Paralisações de ônibus em Ribeirão Preto

onibus

Metade da frota da Rápido D’Oeste, em Ribeirão Preto, foi paralisada devido a reivindicação de motoristas e cobradores por mais estrutura nos finais das linhas que não possuem sanitários e locais para refeição. Sindicado da categoria promete paralisar metade dos serviços de uma empresa a cada dia diferente.

Ribeirão Preto sofre com paralisações de ônibus
Categoria pede melhores condições nos finais dos itinerários
ADAMO BAZANI – CBN
Passageiros de ônibus em Ribeirão Preto, no Interior de São Paulo, sofreram na manhã desta segunda-feira com a paralisação de cerda da metade da frota de uma das empresas operadoras, Rápido D’Oeste.
Os motoristas e cobradores reclamam da falta de locais apropriados de parada, que hoje não oferecem espaço para refeição e nem sanitários.
O Seeturp – Sindicato dos Empregados das Empresas de Transporte Urbano de Ribeirão Preto promete fazer diariamente paralisações deste tipo em cada uma das viações que atendem os serviços municipais, como Trub, Transpcorp e Sertran.
As empresas de ônibus se reúnem com o Seeturp para evitar estas novas paralisações anunciadas.
Além do desconforto, os motoristas e cobradores de ônibus reclamam que gastam dinheiro por causa da falta de espaço, tendo de comprar água e comida por não haver onde esquentar uma marmita e se queixam do constrangimento de ter de pedir aos comerciantes para usar o banheiro.
O sindicato também quer alterar as escalas de trabalho e o tempo de repouso de uma hora dos motoristas. Em alguns casos, segundo a entidade sindical, os motoristas têm de parar em horários não indicados para almoço e janta, às vezes, logo depois do início d a jornada.
As empresas dizem que tentam fazer as melhores escalas possíveis, mas que nem todos podem parar ao mesmo tempo para os passageiros não ficaraem desasistidos nos horários de almoço e janta. Ainda segundo as empresas, os tempos de descanso seguem o que é determinada pela “Lei do Motorista”.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Paralisações de ônibus em Ribeirão Preto

  1. Amigos, boa noite

    Questão interessantíssima, e velha é claro.

    Será que algum edital de licitação no Brasil, prevê que os pontos finais têm de
    ter sanitários e locais para refeição ?

    Eu duvido.

    Fala-se tanto em corredores, BRT´s e outros bichos, mas e o
    bem estar da categoria e as questões de saúde e segurança no trabalho…

    Nos editais para linhas rodoviários também devem prever esta questão, pois
    recentemente na BR 101 sentido norte tem umas paradas de ônibus que estão
    deixando a desejar até para os passageiros, que dirá aos “pilotos”.

    Mãos a obra, já é passada a hora.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: