Caravana Volvo é responsável por 240 vendas diretas de ônibus

Onibus

Caravana de Soluções Volvo percorreu mais de 570 mil quilômetros em 580 cidades de todas as regiões do País. Roteiros foram divididos em dois: rota sul e destino norte. Em cada um, pelo menos seis modelos de ônibus diferentes. Ação serviu também para esclarecer dúvidas dos empresários sobre as novas tecnologias de redução de emissão de poluentes, obrigatórias desde janeiro. Foto: Divulgação Volvo.

Caravana Volvo vende 240 ônibus em todo o País
Ônibus de demonstração percorreram 257 mil quilômetros. Ação também contou com atividades em prol do meio ambiente em escolas públicas
ADAMO BAZANI – CBN
Atualmente (e felizmente), o passageiro de ônibus está cada vez mais consciente de seus direitos como cidadão, especialmente como consumidor, e o mercado de transportes torna-se mais exigente.
Isso se reflete diretamente no poder público, que para corresponder às necessidades dos passageiros e ter uma boa imagem política, cobra um serviço mais profissional das empresas de ônibus.
Assim, a postura do frotista de ônibus tem se alterado, mesmo que aos poucos.
Da mesma forma que o passageiro e o poder público, o empresário está mais exigente e as fabricantes de carrocerias e chassis devem corresponder a esta realidade.
Ainda mais num contexto de um mercado que (felizmente também) tem se tornado mais competitivo, com mais opções de ônibus, a forma de apresentação dos veículos e soluções aos donos de empresa não pode ser a mesma que num passado recente.
Não basta mandar um vendedor com pastinha, folhetos e cheio de argumentos para convencer que este ou aquele modelo de ônibus é o mais indicado para determinadas aplicações.
Hoje, as fabricantes de chassis e carrocerias têm de estar mais próximas do operador de transporte e consequemente do passageiro.
É o que fez a Volvo Bus Latin America com a Caravana de Soluções Volvo.
Durante todo o ano, a empresa foi literalmente até as cidades dos operadores do setor. A Caravana percorreu 570 mil quilômetros em 580 cidades, sendo que 58 delas serviram de parada para a exibição dos veículos e especialmente da nova tecnologia de restrição a emissão de poluentes que obedece a legislação federal em vigor desde janeiro e que tem como base as normas internacionais Euro V.
Ainda hoje, mas principalmente no primeiro semestre, os empresários de ônibus, tradicionalmente muito conservadores, tinham dúvidas e receios quanto à nova tecnologia e ao seu custo. Não é a toa que no ano passado houve recorde de vendas no setor de veículos diesel, que este ano deve registrar uma retração nas vendas e na produção. Querendo aproveitar os preços mais em conta da tecnologia em vigor até dezembro de 2011, a que tinha como base os padrões Euro III, os empresários anteciparam as renovações de frota.
Mas em alguma hora, estes ônibus vão ter de ser trocados de novo e não foi possível (felizmente, de novo) antecipar as renovações de toda a frota. Ou seja, por mais que o empresário correu para ter os veículos mais baratos e que poluíam mais, não deu para trocar todos os ônibus, o que é positivo, caso contrário, mais uma vez o País teria outra boa lei que ia demorar para ser praticada.
Assim, o empresário de ônibus tem mesmo que aprender sobre as novas normas que garantem, por exemplo, emissões de materiais particulados no meio ambiente 80% menores e 63% menores em relação aos Óxidos de Nitrogênio, substância cancerígena.
A Caravana Volvo também serviu para apresentar aos responsáveis por transportarem o cidadão todos os dias, seja em ônibus urbanos ou rodoviários, estas novas tecnologias e as opções disponíveis no mercado.

ônibus

Hoje os passageiros e o poder público estão cada vez mais exigentes quanto à segurança, qualidade dos serviços e meio ambiente. E isso interferiu na postura dos donos de empresa de ônibus cujo nível de exigência também aumentou. Essa realidade provocou uma mudança na forma de atuação das fabricantes de chassis e carrocerias que agora têm de apresentar o veículo antes da venda e a solução por completo, se aproximando do cliente. Caravana Volvo, que resultou em 240 vendas diretas de ônibus, é um exemplo desta nova fase de relação entre diversos agentes dos transportes: passageiro, poder público, dono de empresa de ônibus, encarroçadoras e montadoras. Foto: Divulgação Volvo.

Mas montadora de ônibus, além de conscientizar e prestar serviço, precisa também vender os veículos.
E neste aspecto, a Caravana de Soluções Volvo foi considerada positiva pela marca sueca que está no Brasil desde 1978, época em que falar do meio ambiente era considerado uma ação de discurso apocalíptico.
Foram comercializados, de acordo com a Volvo, 240 ônibus de diferentes portes.
A Volvo possui chassis com potências que variam de 340 cavalos a 450 cavalos.
Entre as novidades que agradaram os frotistas, ainda dentro do conceito de oferecer transportes mais profissionais e seguros, estão o Alcolock, que funciona como uma espécie de bafômetro, e os modelos com a caixa de transmissão automática da ZF, Ecolife, que segundo a empresa, pode reduzir em 6% o consumo de combustível. E, consumindo menos diesel, também pode reduzir os índices de poluição.
A caixa Ecolife é voltada principalmente para veículos urbanos. Mesmo ainda a predominância dos transportes urbanos sendo dos ônibus com transmissão manual e de motorização dianteira, com a qualificação dos sistemas de mobilidade urbana, na esteira da modernização das cidades para os preparativos para a Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016, a presença de ônibus com motor traseiro e caixas automáticas começa aumentar, mesmo que aos poucos.
Os novos sistemas de suspensão, que segundo a Volvo, garante mais segurança e estabilidade aos veículos, também agradaram parte dos frotistas visitados.
Como a Caravana na era só de veículos, mas também de soluções, a Volvo apresentou sistemas de gerenciamento de frota, operação e manutenção, serviços financeiros e a assistência técnica diferenciada VOAR – Volvo Atendimento Rápido.
As vendas obtidas pela Caravana Volvo não vão se limitar às 240 unidades de ônibus comercializadas. Elas abriram relacionamentos e caminhos para outros negócios no futuro. Segundo dados da Anfavea, apesar da retração do mercado de ônibus, a Volvo foi uma das montadoras que mais cresceram no setor.
A Caravana Volvo foi dividida em duas rotas: o roteiro Sul e o destino Norte. Cada uma delas contou com seis ônibus, entre urbanos e rodoviários. Entre os modelos de carrocerias: Mascarello Roma (rodoviário), Neobus Mega BRT (urbano), Caio Millennium (urbano), Marcopolo Paradiso 1800 DD (rodoviário), Comil Campione DD (rodoviário), Marcopolo Viale (urbano), Irizar Century (rodoviário), Irizar PB (rodoviário), Mascarello Gran Via (urbano).
AÇÕES EM ESCOLAS:
A Caravana Volvo não se limitou em ser uma ação comercial. Como transporte coletivo e meio ambiente andam lado a lado, já que os transportes públicos são a principal solução para os problemas de congestionamentos no trânsito e poluição, ainda mais quando os ônibus agora contam com tecnologias mais limpas, em parceria com a rede de concessionários, a Volvo promoveu ciclos de palestras e apresentações em escolas públicas.
O assunto principal foi a preservação do meio ambiente e as necessidades de as crianças já terem consciência e ações de respeito à natureza para que se tornem adultos verdadeiramente cidadãos e que saibam lidar de maneira correta com o meio onde vivem.
Todos encontros abordaram com linguagem simples temas como carbono neutro, redução de emissão de gases poluentes e uso consciente do transporte individual e a importância do transporte coletivo.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

2 comentários em Caravana Volvo é responsável por 240 vendas diretas de ônibus

  1. Amigos, boa noite

    Que péssimo exemplo.

    Os veículos ultrapassando onde há dupla faixa e contínua, logo após uma curva.

    Mesmo que seja um comercial, é lamentável a falta de respeito ao CNTB.

    Na próxima, não cometam essa infração tripla (3 carros)

    Sds,

    Paulo Gil

  2. dermival ferreira // 20 de Abril de 2014 às 15:31 // Responder

    sou muito fã da volvo. mais esta foto não ficou legal ,ultrapassagem em faixa dupla continua, isso ai é para amadorews e não motoristas profissionais.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: