Aumento da passagem de ônibus no Rio de Janeiro

Passagem de ônibus no Rio de Janeiro vai de R$ 2,75 para R$ 2,90. O reajuste de 5,4% vale para os ônibus convencionais sem ar condicionado e para os serviços do BRT TransOeste.

Passagem de ônibus no Rio de Janeiro sobre no início do ano
Tarifa deve passar de R$ 2,75 para R$ 2,90. Reajuste vale para os ônibus sem ar condicionado e para o BRT Transoeste
ADAMO BAZANI – CBN
A passagem de ônibus municipal no Rio de Janeiro deve ser reajustada já no início do ano que vem.
Em 02 de janeiro de 2013, o Bilhete Único e a tarifa convencional vão passar dos atuais R$ 2,75 para R$ 2,90. O ato ainda vai ser publicado no Diário Oficial do Município.
O reajuste de 5,4% serve para os ônibus urbanos convencionais sem ar condicionado e os veículos do BRT – Bus Rapid Transit – Transoeste.
O valor, de acordo com a planilha da Secretaria de Transportes do Rio de Janeiro, deveria ser reajustado em 6,12% passando para R$ 2,918, com base nas elevações dos principais custos de operação dos ônibus desde o último reajuste do ano passado.
Mas o poder público informou que decidiu arredondar o valor para baixo para facilitar o troco e o dia a dia dos usuários e profissionais dos transportes coletivos.
Um dos itens que mais pressionaram o reajuste foi o preço do óleo diesel, que representa 21% dos gastos das empresas de ônibus. Desde o último aumento das passagens, o diesel teve elevação de 10,75%.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes
(Com Agências)

4 comentários em Aumento da passagem de ônibus no Rio de Janeiro

  1. Olha que no Rio há veiculos Padron de piso baixo e motor traseiro e com trajetos maiores que o de Campinas. Lá foi para R$ 2,90 e aqui com ônibus velhos e caminhonibus e trajetos mais curtos pagamos R$ 3,30.
    Lastima……

  2. Caro Adamo Bazani, é isso que eu digo. O seu texto parece endereçado às empresas de ônibus. Por que o passageiro deveria lastimar que o diesel tenha subido 10,75 por cento no período. Era até para ter subido muito mais!
    Há vários ônibus SCANIA no Rio bastante novos, com piso baixo e carroceria caríssima e que os senhores proprietários dos mesmos os fazem circular sem que o ar-condicionado funcione!
    Há muitos defensores dos proprietários dos ônibus. Os passageiros não veem o seu ponto de vista relatado na Internet.
    Saudações.

  3. Paulo Z, concordo que o passageiro tenha de ser representado, mas eu tenho de ser isento com o texto.
    Quanto à informação do diesel no texto, é uma notícia, eu tenho de publicar amigo. É a justificativa do poder público quanto ao reajuste. Se é justificativa válida ou não, é uma manifestação da Secretaria de Transportes. A população sempre reclama que ninguém explica nada. É uma explicação: plausível ou não, é uma explicação.
    Mas ao denunciar desmandos e erros, como suspeitas de irregularidades ou privilégios a grupos empresariais, ao noticiar os aumentos de tarifas, e deixar o passageiro informado, creio colaborar de alguma maneira com o usuário de transporte.

  4. Prezado Adamo,
    Falou bem sobre a sua isenção nos textos que escreve. Acredito que se a população fizesse vale os seus direitos, o nosso transporte não seria tão caótico. Há sim privilégios a grupos empresariais, mas o pior é que o povão ainda tem a mentalidade que andar de ônibus é sinônimo de pobreza e isso tem de mudar..

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: