Estrela de Mauá sofre nova derrota na Justiça

Grupo Leblon em Mauá tem mais uma garantia jurídica para operar na cidade do ABC Paulista. Viação Estrela de Mauá, em nome de David Barione, mas que foi fundada por Baltazar José de Sousa teve embargos de declaração negados que tentavam reverter decisão judicial que corrigia ato administrativo da Prefeitura que inabilitava empresa paranaense. Adamo Bazani

Estrela de Mauá perde mais uma tentativa na Justiça e Leblon se firma no ABC Paulista
Viação que tem como fundador o empresário Baltazar José de Sousa perdeu novamente na Justiça ao tentar reverter decisão que garantiu permanência da Leblon em Mauá
ADAMO BAZANI – CBN
Mais uma tentativa na Justiça de a Viação Estrela de Mauá assumir as operações no lugar da Leblon no lote 02 da cidade do ABC Paulista foi frustrada.
O desembargador Luís Ganzerla, da 11 Vara Câmara de Direito da Justiça paulista negou na última segunda-feira mais um instrumento jurídico movido pela empresa que foi fundada por Baltazar José de Sousa e hoje está em nome do ex executivo da Gol Linhas Aéreas, David Barione.
Foram várias as tentativas na Justiça para a empresa assumir o lote 02. Todas foram negadas.
Desta vez, o desembargador rejeitou os embargos de declaração que a Estrela de Mauá moveu contra a decisão que reverteu e corrigiu ato administrativo do secretário de Mobilidade Urbana, Renato Moreira dos Santos, em julho deste ano, que inabilitou a Leblon, mesmo sem base jurídica.
Com isso, a empresa paranaense Leblon opera com mais uma garantia judicial.
O acolhimento do embargo de declaração seria uma decisão importante para a Estrela de Mauá, mas que a Justiça não viu razão nas alegações dos empresários que querem retomar, mesmo que de Forman indireta, o monopólio das operações de transportes em Mauá.
Estes Embargos foram protocolados nos Autos de Agravo de Instrumento de mesmo n°, interposto contra decisão que deferiu a liminar nos autos de Mandado de Segurança 348.01.2012.01255-9, nos seguintes termos: “DEFIRO LIMINARMENTE A SEGURANÇA, portanto, para, nos termos do art. 7°, III, da Lei n° 12.016, de 2009, para suspender os efeitos a) do ato da Comissão Permanente de Licitação de 06/07/2012 que declarou inabilitada para o lote 02 Leblon Transporte de Passageiros Ltda. e habilitadas Viação Estrela de Mauá Ltda. e Empresa de Transportes Transmauá Ltda e vencedora a Viação Estrela de Mauá Ltda.; b) do ato do Secretário de Mobilidade Urbana de 11 de julho de 2012 que homologou o procedimento e adjudicou o objeto do certame à Viação Estrela de Mauá Ltda.; c) do contrato de concessão n° 01/2012 celebrado em 13 de julho de 2012, entre o Município de Mauá e a Viação Estrela de Mauá Ltda.; d) da notificação da Secretaria de Mobilidade Urbana à Leblon Transporte de Passageiros Ltda. de 13 de julho de 2012 que recepcionou o contrato de concessão n° 01/2012, celebrado em 29/04/2012, entre o Município de Mauá e Leblon Transporte de Passageiros Ltda. como contrato emergencial, com vigência de 180 dias”.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. André disse:

    essa justiça foi realmente a de DEUS,se fosse depender da justiça dos homens a cidade de Mauá estaria sob domínio de Baltazar Cia LTDA já que a corrupção no Brasil virou hábito.

  2. Tiago Liberato disse:

    A lógica prevalece ainda bem Chupa Balta , chupa Renato Moreira e Osvaldo Dias !

  3. Roberto SP disse:

    Meu esse grupo do Baltazar não desiste mesmo, os caras não se tocaram ainda que o que prevalece é um serviço de qualidade e respeito aos usuários , mais uma vez a Leblon está provando que qualidade faz a diferençae a justiça por sua vez está cumprindo seu papel fundamental que é estar ao lado de quem tem direitos e não apenas de empresários que se julgam poderosos por terem dinheiro e conluio com Deus sabe quem, enfim mais uma vez parabenizamos a Leblon e torço que ela amplie sua atuação na região do ABCDM.

  4. André disse:

    esse Baltazar ainda não se tocou que o império dele já era.

  5. Aleksandro disse:

    tomara que a leblon fique com tudo ,com a eaosa,viripisa,sao camilo,tomara que ela entre na licitação da area 5 pois as empresas citadas acima não tem condição alguma de operar ate um leigo no assunto encherga isso ,so não a emtu e os seus fiscais.

  6. Robson disse:

    Adamo, as vezes me pergunto como ainda esse senhor não aprendeu que sua casa esta caindo, e o mais louco ainda pessoas defendendo ele e criticando a Leblon e a Metra. Não tenho procuração para defender estas empresas, mas seu serviço é nitidamente superior e ainda, com preocupações que fogem aos transportes, como suas ações sociais.

  7. Jackson disse:

    isso ainda vai dar merda pois hoje mesmo postei 2 fotos no onibusbrasil de vários carros da estrela de mauá 0km subindo a regis bittencourt acho que ainda vão dar um jeito de fazer uma maracutaia e fuder a leblon escutem o que estou falando ou esses carros foram encomendados cona esperança de uma vitória que não se concretizou aí os carros vão para as outras empresas do Baltazar que só tem sucatas ambulantes em sua maioria vários articulados cabritados também ….

  8. antonio carlos disse:

    se o baltazar colocar nova empresa de onibus em mauá,será decretada a lei dos corruptos,pois sofremos decadas com a barao de mauá,aida hoje ela com novo nome,faz o que quer,as linhas do sertaozinho,21,22,23,sai a hora que os motorista querem,falta de espeito pois todos os usuarios dessas linhas sao trabalhadores,pagam suas passagem,e as vezes ficam muito tempo aguardando no ponto sem cobertura toma ndo sol e chuva sem vir onibus,FICA LEBLON,E ASSUME O LTE 1 TAMBEM,fora barao e estrela.

Deixe uma resposta