Caio e Mercedes vão entregar 2600 ônibus para Caminho da Escola

escolar_caio

onibus

Programa Caminho da Escola, do Governo Federal, tem qualificado o transporte escolar, com veículos novos e apropriados para trafegarem em áreas de difícil acesso, como os 2600 Caio Foz Super que serão entregues neste ano. Mas ainda há muito que avançar. Boa parte dos transportes ainda é feito por modelos velhos e dispensados dos serviços urbanos, como este veículo, flagrado em Arapiraca – Alagoas.

Caio e Mercedes vão entregar 2600 ônibus para o Caminho da Escola
Veículos são especiais para transportar adequadamente estudantes em áreas de difícil acesso. Programa ainda precisa avançar
ADAMO BAZANI – CBN
Sem nenhuma dúvida, o Programa Caminho da Escola, criado pelo Governo Federal em 2009 para qualificar o transporte escolar em área de difícil acesso, ajudou a indústria de ônibus no ano passado, que amargou uma crise nas vendas e produção.
E neste ano, mesmo com as boas perspectivas da indústria, o Caminho da Escola continua sendo importante para o nível de produção de veículos de transporte coletivo escolar.
As empresas vencedoras das mais recentes licitações comemoram os números de vendas para o programa.
A Caio Indusscar divulgou nesta terça-feira, dia 29 de janeiro, a venda de 2 mil 600 unidades de veículos para estudantes.
Os ônibus serão encarroçados sobre chassi Mercedes Benz, a maior parte OF 1519 e OF 1519 R, e serão entregues ao longo deste ano.
De acordo com a Caio, o modelo Foz Super foi testado por meses com o acompanhamento de técnicos do FNDE – Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação, do Ministério da Educação e Cultura.
Além de oferecer conforto, segurança e estabilidade, os ônibus devem ter robustez de acordo com as exigências do Ministério. São veículos projetados para áreas rurais, terrenos sem pavimento e de difícil acesso e até para passarem por pequenas corredeiras.
Os ônibus têm bloqueio de portas, tração mais adequada para condições severas, altura maior em relação ao solo, sinalizações especiais, ângulos de entrada e de saída maiores para inclinações de terreno, elevadores e espaços com fixadores para cadeira de rodas e poltronas com cintos de segurança, feitas de acordo com porte físico das crianças.
O Programa Caminho da Escola surgiu da necessidade de qualificar o transporte escolar em regiões com pouca estrutura de tráfego. Além de diminuir a evasão escolar, um dos objetivos é reduzir os acidentes que provocavam mortes de estudantes, educadores e professores.
Mesmo com os avanços do “Caminho da Escola” ainda milhares de crianças e jovens no Brasil não contam com transporte escolar, ou quando dispõe, são levados por caminhões, carros de passeio e ônibus velhos, sem segurança, dispensados dos serviços urbanos convencionais.
O Programa do Governo Federal ainda tem um longo caminho pela frente, mas está no rumo certo.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Caio e Mercedes vão entregar 2600 ônibus para Caminho da Escola

  1. Amigos, boa noite

    Ha uns anos atras, um município de São Paulo ainda utilizava um Caio Bela
    Vista -mascara negra como escolar.

    Parabéns ao Governo Federal, pois realmente os “Buzões escolares cross” estão realmente sendo
    entregues.

    Mas nas férias vi muitos deses “Buzões escolares cross” parados em baixo do sol escaladante.

    Sequer as Prefeituras tiveram a decência de fazer uma cobertura de sapé para abrigar estes veículos
    sol, cujo raios UV são extremamente nocivos a pintura e as peças plásticas do interior destes.

    Sugiro que o Governo Federal, só libere os Buzões escolares cross, se as Prefeituras fizerem no mínimo uma cobertura de sapé apoiadas em eucaliptos.

    Depois as Prefeituras não reclamem se estes veículos se deteriorarem em curto espaço de tempo.

    É lamentável esse comportamento de dilapidar o patrimônio público, por falta de zelo.

    Espero que o Palácio do Planalto leia este e adote tal sugestão.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: