Chuvas prejudicam transportes em Mauá

atoleiro

Ônibus atolado durante a noite desta quinta-feira, no bairro Vital Brasil. Chuva forte deixou bairro sem condições de tráfego.

chuva atoleiro

A empresa Leblon diz que acompanha constantemente a situação dos bairros atingidos. Quando melhora, os serviços são restabelecidos, mas quando a chuva volta forte, o tráfego se torna perigoso e linhas são encurtadas para evitar acidentes. Vias ficam muito escorregadias

Chuvas prejudicam transportes em Mauá
Em alguns locais, é impossível o tráfego de ônibus devido a atoleiros
ADAMO BAZANI – CBN
Os passageiros dos transportes coletivos em Mauá, na Grande São Paulo, estão há cerca de uma semana sendo prejudicados por causa das chuvas fortes que atingiram a região do ABC Paulista.
Muitos bairros da cidade não possuem asfaltamento por serem áreas de mananciais, mas as ruas podem passar por manutenção. Quando chove, as vias se tornam verdadeiros atoleiros impossibilitando a passagem dos ônibus.
Centenas de pessoas são obrigadas a fazer caminhadas mais longas para terem acesso ao transporte coletivo, já que as linhas acabam sendo encurtadas.
Entre os bairros atingidos estão as regiões do Luzitano, Vital Brasil e Sampaio Vidal.
A operadora nestes locais, Leblon Transporte de Passageiros, diz que várias vezes ao dia técnicos da empresa visitam os bairros afetados pela chuva para analisarem se os veículos possuem condições de trafegar.
“Sempre quando há uma melhoria, os ônibus restabelecem o itinerário, mas se chove forte novamente, a situação volta a ficar difícil. Os ônibus não trafegam pelos bairros atingidos por questão de segurança para evitar acidentes por conta da situação das vias, que se tornam muito escorregadias” – explicou o instrutor da empresa, José Carlos Rodrigues.
A Prefeitura de Mauá promete resolver o problema.
Nesta quinta-feira à noite, um dos veículos teve de ser retirado com o auxílio de um guincho da região do bairro Vital Brasil.
Os passageiros devem ficar atentos em relação aos desvios temporários.
Quando não há possibilidade de tráfego, os ônibus normalmente fazem os seguintes desvios:
Linha Luzitano 142: os ônibus seguem até a Estrada do Regalado
Linha Sampaio Vidal 143: os ônibus vão até a Chácara do Sorvete
Linha Vital Brasil 144: os ônibus não conseguem trafegar pela Rua Pernambuco, que corta a Comunidade Nossa Senhora da Aparecida.
De acordo com a meteorologia, os próximos dias devem continuar com chuva em toda a Grande São Paulo. As temperaturas continuam em elevação, o que possibilita a formação de tempestades, principalmente no final da tarde.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

10 comentários em Chuvas prejudicam transportes em Mauá

  1. então de vez o senhor prefeito Donisete Braga
    cuidar das ruas q estão caindo ta tentando tirar a Leblon esse prefeitinho q nunca mais vai ve meu voto e q a propina não deve ta entrando e ele ta precisando pr pagar as aulas dos bb dele kkkkkkkkkk

  2. Sera que a prefeitura não poderia colocar cascalho nessas vias e passar uma motoniveladora depois ,ja que não pode asfaltar e nem colocar paralelepipido,para que os onibus possam trafegar,nem que seja semanal durante os periodos de chuva ,e não adianta falar que não tem dinheiro,pois o Brasil e um dos paises que mais arrecada dinheiro no mundo,ta na hora dos politicos pararem de roubar e fazer o que tem de ser feito,as prefeituras e estados e a uniao pelo que arrecadam eram pra ter poupanças recheadas e não dividas.

  3. Josue Marcio Lopes // 15 de Fevereiro de 2013 às 17:18 // Responder

    E a empresa ainda tenta manter padrao de qualidade em Maua, mas o poder publico poderia ajudar mais conservando as vias. Isso sim seria esforco em prol do transporte e nao se envolver em brigas de empresas.
    Estamos de olho, prefeito Donisete Braga.

  4. sp-15-02-13
    a desculpa de ser manancial , para nao asfaltar as ruas nao tem nexo
    o arruamento e a colocação de guias podem serem feitos com sistemas que nao agridem o local.
    o que falta e uma movimentação dos que sao prejudicados.
    cidadão exija o seu bem estar
    sr prefeito de maua
    seja coerente com as suas convicções
    ser prefeito e nao ser objetivo
    sergio

  5. Concordo que a aplicação de pedras britadas e o levantamento da via com aterro nos pontos com alagamento
    resolvem plenamente a situação, pois, tenho acompanhado em Itapeva-SP esse procedimento e vejo o sucesso
    ocorrido

  6. A prefeitura procura querer tirar a Leblon que presta um bom transporte que é a sua obrigação, a prefeitura nada faz para melhorar as vias.

  7. Se bobear o jornaleco vai dar manchete dizendo que a péssima condição dessa via é culpa da Leblon e que a mesma tem que sair urgentemente do sistema…kkkk…pq o lixo de prefeito de Mauá não se preocupa com isso ao invés de ficar embolsando dinheiro do Baltazar para tirar a Leblon da cidade…a Leblon é tão competente que mesmo em vias sem condições se preocupa em operar o maior tempo possível, ao passo que o sr Baltazar opera pessimamente em qualquer tipo de pavimento…

  8. A anos essas linhas sofrem com isto, mais nas areas de manancias podem colocar bloquete como em varios bairro da cidade, é tipo de um paralelepipedo mais de cimento e um pouco melhor, não sei se ia aguenta uns torinos mais ia melhorar bastante, e ainda colocão torions novinhos, Mauá ta com a melhor operadora de transporte do ABC e quer ainda tirar, e donizete que vergonha isso hein, só vive de propina, politico sempre morre de cancer pq toda vez que ganha dinheiro com corrupção fuma 10 charuto fortes e depois de anos morrem, raça sem vergonha.

  9. Bem que o prefeito de maua,bom deve ser outro ladrão poderia fazer asfalto onde ainda é ruas de lama e barro.ajudara mto.

  10. Amigos, boa noite

    Leblon, sem chance, para operar nestas condições nem com uma tarifa de R$ 10,00 acredito que
    cubra os custos operacionais.

    Vocês precisão comprar aqueles Buzãos Cross que estão sendo utilizados nas áreas rurais.

    Já pensou um modelito “cross” com a Águia e suas cores vai ficar um show.

    Larguem essa barreira ai e vem pra Sampa, aqui não tem lama só buraco.

    É, realmente a voz da experiência fala mais forte, pra rodar por ai só rencarroçado ou buzão prá lá
    15 anos que já deu muito lucro e olhe lá.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: