O encontro de duas estrelas

onibus

Ônibus Mercedes Benz do Botafogo oferece em carroceria da Marcopolo luxuosa, 3 monitores LCD, geladeiras, ar condicionado individual, poltronas soft semi-leito, rádio MP 3 e até uma poltrona-cama exclusiva para transporte de jogadores lesionados. Foto: Divulgação Mercedes Benz.

Mercedes Benz entrega novo ônibus para o Botafogo
Ônibus oferece conforto para os atletas possuindo ar condicionado, monitores LCD, duas geladeiras e até uma poltrona – cama para jogadores lesionados
ADAMO BAZANI – CBN
Duas estrelas se encontraram. A Mercedes Benz, cujo símbolo é uma estrela, entregou nesta quinta-feira, 13 de setembro, à “Estrela Solitária”, o Botafogo Futebol e Regatas, um ônibus especial para o transporte de jogadores e comissão técnica.
Com isso, a Mercedes Benz entra de vez na parceria com clubes de futebol, como já é realizado pela sua concorrente, Volkswagen Caminhões e Ônibus.
O veículo que vai ser usado pelo Botafogo a partir desta quinta é do modelo O 500 RS e já segue os padrões Euro V de redução de emissão de poluentes, previstos pela fase 7 do Pronconve – Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores.
Com isso, usando a tecnologia denominada pela Mercedes de Blue Tec 5 , o ônibus obedece o que foi estipulado pelo Conama – Conselho Nacional do Meio Ambiente, de emitir 60% menos óxidos de nitrogênio e reduzir em 80% a emissão de materiais particulados.
Por fora, o ônibus exibe uma bandeira tremulante nas cores preto e branco do Botafogo. Destaque para a grande estrela que é símbolo do clube.
O apelido “Glorioso” também faz parte do desenho.
TODO O CONFORTO PARA OS JOGADORES:
A carroceria do veículo é da Marcopolo, modelo Paradiso 1200 da Geração Sete (G 7), com 13,1 metros de comprimento.
São 24 lugares para jogadores e mais 08 lugares para comissão técnica, além de espaço para o motorista e um auxiliar.
As poltronas são semi –leito super-soft com cintos de segurança retráteis e descanso para as pernas. Há uma poltrona-leito, em forma de cama, para o transporte de jogadores lesionados.
O sistema de ar condicionado tem saídas individuais e os vidros são colados, o que além de conferir estética mais moderna para o veículo, diminui possíveis ruídos ocasionados pela trepidação natural por conta das condições do asfalto.
Os atletas também pode se divertir durante os deslocamentos ou mesmo viagens maiores.

onibus

Ônibus têm requinte, conforto e design, mas força, potência e robustez. Os 354 cavalos são alcançados já aos 2 ml Rpm e o torque de 1 600 Nm já aos mil e cem giros. Bolsões de ar, freio retrader Top Brake e freios pneumáticos de duplo circuito aumentam segurança do ônibus. Foto: Divulgação Mercedes Benz.

Há três monitores LCD de 15 polegadas, aparelho de DVD, rádio MP 3, banheiro e duas geladeiras.
Não tem motivo para jogador reclamar de viajar por estrada em distâncias médias, como muitos atletas estão acostumados a fazer.
FORÇA E PORTÊNCIA:
O ônibus se destaca também pela potência e principalmente pela força, o que chega a ser mais importante para veículos pesados.
O motor é feito pela própria Mercedes, que não se limita a produzir chassis. Trata-se de um OM 457 LA, de 12 litros, 354 cavalos de potência já atingidos às duas mil rotações por minuto.
O torque é elevado de 1 600 Nm já aos mil e cem giros. Com isso, a arrancada é forte, as ultrapassagens são feitas com maior segurança e as velocidades médias de operação são mais elevadas.
A troca de marchas é manual, mas com o câmbio parece um joystick que permite menos esforço para o motorista. A caixa é Mercedes Benz GO 190 de 6 matchas.
A suspensão é pneumática integral com bolsões de ar, amortecedores telescópicos e barras estabilizadoras na dianteira e traseira. Este sistema assegura um elevado padrão de estabilidade ao veículo, que fica constantemente nivelado em relação ao solo, oferecendo maior conforto e segurança para os passageiros.
Além desses itens, são de série no O 500 RS: direção hidráulica com volante de quatro raios, freios pneumáticos de duplo circuito, freio motor TopBrake, polia adicional para montagem de ar condicionado, limitador de velocidade, tacógrafo de gaveta, painel de instrumentos com diagnose “on board”, incluindo códigos no display central, e sensores de incêndio no compartimento do motor.
O ônibus do Botafogo também traz outro item de série do O 500 que são as indicações no painel em tempo real que mostram se o motorista está tendo direção econômica e dá parâmetros para correção na hora.
Como opcionais, o frotista pode colocar no O 500 RS câmbio Mercedes GO 210, coluna de direção regulável, rodas de alumínio, piloto automático, limitador de velocidade, freios ABS+ASR, retarder e sistema de elevação/rebaixamento da suspensão.
O O 500 RS 1836 de dois eixos, como é o ônibus do clube, pode receber carrocerias de até 13,2 metros de comprimento.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

1 comentário em O encontro de duas estrelas

  1. Magnífico! Absolutamente deslumbrante em todos os sentidos. Incrível obra de arte . “Verdadeiro show de bola”! Parabéns!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: