Haddad quer emitir títulos da Prefeitura para corredores de ônibus

onibus

Prefeitura de São Paulo estudo emitir títulos públicos para conseguir recursos para intervenções essenciais, como construção de corredores de ônibus mais modernos que os atuais, que ainda possibilitam longas filas de coletivos. Secretário do Tesouro Nacional reconhece a importância e o retorno positivo financeiro da priorização do espaço urbano para ônibus e diz que solução de mobilidade é uma das mais viáveis para a cidade.

Haddad quer emitir títulos públicos para corredores de ônibus
Os papéis da Prefeitura também serão usados para captação de recursos de outros projetos
ADAMO BAZANI – CBN
O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, declarou na manhã desta quarta-feira, dia 20 de fevereiro de 2013, que pretende elevar a capacidade de investimentos do poder público dos atuais R$ 3 bilhões para R$ 6 bilhões.
Para isso, Haddad cogita em emitir títulos da Prefeitura.
Entre as obras que podem ser beneficiadas com a medida estão as construções de corredores de ônibus.
Haddad se reuniu na manhã desta quarta-feira com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, e com o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin.
O prefeito de São Paulo mostrou para Arno Augustin os projetos de construções de 150 quilômetros de corredores de ônibus, orçados em cerca de R$ 4,5 bilhões.
O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, concordou que o valor dos corredores de ônibus diante da extensão, áreas abrangidas e do número de pessoas que devem ser beneficiadas é razoável e ainda reafirmou que a economia em médio e longo prazo que a prefeitura pode ter com a redução de trânsito, da poluição e com maior velocidade nos transportes por causa dos corredores deve fazer com que o investimento no espaço prioritário para os ônibus vai valer a pena.
Haddad também mostrou projetos para área de habitação.
O prefeito quer aumentar a fatia dos recursos do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento para a Capital Paulista.
O secretário do Tesouro Nacional e o prefeito também conversaram sobre projeto de lei da Câmara que propõe a alteração do índice sobre as dívidas dos estados e municípios junto a União. A proposta prevê que sejam aplicados o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA mais 4% ou então a taxa Selic, que são os juros básicos da economia. Hoje os juros sobre as dívidas públicas dos estados e cidades para com a União levam em conta o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna – IGP-DI mais 9%, o que é considerado alto pelos chefes de executivos locais.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Haddad quer emitir títulos da Prefeitura para corredores de ônibus

  1. Amigos, boa noite.

    Uma dúvida:

    Estes 150 Km de corredores serão sem semáforos ?

    Se for com semáforos, corrijam ai.

    150 Km de PARADORES.

    Tudo na mesma.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: