Ribeirão negocia com Rigras redução na tarifa

Rigras

Prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides, negocia com a empresa Rigras, que opera com exclusividade os transportes na cidade, a possibilidade de redução de tarifa. Foto: Adamo Bazani

Ribeirão negocia com Rigras redução de passagem
Prefeito Saulo Benevides discute um novo valor com a empresa de ônibus
ADAMO BAZANI – CBN
O prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides, negocia com a Rigras, empresa que opera exclusivamente as 17 linhas dos transportes municipais, uma possível redução na tarifa de ônibus.
No dia 1º de janeiro, a passagem teve aumento de 13,79%, passando de R$ 2,90 para R$ 3,30, acompanhando as outras cidades do ABC que praticam o mesmo valor: Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Mauá. Em Diadema, o valor foi reajustado de R$ 2,80 para R$ 3,20 e em Rio Grande da Serra ainda não houve reajuste, com tarifa permanecendo em R$ 2,60.
Segundo o prefeito, a Rigras, no entanto, ainda não mostrou interesse em rever o valor, alegando que o aumento foi decidido regionalmente, com vistas a integração com os trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e que as linhas atendem a bairros muito afastados, aumentando os custos de operação.
A empresa, entretanto, vai apresentar uma planilha de custos que justificaria o valor.
Saulo atende a uma reivindicação de moradores, que protestam contra o alto custo das tarifas.
O ABC tem sido marcado por várias manifestações referentes à tarifa. Em Mauá, foram realizados atos nos dias 05 e 12 de janeiro. No segundo encontro, a Prefeitura de Mauá proibiu os manifestantes de ocupar a Praça 22 de novembro, no centro da cidade, e o grupo bloqueou a Avenida Governador Mário Covas Júnior e a entrada do Terminal Municipal de Ônibus. Houve tumulto e agressão, com cerca de 10 feridos, a maioria manifestantes. O prefeito de Mauá, Donisete Braga, acusou os manifestantes de passarem dos limites e de impedirem o direito de ir e vir dos usuários de ônibus. Já os organizadores do protesto disseram que houve abuso por parte da Guarda Civil Municipal de Mauá e que ninguém da Prefeitura apareceu no momento para dialogar sobre o impasse a respeito de onde o grupo poderia manifestar.
No dia 11 de janeiro foi realizado um protesto em São Bernardo do Campo e no dia 18 está prevista uma manifestação em Santo André, que vai contar com uma caminhada da estação de trens da cidade até o Consórcio Intermunicipal do ABC, que fica na cidade.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

5 comentários em Ribeirão negocia com Rigras redução na tarifa

  1. o triste é isso,pagar caro por um péssimo transporte público

  2. entao mano..tenho em mente um 1315 vitorinha de sp msm com a frente fexada

  3. A Rigras opera 30 LINHAS, não 17.

  4. A prefeitura de Ribeirão deveria quebra esse monopolio da RIGRAS Tambem.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: