JUSTIÇA DETERMINA QUE VIAÇÃO ESTRELA DE MAUÁ NÃO OPERE MAIS

Estrela de Mauá

Justiça classifica como irregular a operação da Viação Estrela de Mauá e determina fim das operações da empresa

Justiça determina retirada da Estrela de Mauá de circulação.
A juíza Fernanda Salvador Veiga, da Terceira Vara Cível de Mauá, entendeu que operação da empresa no lote 02 junto com a Leblon contrariou decisão anterior da Justiça que ainda está válida. Magistrada classificou operação da Esttela de Mauá como irregular!
ADAMO BAZANI – CBN

A juíza Fernanda Salvador Veiga, da Terceira Vara Cível de Mauá, na Grande São Paulo, determinou a saída da Viação Estrela de Mauá das operações do lote 02 da cidade.
A magistrada considerou um erro grave a atitude do ex prefeito de Mauá, Oswaldo Dias, e do ex secretário de Mobilidade Urbana, Renato Moreira dos Santos, que no apagar das luzes do mandato, em 27 de dezembro de 2012, decidiram colocar a empresa de ônibus fundada por Baltazar José de Sousa, para operar junto com a Leblon as 18 linhas do Lote. Hoje a Estrela de Mauá está em nome de David Barioni, mas há indícios de continuidade de ligação com Baltazar.
A partir desta quarta-feira, dia 09 de janeiro, de 2013 nenhum ônibus da Estrela de Mauá pode operar na cidade.
Em seu despacho, a juíza Fernanda Salvador Veiga, disse que havia uma decisão judicial que impedia a prefeitura de Mauá reabrir o processo de licitação e de contratar outra empresa. Esta decisão continua em vigor e foi desrespeitada.
“Logo, não poderia entender, como elocubrou a Administração – estar anulada também a liminar concedida naquele mandado de segurança, a qual, persiste até a presente data. Se persistia, não poderia a Municipalidade retomar a licitação, como o fez” – disse a juíza em seu despacho.
A juíza ainda disse que as alegações da Prefeitura para a contratação de uma outra empresa, em caráter emergencial, não se sustentam. Fernanda Salvador Veiga ainda estranhou o fato de a contratação da Estrela de Mauá ter sido feita no final da administração.
“Ademais, não parece crível ter ocorrido a justificativa de emergência ou calamidade pública, indicada no artigo 24, inciso IV, da Lei Federal nº 8666/1993, a ensejar a contratação direta de empresas, sem a devida licitação, considerando que há mais de um ano a impetrante (Leblon Transporte de Passageiros) vem prestando os serviços de transporte municipal, inexistindo, ainda, notícia de calamidade pública”
Além disso, chama a atenção o fato de que a dispensa de licitação ocorreu às vésperas do encerramento do ano de 2012, pouco antes da transição do Chefe do Poder Executivo.
Ainda, nota-se que inexiste qualquer parecer jurídico da Procuradoria Municipal para dar guarida à dispensa da licitação”
A juíza também destacou que a retirada do artigo 18 da Lei Municipal de Transportes 3996/2006, não pode alterar a situação presente da prestação de serviços, com a Leblon, portanto, podendo operar integralmente o lote 02.
Por fim, a juíza Fernanda Salvador Veiga suspendeu o contrato emergencial e a Ordem de Serviço para a Estrela de Mauá operar.
Também intimou o prefeito e o secretário de mobilidade urbana a retirar todos os ônibus da Estrela de Mauá de circulação, sob pena de R$ 5 mil em caso de descumprimento.
Intimou a Estrela de Mauá a não mais operar no lote 02 da cidade e classificou sua operação como irregular.
A juíza também autorizou a Leblon a procurar o Ministério Público para investigações sobre ação da prefeitura
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

67 comentários em JUSTIÇA DETERMINA QUE VIAÇÃO ESTRELA DE MAUÁ NÃO OPERE MAIS

  1. Fico muito feliz por isso, bom saber que existe justiça nesse país! 😉

    • Gostei!!!! e espero que a Leblon continue prestando serviço em Mauá a Leblon e outras mais, manda esse tal de Baltazar ficar na dele.

    • Rodrigo Aparecido Reis // 13 de Janeiro de 2013 às 01:54 // Responder

      Estrela de Mauá 0 x 1.000.000.000.000.000.000.000 Leblon
      O Baltazar já nem sabe mais o que fazer!!! Os bons tempos desse cara já se passaram, só que ele ainda nem percebeu!!!!!!!!!

  2. Excelente decisao da Juiza pq se voltar o Monopólio vc’s estão ferrados

  3. qual é a viação estrela ?

  4. AAAAAAAAEEEEEEEEEEHHHHH,VIIIIIVAAAAAAAAAAA,UUUUHHUUUUUUUUUUU!!!

  5. O que Deus Nós deu !!!!!!!!!! Jamais qualquer um vai tirar!!!!!!!!!!!! Vamos em frente Leblon…Excelência servindo a Excelência….

  6. É isso aiiiiii!!!!! Justiça foi feita e viva a LEBLON!!!!

  7. Chupa Osvaldo dias prefeito de merda , chupa Renato Moreira Professor Pardal secrétário de Imobilidade Urbana , e chupa Baltazar e sua Trupe !

  8. Viva Transporte de Qualidade // 8 de Janeiro de 2013 às 23:05 // Responder

    Estive semana passada no Jardim Zaíra, e vi carros do lote 1 operando linhas do lote 2, o mesmo vi no Terminal Sonia Maria. A garagem da Estrela também fica em um terreno na região do Zaira 4. Fica muito clara uma ligação entre a Estrela e Cidade de Mauá, não?!

  9. Graças a Deus a justiça esta nos ouvindo 🙂 PT FORAAAAAAAAAA

  10. obrigado meu deus tu nao falha

  11. Toma ai baltazar, e falo mais uma coisa, em todos os sentidos Deus nunca falha obrigado senhor, e logo Balta sai correndo dessa cidade em Breve, o venho deve ta bufando de raiva.

  12. pt vc sao um pocaria kkkkkkkkkkk
    sai fora agora quem voto pt agora chupa kkkkkkkkkkkk

  13. bom espero que se resolva o problema da falta de onibus ou de onibus lotado no novo terminal pois anda um caos pegar onibus aqui ,sempre lotado e demora muito ,quanto a decisaõ é louvavel ,e espero que a populaçaõ naõ fique a mercê do acaso,parabens a juiza……..

    • Infelizmente ainda , quem determina os horários e quantidade de ônibus em circulação é a Prefeitura , afinal parece que eles entendem tudo de logística , aqui mesmo no Miranda , quando a prefeitura fez aquele terminal no meio da Av. Castelo , o Zaira três teve seu itinerário mudado e deixou de passar na Rua Martino Basso , então procurei os inteligentes ( da prefeitura ) , e pedi que aumentassem o nº de ônibus , assim diminuiria os intervalos , e serviria para o Miranda e o pessoal daquela Rua , a prefeitura preferiu inventar um tal de radial para a barão de mauá e tenho uma carta resposta do petralha osvaldo dias dizendo que o intervalo de 20min. está bom aqui para o Miranda , a empresa Leblon até entende os passageiros mas também tem que acatar as ordens do pessoal da nossa querida prefeitura que só tem gente qualificada para todas secretarias.

  14. Que a Justica seria feita isto eh natural, afinal nenhum magistrado iria compactuar com uma acao tao absurda do executivo. com certeza a juiza não chegou onde esta a toa, construiu sua carreira. já os gestores executivos em sua ignorancia forçada pelo dinheiro, e em seus cargos efemeros não tem muito a perder, entao se vendem ate por amendoim torrado ou suflair vencido. parabens ATUAL poder judicial de Maua (digo atual porque em outros casos a Vara de Maua tb já tomou acoes ‘estranhas’ a favor do Sr. Baltazar). Deus encaminhe a Leblon a continuar sevindo com Excelência nesta cidade.

  15. Eu fiquei muito feliz com todos os comentários feitos, só espero que a leblon fique permanente, isso é muito importante para todos nos de Mauá, vivo aqui a quarenta anos, tem que mudar alguma coisa, eu espero que tudo isso não prejudique o nosso novo prefeito Donisete Braga. Espero que Deus esteja de olho em nossa cidade e no nosso prefeito e vice secretario da habitação e outros integrantes da prefeitura. Espero também que daqui a quatro anos eles continuem na prefeitura, porque a cidade precisa de pessoas como eles. Abraços , e desejo um ótimo ano somente de vitorias para todos vocês.

  16. Parabens a juiza Fernanda, e a justiça aconteceu aqui!
    chupa Balta, chupa Oswaldo!

  17. Boa noticia,que a estrela e tudo que for de Baltazr suma!

  18. A justiça seja feita!!! Deus não falha!!! melhorar o transporte público sem dar continuidade a esse monopólio….. que venha a justiça de DEUS!!!! SE JESUS CRISTO É O SENHOR DE MAUÁ!! ENTÃO ELE NÃO FALHARÁ!!!.

  19. e assim a Mauá Star chega ao seu fim.

  20. agradeço a Deus ao ocorrido e tambem parabeniso esta senhora Juiza Fernanda Salvador Veiga,por assim enterpretar esta situação que Deus nos proteja !!

  21. Gostaria que me explica-se quais são os indícios que ligam o Baltazar a Estrela?
    Não tenho preferencia nem por Leblon nem Estrela pq graças a Deus não dependo de transporte publico…..mas acho que como jornalista(apesar de ser pago pela Leblon) deveria ser mais imparcial…..se na sua entrevista o próprio Davi Barioni disse que não tem ligação com o Baltazar…pq você insiste em atrelar uma coisa a outra…..já sei a Leblon te paga…gosto de ler o Blog, mas esta ridículo essa sua clara manifestação pessoal e não jornalística…certo que meu comentário não será postado

    • Os indicios se referem as datas de constituicao da nova diretoria dois dias antes da assinatura de um contrato com a Prefeitura em julho, divisao de garagens, funcionarios da Viacao Cidade de Maua e EAOSA que na folga foram chamados para dirigir onibus da Estrela entre outros. Mas como foi dito no texto: sao indicios, nada foi afirmado. E nao fui pago pela Leblon.
      O sr David Barioni tem o meu respeito, o entrevistei e falarei sim com ele toda vez que necessario de ambas as partes. Nesta noite, nao consegui contato.
      Agora na materia apenas ha as citacoes ds juiza e nao minhas.

      • Marcos teixeira // 9 de Janeiro de 2013 às 02:48 //

        Bom a Estrela tem vários funcionários da Leblon será que isso é um indicio de sociedade? A garagem da Leblon fica em uma igreja…eles são sócios?
        Acho louvável vc conversar com o Barioni…só tente. Ser menos parcial apesar do blog sr seu..na maioria das matérias gosto do seu Ramalho e deixo aqui meus Parabéns mas parece que quando envolve Leblon as coisas mudam seu ponto de vista.
        E pelo que me consa vc tem até crachá d Leblon como não recebe?
        Forte abraço

      • Marcos teixeira // 9 de Janeiro de 2013 às 02:51 //

        Desculpe o corretor….disse trabalho no lugar de Ramalho e consta no lugar de consa

    • sp-09-01-13
      ao sr adamo
      a imparcialidade deve ser posta em duvida
      quais os indicio que o sr baltazar e dono da empresa?
      o sr barioni afirmou em sua entevista que ele nao tem ligação com o antigo dono
      qual a insistencia que o reporte tem afirmando que o dono e o mesmo. quais os indicios?
      o local em zaira quatro sempre teve a guarda de uma infinidade de carros de
      diversas empresas da regiao.nada mais logico do que enviar para esse local os
      carros que foram retirados de circula~çao .
      no aguardo de suas afirmações
      sergio

      • Evidencias da ligação da Viação Estrela de Mauá com Baltazar José de Souza:

        Pesquise em http://www.jucesponline.sp.gov.br por Viação Estrela de Mauá.

        Lá você verá que a Estrela de Mauá foi fundada em 19/04/2006 por Baltazar José de Souza e tinha como sócios seus filhos e esposa. Quase um mês depois, “coincidentemente”, o prefeito Leonel Damo promulgou a lei n° 3.996 que dispõe sobre a concessão de serviços de transporte coletivo no município.

        Na mesma consulta da JUCESP, você verá que em 29/05/2008, Baltazar e dois de seus filhos remanescentes na sociedade se retiram da empresa, dando lugar a Anísio Bueno e Anísio Bueno Jr.

        “Coincidentemente” e sem “nenhum indício”, alguns dias antes a prefeitura e a comissão de licitação haviam avaliado as propostas das empresas e diante das propostas das concorrente, a Leblon recorreu a justiça contra o que constatou como “falta de experiência” e “monopólio” por parte das empresas Estrela de Mauá e Transmauá.

        A lei 8.666 proíbe o monopólio quando há licitação nos transportes e o edital exigia 20 anos de experiência. Em ambos argumentos as duas viações enquadravam-se. A suposta venda da empresa para os Bueno foi uma forma de desvincular o monopólio, já que a Viação Cidade de Mauá concorria sozinha no lote 01 e estava em nome de Baltazar. Mas ainda permaneceu a falta de experiência das companhias, que não havia como ser comprovada pois ambas tinham menos de 2 anos de vida e nenhum de experiência operacional. Foi com estes argumentos que a justiça desabilitou da concorrência as duas empresas.

        Essas informações você pode obter no site: http://www.jusbrasil.gov.br

        Na mesma pesquisa da JUCESP, você também verá que em 11/07/2012, retiraram-se da sociedade Anísio Bueno e Anísio Bueno Jr. e é admitida na sociedade a D.R.X.S.P.E. Empreendimentos e Participações Ltda, onde são nomeados procurador e administrador, David Barioni Neto e João Eduardo de Villemor Amaral Ayres.

        Coincidentemente, dois dias depois em 13/07/2012, a prefeitura de Mauá através do secretário de mobilidade urbana, baseada numa suposta determinação do STJ, reabriu o processo licitatório 04/2008, declarou habilitadas as empresas Viação Estrela de Mauá e Transmauá e desabilitada a empresa Leblon Transporte de Passageiros Ltda. Determinou vencedora a Viação Estrela de Mauá pelo menor valor de passagem, assinou contrato com a mesma e transformou o contrato da Leblon em “emergencial” com prazo de 60 dias.

        Coincidentemente, tudo isso foi feito numa sexta-feira a tarde, onde nunca se trabalhou tanto na secretaria da prefeitura. E coincidentemente também, alguns dias depois a justiça afirmou que a decisão do STJ foi interpretada de forma equivocada pela comissão de licitação e cassou o contrato da Estrela com a prefeitura. concedendo mandato de segurança à Leblon.

        Estas informações você pode obter no site: dom.maua.sp.gov.br pesquisando publicações do dia 13/07/2012. Um processo que costuma demorar dias, foi feito praticamente todo numa tarde.

        * * * Bom, tudo isso que foi feito é ilegal? Teoricamente Não! Porém são evidencias claras da ligação e das tentativas de manobras tanto por parte do grupo quanto por parte da prefeitura, para favorecer o quem monopolizou por anos o transporte da cidade.

        As informações estão ai, são publicas, para quem quiser ver e se inteirar do assunto. Infelizmente as pessoas tem preguiça de pesquisar os assuntos e ficam pautando-se nas interpretações de terceiros (mídia impressa, televisiva, web etc) ou até em comentários de “quartos” e “quintos”, baseados em opiniões extraídas destes mesmos locais, e ainda reclamam de parcialidade.

        Se incomoda tanto as visões passadas pelo Diário do Grande ABC ou pelo Blog Ponto de Ônibus a respeito do caso, por serem consideradas parciais, pesquisem vocês mesmos e tirem suas próprias conclusões e verão com seus próprios olhos qual é a verdade.

        Só digo uma coisa, no DGABC o tipo de matéria que você vê é sobre o tumulto no terminal, acusando apenas uma parte e não ouvindo as outras partes. Aqui no blog fala-se bastante sobre a Leblon? Sim e acredito que ambos mantenham uma parceria que permita este tipo de informação, afinal o blog é sobre transporte. Porém, se você procurar aqui no blog, todas estas informações passadas acima, você vai encontrar.

        Agora, está nas mãos de cada um julgar quem é parcial ou imparcial, e quem é comprado ou não. Mas por favor, façam isso com bom senso e deixando de lado impressões pessoais mal formuladas.

        Boa noite

    • concordo claramente com sua opiniao marcos teixeira

    • Fábio de Araújo Monteiro // 9 de Janeiro de 2013 às 03:55 // Responder

      ai seu idiota seu comentário foi postado
      e se é verdade que vc não depende de onibus de maua
      vc nem deveria ter comentado nada
      se informe melhor antes
      e va as ruas para ver que as duas empresas tem mais que ligações
      bom não moro em maua mas ja fui funcionario da leblon
      sai de la não mto contente com a empresa
      pois acho que não foram corretos comigo
      protegeram um agiota ladrão que la era chefe
      mas sei que maua precisa da leblon
      ai adamo mandou muito bem como sempre
      seu jornalismo é serio e imparcial
      esse idiota que não sabe o que fala
      abraços e boa sorte a todos de maua

      • Marcos teixeira // 9 de Janeiro de 2013 às 09:50 //

        Caro Fábio …não o conheço e não entendi os motivos dos ataques pessoais.
        Te garanto que não sou nenhum idiota já você com essas palavras mostra sua falta de educação e QI de ostra que você deve ter.
        Então se você é esse conhecedor e tão corajoso và até uma delegacia e denuncie esse tal agiota….aqui é fácil falar em citar nomes e mostrar que é bravão.
        Para mim quem recebe dinheiro de uma empresa não consegue ser imparcial.
        Sou contra o monopólio sim…e já ouvi que a Leblon opera muito bem, mas continuo acho estranho toda reportagem conter uma alusão ao Baltazar. Isso para mim soa claro que o blog tenta colocar os leitores contra um e a favor de outro.
        Se como o prróprio blog disse que a indícios não precisa falar toda vez isso.
        Mas você deve ser mais inteligente que todos nós…..

      • MARCOS TEIXEIRA,LI SEU COMENTARIO E NA VERDADE ,PERCEBI QUE VC NÃO DEPENDE DE TRANSPORTE COLETIVO,MORO AQUI EM MAUA A 40ANOS,TRABALHEI 30 USANDO TODO TIPO DE TRANSPOTE DESTA CIDADE!!FOI A PARTE DA VIDA MAIS HUMILHANTE POR PARTE DE MOTORISTA E COBRADORES, ONDE O PTRÃO ERA O BALTAZA, GREVE DE MOTORISTA POR FALTA DE PAGAMENTO,DISCUSÃO DE USUARIOS,ONIBUS QUEBRADO QUE NOS DEIXAVA NO CAMINHO SEM NENHUMA ESPLICAÇÃO, SEM CONTAR MOTORISTAS QUE MORRIAM NO VOLANTE NA NOSSA FRENTE POR ACERTO DE CONTAS!!!!!TUDO MUDOU MAS NÃO PODEMOS RETROCEDER,HOJE COM 63ANOS AINDA SOU CHAMADA DE13,NOS ONIBUS DA BARÃO, OQUE NÃO ACONTECE NA LEBLON!!!PARABENS AO POVO

    • ailton maciel ferreira // 9 de Janeiro de 2013 às 13:32 // Responder

      cara ou vc é muito ingenuo ou é parente deles a empresa foi fundada por ele, ta no mesmo endereço, com varois menbros da liderança do grupo que indicios mais vc quer acorda cara

  22. Amigos, boa noite

    Resultado previsível, nada de espantoso, normal.

    O que deve ocorrer daqui pra frente é:

    Os responsáveis devem ser acionados judicialmente e administrativamente para:

    ressarcir os prejuízos materiais e morais causados à sociedade, em especial aos munícipes de Mauá e ao Poder Judiciário.

    – Responder administrativamente pelos atos já praticados;

    – Cassação os direitos políticos.

    – Serem penalizados, na forma da lei, pelos atos já praticados.

    Att,

    Paulo Gil

  23. parabéns, pela justiça de mauá . a Leblon tem que fica 100 por centro em mauá , tudo ,ÕNIBÚS novo , os fumcionario todos competente e legal . vamos Leblon fazer as linhas da E.A.O.Z.A agente não aguenta mais esta empresa tanto que quebra e mata viagem simprismemte alinha do feital que agente fica 3 horas nos pontos . ai o sr. OSVALDO DIAS .parabéns a senhora juiza fernanda .

  24. Hoje 09/01/2013, a Estrela de Mauá continua operando desde a abertura do Terminal Municipal.
    Nenhum tipo de ordem é acatado nessa cidade???

  25. E abaixar a passagem q é bom, nada né? ¬¬

  26. Todos nós usuários ou não do transporte coletivo, somos dependentes dele. Explico: Se o transporte coletivo for de qualidade, com custo baixo, mais pessoas irão usa-lo, melhorando a mobilidade urbana, promovendo qualidade de vida, proporcionando tarifas mais baixas. O contrário tambem é reciproco: Transporte ruim gera congestionamentos, tarifas caras, falta de mobilidade urbana e assim por diante. Portanto mesmo quem não utiliza onibus, metro ou trem é totalmente dependente deles, como quem os utiliza diariamente.

  27. É isso ae Adamo você sempre fazendo seu jornalismo sem medo de dizer o que pensa. Ja que esse Tal Marcos Teixeira está tão preocupado com a imagem do Baltazar que ele dê a cara a tapa e abra um blog para defende-lo

  28. Quanto ao Adamo publicar muito sobre a Leblon. Para quem não sabe o Adamo mora no ABC e diga-se de passagem, das cidades do ABC, Mauá é aquela que mais tem dado notícia sobre transporte coletivo, então nada mais natural do que publicar material desta região.

    Quanto a parcialidade… qualquer pessoa que nãos seja de Mauá, não entende o que acontece nesta cidade. O Sr. David Barione tem cara de bonzinho, mas não de bobinho, afinal NINGUÉM em sã consciência compra uma empresa que NÃO TEM UM CONTRATO que garanta sua renda.

    Ou seja, apenas o Sr. Baltazar (pelas mãos de outros) é que tem interesse em continuar esta briga pelo Lote 2.

    Imagino que a intensão do Grupo BJS seja causar prejuízos (para não usar a palavra falir) o Grupo Leblon, porém apesar do Grupo BJS ainda ser bem maior (em número de ônibus) do que a Leblon, basta fazer um levantamento na internet e verificar quem tem mais buscas e apreensões, concordatas, leilões de garagem, etc. Ou seja, Davi é menor porém bem mais forte que Golias.

    Sem contar a carta na manga que a Leblon tem. E que se necessário um dia eles podem usar…

    • Apolonio sou de Curitiba e conheço bem a operação que o Grupo Leblon(Através da Leblon e Auto Viação Nobel) fazem aqui na região. Desde sempre a Leblon sempre teve onibus considerados tops…so pra vc ter uma ideia, a empresa efetua renovação de frota antes mesmo dos onibus atingirem sua vida util e a aquisição de ônibus segue o que há de mais moderno e menos poluente..como as ultimas aquisições de onibus padron e articulado foram de Chassi Volvo B12M(340 CV) e B7R(290 CV), por isso entendo a revolta de quem utiliza o lote 1 e tem que se contentar com veiculos articulados com módicos 230 cv ..numa carroceria de 18 metros, estes onibus de 15 metros da Estrela de Maua..é a mais pura demonstração de “pão durismo” ou ainda “o lucro acima de tudo” … Aqui na região de Curitiba a empresa possui mais de 100 onibus(sendo que pelo menos 40% destes são Volvo ou motorização traseira) para operação urbana além dos veiculos rodoviarios de fretamento…então devido a estes dados..imagino que financeiramente o Grupo Leblon “vai muito bem obrigado”… por fim a encheção de saco que a URBS faz aqui em curitiba com as empresas operadoras (entre elas a Leblon e Nobel), que um simples itinerario torto,atraso no horario pode gerar multa para empresa, com certeza fez com que a leblon aplicasse ai em maua a mesma “disciplina” e consequentemente um serviço prestado com eficiencia muito superior( não estou afirmando que a empresa não possui defeitos,mas em comparação com as outras empresas) a operadora do Lote 1 e sua empresa bionica. Abraços

      • Esqueci…além das vistorias feitas pela URBS(Empresa que gerencia o transporte coletivo em Curitiba e Região Metropolitana), vistorias estas que ocorrem a cada 6 meses..

  29. Parabéns ótima decisão! Alôoooooooo Mauuuuuuuuuuuuáaaaaaa kkkkk Fora Estrela do xerifão!

  30. Sergio Santo André // 9 de Janeiro de 2013 às 12:40 // Responder

    Bem, com esta decisão, ainda tá dando para confiar na Justiça, mas já deu prá notar que novas sabotagens devem acontecer, pois com esses tipos de “empresários” realmente não dá prá se confiar, e muito menos nos políticos que os apoiam….

  31. Se você não sabe de nada Marcos teixeira, não se manifeste pois ha fortes indicios que a Estrela é do Balta e só um sego para não ver isto, Parabens Juiza e viva a Leblon.

  32. PARABENS,EXMA DOUTORA FERNANDA ,QUE FAZ JUSTIÇA E DESFAZ INJUSTIÇA,PARABENS POVO DE MAUA QUE PODE CONTAR, COM ESSA AUTORIDADE DE TAMANHA COMPETENCIA EM NOSSA CIDADE!!!AVANTE BRASIL MUDANÇA AGORA!!!!!!

  33. E a passagem continua R$ 3,30…

  34. Bom dia Sr: Marcos Teixeira,
    O senhor deve levar em conta que nos que moramos em Mauá, sempre sofremos com um descaramento e falta de respeito por parte dos políticos e o empresario Baltazar que nunca respeitou a população de MAUÁ, e vendo o relato do senhor percebo que o senho não deve mora em Mauá e se mora faz pouco tempo.
    O Adamo só estar falando a verdade coisa que infelizmente temos poucos reporte com estar
    visão, Então senhor MARCOS TEIXEIRA deixa de lado o seu intertece próprio, e busque saber
    mais informação da historia do transporte coletivo de MAUÁ, ai sim o senhor via dar razão para este reporte e perceber o quando a população já sofreu com um transporte precário.

    • Boa Tarde..
      Magiga…Nasci e moro em Maua e em nenhum momento disse que o transporte era bom…ao contrario se ler bem até elogiei a operação da Leblon….o que simplismente acho que não cabe a todo poste ficar salientando que a Estrela é do Baltazar que a indicios de não sei o que.
      Simplismente se há provas as apresente senão parem com esse sensacionalismo…deveriamos estar discutindo a saida da VCM e não da Estrela…ta tudo errado só é essa minha simples opinião…

      • Fábio de Araújo Monteiro // 10 de Janeiro de 2013 às 03:58 //

        ai marcos, não estou aqui pra medi forças, ou pra tentar ser melhor
        meu QI não esta em questão, bom se vc diz que o Adamo não é imparcial e que vc não depende de onibus, deve ter algo mto errado, pois vc sabe que na estrela tem funcionario da leblon, e que segundo vc o Adamo ganha da leblon
        bom esta claro e mto claro que vc tem ligação com o transporte, e mais que vc deve trabalhar para a Barão
        pois vc esta mto mais informado do que quem trabalha na leblon
        vc gosta de se esconde, mostra a cara
        fica se escondendo
        a barão é um lixo, respeito os companheiros que ali trabalham mas a direção é uma merda
        não fica com medo não, de perde seu emprego, pois existem varias empresas no seguimento de transporte coletivo
        um baba ovo como vc tem mtas empresas que adoram
        vc serve de cagueta, trabalhei em uma empresa que eles colocavam secreto dentro dos onibus
        acho que isso daria certinho pra vc
        mas tenha uma pouco mais de dignidade pois assim como esta claro pra vc que o Adamo não é imparcial, tbm esta claro que vc tem uma ligação forte com a Barão
        BOA SORTE A TODOS QUE EM MAUA VIVEM, POIS EU MORO EM SUZANO MAS TENHO RESPEITO PELO SER HUMANO
        E SEI QUE COM A BARÃO JAMAIS ISSO SERIA POSSIVEL
        QUE DEUS ABENÇOE A TODOS

      • vestigio kkk entra na junta comercial do estado de sp e pesquise a estrela de mauá estava nome do baltazar josé de souza o bjs junior ea filha do bjs até 2008. quando foi passada a empresa estrela de mauá para o nome de dionisio socio do baltazar logo depois para não dar na cara o monopolio foi passada para o neme do senhor david Barione .indicios como já podemos ver a garagem da empresa e do baltazar ate umdos roboques da barão esta na garagem da empresa os veiculos adquiridos na mascarelo emcarroçadora de onibus o validador de passagem e mesmo da cidade de mauá até mesmo muitas pessoas chamadas para a estrela são parentes de funcionarios da vcm agora vc acha que o baltazar perderia o lote 2 e ficaria de maos abanando

  35. PARABENS LEBLON!!!!

  36. E PRO CL4 NADA!!! TUDO, TUDO TUDO! PQP cadê a justiça de sp???

  37. antonio serra dutra // 9 de Janeiro de 2013 às 22:09 // Responder

    é bom que a população de maua saibe que a prefeitura foi notificada as 13h00 que a estrela de maua deveria encerrar as operações e até as 17h00 não notificou a empresa sera outra manobra politica só que agora da parte do senhor donizete braga o mesmo que disse que iria mudar o transporte publico na cidade, a população de maua ta ferrada com esses politicos corruptos ja não basta a sueira do osvaldo dias agora o donizete tambem compactuando com o monopolio na cidade.

  38. eu Quero ver é quando o nosso querido prefeito vai tirar esses ônibus de nossa cidade…hoje mesmo ja era pra ter acabado essa palhaçada de monopólio em mauá.

  39. vicença holanda de sousa rêgo // 10 de Janeiro de 2013 às 00:43 // Responder

    A Doutora Magistrada(com todo meu respeito), não deve saber o que é esperar um ônibus por mais de 40 minutos e ainda ter que pagar uma passagem de 3,30. A Doutora, com certeza, nunca precisou andar de ônibus. A população é quem sofre com isso todos os dias.

  40. Aí sim, tchal tchal estrela de Mauá e viva a Leblon.

  41. Parabens a juiza, finalmente a justiça está sendo feita.

    • caramba o pessoal ai em cima gosta do baltazar ! deve ser um baita azar ser servido por ônibus deste cidadão. Tá na hora de sumir do transporte coletivo esse inhaca.

  42. Elias carneiro da Silva // 20 de Março de 2013 às 10:59 // Responder

    Pessoal Quando Mauá era Só Ruas sem asfalto, Ninguem Queria por Empresa em Mauá,somente O Baltazar que enfrentou O barro buracos Ónibus atolados nas Ruas sem Asfalto, Porque Voceis falam estas besteira agora, Depois que Baltazar constroiu a Cidade Todo mundo quer tomar o Inpério ou castelo

    • Mas o ônibus que você vê nas outras reportagens enfrentando ruas de barro e atoleiros não é do Baltazar. E não seria muita pretensão dizer que foi o Baltazar que construiu a cidade? Até onde sabemos, a grande força que constrói uma cidade é seu povo. O mesmo povo que deixou Baltazar rico nestes trinta anos, afinal, por mais valor que Baltazar pode ter tido, ele não transportava por filantropia. O povo de Mauá tem de ter o pensamento oposto a este: a cidade não é do Baltazar, da Leblon, dos Damo, Grecco etc. A cidade tem de ser para os cidadãos

  43. Elias carneiro da Silva // 7 de Abril de 2013 às 16:10 // Responder

    Amigo se voce não sabe, Viação Estrela de Mauá, não É de Baltazar, Claro é uma Empresa de primeiro Mundo, Mais não é de Baltazar.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: