Greve do Metrô será decidida depois das 20 horas

greve metrô

Somente depois das 20 horas que o cidadão vai saber se São Paulo terá ou não pela segunda vez no ano greve de metrô. Categoria não demonstrou satisfação quanto à proposta de Participação nos Lucros e Resultados e quer redução de jornada de trabalho para 36 horas por semana. Foto: Paulo Liebert/Agência Estado

Greve do Metrô em São Paulo será decidida nesta noite
Categoria não ficou satisfeita com proposta da companhia
ADAMO BAZANI – CBN
Pela segunda vez no mesmo ano, 4,3 milhões de passageiros diários do metrô de São Paulo podem ser prejudicados por uma greve dos metroviários.
A categoria, em assembleia, na sede do sindicato, no Tatuapé, zona Leste da Capital Paulista, vai decidir se vai ter ou não greve do metrô nesta quarta-feira, dia 24 de outubro de 2012. O resultado da assembleia só deve sair por volta das 20 horas. Os metroviários pararam em 23 de maio de 2012 pedindo reajustes salariais e conseguiram aumento de 6,17%, sendo 4,15% referentes à reposição inflacionária com no IPC – Índice de Preços ao Consumidor, da Fipe, e 2,02% de ganhos acima da inflação.
Agora, os metroviários reclamam do que consideram de injustiça na PRL – Participação nos Lucros e Resultados e ainda pedem redução da jornada de trabalhado de 40 horas semanais para 36 horas trabalhadas por semana.
As reivindicações já faziam parte da pauta durante a greve de maio.
PROPOSTAS DO METRÔ NÃO AGRADARAM:
O Sindicato dos Metroviários declarou que a categoria não ficou satisfeita com a proposta da Companhia do Metrô. A empresa propôs antecipação do pagamento de 30 de abril para 28 de fevereiro de 2013.
Os metroviários querem PRL com o mesmo valor para todos os cargos. A proposta é de pagamento da seguinte forma: 40% dos salários mais parcela fixa de R$ 3062,21.
O pagamento mínimo para cada trabalhador será de R$ 4.140,63 e a PRL deve ser no mínimo correspondente a 80% do salário-base.
Os metroviários querem que a jornada de 36 horas seja estendida para toda a categoria. Hoje, dependendo da escala, essa jornada é de 36 horas ou de 40 horas semanais.
NÚMEROS DO METRÔ:
Linhas: 5 – A linha 4 Amarela (Butantã – Luz) é operada por consórcio privado e não deve ser abrangida pela possível greve.
Linha 1 Azul (Jabaquara – Tucuruvi)
Linha 2 Verde (Vila Prudente – Vila Madalena)
Linha 3 Vermelha (Corinthians-Itaquera – Palmeiras Barra Funda)
Linha 4 Amarela (Luz – Butantã)
Linha 5 Lilás (Capão Redondo – Largo Treze)
Passageiros: 4,3 milhões por dia
Carros: cerca de 900. Cada composição é formada por seis carros.
Estações: 58
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Greve do Metrô será decidida depois das 20 horas

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: