Novo regime automotivo vai estimular ônibus e carros mais modernos

onibus

Novo Regime Automotivo, previsto dentro do Plano Brasil Maior, deve estimular a fabricação de ônibus e demais veículos mais modernos. As empresas que investirem em modelos novos e formas de produção mais avançadas vão contar sobre o valor do investimento com descontos do IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados. Foto: Adamo Bazani.

Novo regime automotivo vai motivar desenvolvimento de ônibus mais modernos
Quem investir em novos modelos de veículos, mais econômicos e menos poluentes, deve receber desconto do IPI
ADAMO BAZANI – CBN
Entre 2013 e 2017, a indústria deve investir em desenvolvimento de veículos mais modernos, mais econômicos e menos poluentes, incluindo modelos de ônibus.
Além de se beneficiar da necessidade de uma mobilidade mais eficiente, não só para os eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas de 2016, mas também pela urgência de as cidades oferecerem transportes mais dignos, a indústria vai aproveitar o novo regime automotivo contemplado pelo Plano Brasil Maior.
A lei 12.715, que dá mais abrangência ao plano, foi publicada nesta terça-feira, dia 18 de setembro de 2012, no Diário Oficial da União – DOU.
O novo regime automotivo compreende o Inovar Auto – Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores.
O Inovar Auto vai estimular o desenvolvimento e pesquisa tecnológica para inovações na fabricação e nos produtos finais das linhas de carros, caminhões e ônibus.
As empresas que investirem em pesquisa e modernização vão ganhar como incentivo descontos no IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados.
Quem vai habilitar as empresas interessadas serão dois ministérios de forma conjunta: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.
Os descontos do IPI serão concedidos em forma de créditos a cada dois meses, e terão como base o que as empresas gastarem em pesquisa, desenvolvimento, tecnologia, capacitação de fornecedores, em ferramentas e em insumos.
As empresas não devem estar inadimplentes com os tributos federais e precisam seguir as exigências mínimas em eficiência energética.
Os créditos do IPI não terão descontados impostos sociais, como PIS/Cofins, Imposto de Renda sobre Pessoa Jurídica, e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Novo regime automotivo vai estimular ônibus e carros mais modernos

  1. kkkkkk rialto
    site do PT do nordeste fazendo denuncias do Consorcio Leste 4 contra o Serra, estão com medo do psdb ganhar mais votos lá tb
    http://ptrecife.org.br/wp-content/uploads/2012/09/PSDB-APOIA-TRAFICANTES-EM-SAO-PAULO.htm

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: