Iveco lanca onibus de 17 toneladas

Apresentacao ocorre agora. Onibus S 170 tem motor dianteiro e vai brigar com Mercedes e Volks
. Empresa tambem lanca um novo City Class
O S 170 tera motor de 280 cavalos com torque de 950 nM.
O motor FPT e de 6,7 litros.
O chassi pode receber carrocerias de ate 13,2 metros

19 comentários em Iveco lanca onibus de 17 toneladas

  1. Boa tarde !
    Ádamo, onde posso obter mais detalhes, desta novidade ? Como motorização por exemplo ?
    Se for mais um, ônibus de verdade e, não as batedeiras que a MBB fabrica atualmente, já me entusiasmei !!!
    Abraço.

    • Não espere nada de tão extraordinário. Lembre-se que é um cabrito. Mais um, pq a Agrale tbm vai lançar seu MA 17.0 como motor MWM MaxxForce 7.2.

      • Gustavo Cunha // 1 de outubro de 2012 às 18:44 //

        Claiton, boa tarde !

        Respeitosamente, posto que, cada um de nós têm a sua opinião que, às vezes até, é a mesma, às vezes, não, como não estamos na europa, tampouco, deixam de existir lugares de topografia íngreme e com estradas em condições ruins, aqui no Brasil; por isso, sou um admirador, do famoso chassi de caminhão, para ônibus, desde que, não seja um tratorzinho disfarçado (MBB).

        Assevero ainda que, têm de ser os 6 cilindros mesmo, porque, os 4 do MAN 17-230, não sei se vai aguentar o tranco. Num primeiro momento, me pareceu fraquinho.

        Não sou cego e admito, sob algumas condições, o ideal, é o chassi com motor traseiro, mais confortável e silencioso, mas, em alguns cenários, o necessário mesmo, é o bom e velho, tanque de guerra.

        Bragança Pta., cidade do interior de Sampa, é um bom exemplo do que eu mencionei.

        Abraço.

      • Boa tarde Gustavo, por isso mesmo que eu sugeri pra você não esperar nada de extraordinário, além do que tem que ser um cabrito. Exatamente pq aqui é Brasil e não a Europa, onde a cultura e as características são totalmente diferentes. Tbm acho que os cabritos são um “mal necessário”.

        Quanto aos motores de 4 cilindros, se me permite, acho que é um pouco de preconceito, por ter um ronco característico, ao contrário dos motores de maiores.

        Com relação ao MAN, é só impressão mesmo, pq ele é até mais forte que o MWM de 6 cilindros usado até o ano passado. Além de ser mais silencios e econômico.

        Quanto a ter opiniões diferentes, a democracia é isso, cada um opinar e respeitar a opinião alheia com respeito e sem imposição.

        Abço.

    • Retiro o que eu disse. Só pelo fato de ter suspensão a ar, já é um avanço em se tratando de um cabrito. Ponto para a Iveco.

      Espero que a mentalidade dos empresários tbm avance optando por veículos mais confortáveis para seus clientes.

  2. Adamo, pelo que vi, esse motor é o mesmo do caminhão Iveco Tector com 6 cilindros. Só que na ficha técnica do Tector, a cilindrada é de 5.880, tanto que o motor é chamado de FPT NEF 6.

    Teria como vc confirmar esses dados, por obséquio?.

    Abço.

  3. È uma vergonhas…cada dia piora ao invés de melhorars os onibus no Brasil e não adianta as desculpas esfarrapadas de sempre. Até quando teremos de andar em um chassis de caminhão melhorzinho?

  4. Mais um cabritinho nasce no nosso Brasil. \o/

    Na copa do mundo da mobilidade, esse é o nosso mascote.

  5. Olá pessoal, tudo bem? Cheguei há pouco da coletiva. Ainda hoje eu posto mais detalhes

  6. Amigos, boa noite

    O “cabrito” não é nada; pior será se vier com Euro V, ao invés do Euro VI.

    Afinal este “cabrito” ainda não é movido a capim.

    Sds,

    Paulo Gil

    • Boa noite Paulo,

      O chassi Iveco será Euro 5 mesmo, assim como todos os atuais veículos nacionais, já que essa é a norma em vigor no país.

      Nem a Europa adotou a Euro 6 ainda, que só entrará em vigor a partir de 2014.

      Abço.

  7. Realmente aqui não é a Europa, mas o Brasil como um dos maiores fabricantes de onibus do mundo, tem conhecimento para fazer bons produtos adaptados ao nosso país. Podemos sim ter bons onibus com motor traseiro resistente ao nosso pavimento e proporcionando conforto aos usuários. Acorda busologos….evoluam

  8. Minhas maiores critica na verdade é o uso indiscriminado dos “cabritos”, aqui em Campinas eles atendem linhas troncos de terminais que precisam de onibus maiores e mais potentes, os Padron com motor traseiro. Esse é o maior problema da má vontade dos empresários. O mesmo acontece em BH, onde não há sequer um onibus Padron em linhas de muita demanda e que mereciam articulados.

    • Mas o problema é exatamente esse, não é o cabrito em si, é a falta de regulamentação do uso deles.

      Não adianta esperar que o empresário seja “bonzinho” e compre ônibus mais confortáveis e consequentemente mais caros, pq isso eles não irão fazer. A menos que seja determinadas por regras definidas pela prefeitura e seus órgãos gestores.

  9. Concordo com voce Claiton, o grande problema é má vontade e jogo de interesses de empresários e o poder publico mas também da população que parece nao querer exigir seus direitos

  10. vocẽs falam sem ter conhecimento,já tive oprazer de andar em um onibus iveco em salvador, e fiquei admirado demais com o silencioso motor do iveco s170, até parace que que as vezes o motor esta estancado,é silencioso mesmo, gostei muito.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: