardim São Pedro ele passa no centro, e consta na programação da catraca que eu vim do centro ai não é aceito a integração. Por isso o sistema de São Bernado é péssimo, não funciona é historia de conto de fadas. Com isso é só enganação a SBCTrans iludi os passageiros . Isso é o que vão fazer em Santo André.
    Como sempre vitória dos empresários.
    Outra história pra boi dormir foi o aumento da passagem de R$ 2,90 para R$ 3,30 com a desculpa de que iria ser trocado a frota de ônibus que continua sendo a mesma um bom exemplo é a linha 101 Terminal Vila Luzita, com aqueles articulados que parece que vai se partir ao meio de tão velho que é tem hora que parece que as peças vão ficando pelo caminho.

    • Parabéns pelos seus comentários André, moro no Ferrazópolis! Você deve ter muita ‘paciência para esperar” a linha 51 ! Felicidades ! Este blog é muito bom ! Obrigado Ádamo, pela chance da informação ser compartilhada!

    • Sergio Santo André // 22 de Fevereiro de 2013 às 19:15 // Responder

      É isso aí André, a linha TR-101 eu conheço muito bem pois tenho a “infelicidade” de ter que usar todo o dia. Realmente, os ônibus da Marcoplo estão um lixo (só não estão piores que os da EAOSA), a Capitâo Mário Toledo de Camargo (o famoso corredor), também está uma porcaria, se vc viaja no fundo desses ônibus corre o risco de ser arremessado no teto, tamanha a quantidade de buracos e desníveis, os carros novos da Neobus são realmente maravilhosos, no quesito mecânica, pois o interior do mesmo ao invés de evoluir em relação aos da Marcopolo, só pioraram. Retiraram uma fileira de cadeiras, cadeiras essas sem estofamento, resumindo, os passageiros sentam no assoalho atrapalhando mais do se houvessem todos os assentos, os carros possuem 3 portas de desembarque e embarque no terminal Vila Luzita, mas as configurações do
      Terminal não foram alteradas, ou seja, a configuração é para os carros da Marcopolo (duas portas), então imagine a bagunça no embarque quando são abertas as três portas ao invés de só duas. Aliás não existem niguém para organizar aquilo, lamentável.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: