SPTrans comemora queda no número de passageiros de ônibus

onibus

Número de passageiros de ônibus na Capital Paulista caiu pela primeira vez desde a criação do Bilhete Único em 2004. A gerenciadora dos ônibus comemorou a queda de passageiros de ônibus e fala em migração para o metrô. Estudo da própria SPTrans, no entanto, revela que mais pessoas vão usar carros de passeio para os deslocamentos.

Cai número de passageiros de ônibus em São Paulo
É a primeira queda desde a criação do Bilhete Único em 2004. Número de usuários do metrô vai crescer, mas haverá migração do transporte público para o individual
ADAMO BAZANI – CBN
Menos pessoas estão viajando de ônibus urbanos na Capital Paulista, de acordo com levantamento feito pela SPTrans – São Paulo Transportes, autarquia responsável pelo gerenciamento dos serviços na cidade.
A queda, no entanto, é pequena: 0,6% no acumulado dos sete primeiros deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado. É a primeira redução no número de pessoas transportadas desde a criação do Bilhete Único que permite até quatro viagens de ônibus num período de três horas pelo valor da mesma tarifa ou integrações com os sistemas de metrô e trem.
Até julho deste ano, as empresas e cooperativas de ônibus de São Paulo transportaram 1 bilhão 679 milhões 326 milhões e 12 passageiros contra 1 bilhão 686 milhões 606 mil 414 passageiros de janeiro a julho de 2011.
O jornal O Estado de São Paulo conseguiu da SPTrans um estudo que mostra que apesar de a queda ser baixa ela revela uma tendência. O número de passageiros de ônibus deve cair 27%.
A gerenciadora de ônibus comemora a queda do total de usuários de ônibus porque diz que boa parte dos passageiros tem migrado para o metrô, o que deve se fortalecer nos próximos anos. Em 2015, o número de pessoas que usam metrô na cidade de São Paulo deve ultrapassar os passageiros de ônibus e em 2012, de acordo com esse estudo, serão 16,5 milhões de viagens no sistema metroferroviário contra 7,8 milhões nos ônibus. Hoje são 9,8 milhões de viagens nos ônibus contra 7 milhões no metrô. Ocorre que para o deslocamento em metrô, boa parte dos usuários acaba fazendo mais viagens para chegarem ao mesmo destino por causa das integrações em comparação aos deslocamentos que faziam só com ônibus.
NÃO É SÓ O METRÔ RESPONSÁVEL PELA MIGRAÇÃO DE PASSAGEIROS:
O que a SPTrans comemora até com ares de vitória, oculta um problema revelado em seu próprio estudo. A queda no número de passageiros dos ônibus não é só por conta da migração para o metrô. Isso porque, mesmo com a conclusão de todas as obras de expansão, o metrô não vai ainda poder atender a todas as regiões da cidade.
A própria SPTrans calcula que o número de pessoas que usam o transporte individual vai continuar crescendo. Um dos principais motivos é justamente ainda a dificuldade para se chegar ao metrô, serviço que é de responsabilidade da SPTrans e que precisa melhorar os atendimentos por ônibus dos bairros até as estações, com corredores exclusivos e melhor gerenciamento.
O superintendente de Planejamento de Transporte da SPTrans, Laurentino Junqueira, disse ao O Estado de São Paulo, que a região metropolitana possui uma “frota reserva” de carros na ordem de 3,5 milhões. Ele calcula que com a melhoria do trânsito em algumas vias, muitos que usam o transporte público vão se sentir encorajados a deixar o sistema e fazerem seus deslocamentos diários com carros o que vai anular o benefício inicial da melhoria do trânsito.
Laurentino Junqueira compara São Paulo a Tóquio, mesmo sem considerar suas diferenças geográficas, econômicas e sociais, e diz que na cidade japonesa, 60% dos deslocamentos são feitos de metrô, 35% de carros e 5% de ônibus.

ESTADO NÃO VÊ TROCA DE ÔNIBUS POR METRÔ COMO NOTÍCIA BOA:

Se o órgão da Prefeitura de São Paulo comemora a saída de pessoas do ônibus para o Metrô. o Secretário do Estado de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, disse que a notícia não é boa. Para ele, o ideal é que pessoas migrem do carro para o metrô.
De acordo com texto de O Estado de São Paulo:
Já o secretário de Estado dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, responsável pelo Metrô e pela CPTM, disse que “não gosta da notícia” da redução do número de viagens nos ônibus. Ele diz crer que as melhorias na rede metroferroviária devem tirar carros das ruas – não gente dos ônibus. “A medida que a malha vai crescendo, muitos veem a vantagem de deixar o carro em casa. As viagens pendulares, de casa para o trabalho, devem ser feitas de transporte público.”

Para o engenheiro de tráfego Sergio Ejzenberg, o esvaziamento dos ônibus está relacionado ao aumento da rede do Metrô e à falta de investimento nos corredores exclusivos da SPTrans. Ejzenberg critica uma das saídas do Metrô para aliviar o trânsito, os monotrilhos. “Custam a metade do preço do Metrô, mas transportam metade dos passageiros.” O engenheiro de tráfego Claudio da Cunha Barbieri, diz que as obras do Metrô demoram e questiona se a rede futura dará conta da demanda.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Marcos disse:

    Ao meu ver essa comemoração indica o quanto essa empresa, a SPTrans, é incompetente, aliás ela vem mostrando o seu “valor” já a algum tempo.Péssima gerenciadora do sistema de transporte. E como você bem disse Adamo, a mania (sem sentido) de se tomar cidades desenvolvidas como parâmetro, é no minimo ridículo. Existem tantas diferenças, como inclusive as já citadas na matéria: geográfica,econômica, social, e cito outras, tais como, (falta de) seriedade e competência para gerenciar, e por aí vai. E pensar que a SPTrans, foi criada após o fim da CMTC, embora essa última além de gerenciar operava também diversas linhas de ônibus e trólebus em toda a cidade de SP, com garagens espalhadas em todas as regiões da cidade, é evidente que tínhamos problemas naquela época, porém a administração era muito mais séria e competente.

  2. Realmente entristece lembrar que a SPTrans foi criada após o fim da CMTC. A CMTC era uma empresa com transportes na veia e que poderia ser melhor gerida, a SPTrans nasceu para ser uma empresa burocrata nas verias

    1. Hamilton disse:

      A verdade é que quem pode foge do sistema de ônibus de São Paulo nem os funcionários do sistema utilizam vão trabalhar de carro é só ver nas portas das garagens faltam vagas para estacionar. Antigamente se ia de ônibus da Penha até a Lapa hoje tem que esperar por dois ônibus para fazer este trajeto quem tem carro vai de carro.

  3. Gustavo Cunha disse:

    Boa tarde.

    Não sou paulistano, sou paulista, do interior que, vez ou outra, se desloca a São Paulo e por este motivo, me vejo obrigado a fazer uma, apenas, uma observação:

    HÁH ! (traduzindo, UMA, APENAS UMA, RISADA, PARA NÃO FICAR FEIO AO PROFISSIONAL) !!!

    Qualquer outra observação minha, será chover no molhado.

  4. Bruno Quintiliano disse:

    A nós só resta comemorar a saída dessa péssima gestão municipal, tão incompetente que comemora quando consegue empurrar o problema pra outros.
    Resta saber se o Metrô, que está há alguns anos interditando e desapropriando cada vez mais em Santo Amaro sem construir nada, vai dar conta do recado.

    1. André disse:

      Bruno, com que base o Metrô está “sem construir nada” em Santo Amaro? Espero que você esteja se referindo apenas ao fator externo, construções acima do solo; porque obviamente, até que os edifícios e entradas das estações sejam construídos, todo o subsolo deverá estar pronto, nível em que se encontra atualmente em execução. A parte que é possível ver ainda vai demorar um pouco. Enquanto isso o túnel sob a Adolfo Pinheiro até a estação de mesmo nome já está tomando forma. Esse ritmo, infelizmente, é lento mesmo.

  5. clayton disse:

    essa sp-trans é um lixo! comemora queda de passageiros dos ônibus! onde já se viu isso! São Paulo já tem muitos problemas com transito, e eles ainda comemoram ! com certeza esses passageiros q não andam mais de ônibus, vão compra um carro e contribuir com os congestionamentos, roubos e poluição! bem q o Adamo falou:se fosse CMTC, ela iria fazer de TUDO para não “perder esse passageiros

  6. Realmente a SPTRANS mostra que o contrato que deve ser renovado com as empresas no ano que vem, vai fazer com que muitas empresas deixem o sistema.

    Metrô, trem e ônibus devem se complementar e não concorrer, precisamos urgentemente de investimentos em corredores, o BRT é barato e fácil de operar basta o governo ter vontade pra fazer.

    A felicidade da SPTRANS em si é uma, a queda de passageiros se deve pelo fato do cancelamento de inúmeras linhas, seccionamentos mal feitos entre outros erros que a mesma comete.

    Fora que economicamente falando, com esta previsão da redução de passageiros, sairá muito mais barato para a prefeitura pois os subsidios serão menores, e claro com a lei sobre a mudança da matriz energética vindo ai, ela vai economizar e muito pois serão menos empresas e claro, menos ônibus nas ruas.

  7. Bruno Quintiliano disse:

    Ádamo, você sabe se esses estudos da SPTrans estão disponíveis na íntegra em algum lugar?

    1. Josue Marcio Lopes disse:

      De acordo com a politca de transparencia do governo municipal estes estudos NAO estao disponiveis ainda

  8. Edinei disse:

    Há meu ver isto é uma tremenda incoerência eles deveriam criar linhas com melhores itinerários para atrair mais pessoas para o transporte publico e ao contrario estão diminuindo as linhas na periferia e concentrando nos bairros mais centrais fazendo com que a população tenha que acordar mais cedo para ao trabalho.

    1. DR PROTESTO INDIGNADO E P..TO DA VIDA!!! disse:

      Criar linhas??? A SPTrans quer até o final do ano SECCIONAR 150 LINHAS E CANCELAR MAIS 100 ATÉ O FINAL DO ANO. O PROBLEMA É QUE NÓS PAGAMOS À VISTA PARA SPTrans, ELA POR SUA VEZ REPASSA ÀS EMPRESAS UMA MIXARIA, E QUEM TEM UM TRANSPORTE INDECENTE É A POPULAÇÃO, por conta de que ela tem ALTOS CUSTOS. SUGESTÃO PARA ACABAR COM OS CUSTOS: MANDEM EMBORA TODOS OS DIRETORES, E O DINHEIRO DISTRIBUI COM AS EMPRESAS PARA QUE ELAS POSSAM PRESTAR O SERVIÇO MAIS DECENTE À ALTURA DO CIDADÃO DE SÃO PAULO. Mas o problema é que como a TÊTA TÁ SECANDO, então DÃO A DESCULPA DE ALTOS CUSTOS para FAZEREM ARBITRARIEDADES DE SECCIONAMENTO DE LINHAS E CANCELAMENTOS SEM CONSULTA À POPULAÇÃO…. ESTE BANDO DE VAGABUNDOS QUE FICAM COM A BUNDA SENTADA NA CADEIRA, COMPUTADOR NO FACEBOOK, AR CONDICIONADO ENQUANTO NÓS FRITAMOS NOS ÔNIBUS E NADA FAZEM À FAVOR DA POPULAÇÃO, ESTOU REVOLTADO PESSOAL ME PERDOEM.

  9. André disse:

    Parece que o monotrilho passou a ser mais um concorrente do ônibus no transporte da cidade, não um aliado. Nem metrô nem monotrilho, deviam investir em trem convencional, que transporta a mesma quantidade do metrô mas sem precisar de uma infraestrutura muito cara – as vezes é necesssário um elevado.
    São Paulo nunca se deu muito bem com transporte de massa. Quando não é Maluf é pita, quando não é ambos é Serra e kassab. E o Serra está de volta – pelo menos como candidato – para ampliar essa queda no número de passageiros de ônibus ao se interessar em construir metrô, o que deveria ser tarefa do estado. Portanto essa comemoração da Sptrans pode intensificar.
    Esqueçamos BRTs em sp. No que depender dessa política – e empresa – que temos aí, teremos que nos contentar com faixas pintadas na rua, que além de ser mais um estímulo ao uso do carro (ja que ninguem é multado mesmo), ainda atrapalha os deslocamentos dos ônibus.

  10. Pedro disse:

    O ano que vem quem vai comemorar e o povo de SP, com o novo prefeito que não vai ser o Serra Rejeição, para por fim a esta administração vergonhosa da Sptrans.

    1. leonardo-pe disse:

      eu não teria esse mesmo otimismo.do jeito q o povo de São Paulo é facilmente influenciado pela midia!agora,comemorar queda de passageiros,é muita incompetencia!

      1. Marcos/SP disse:

        Sem generalizar por favor, outrossim será só o povo de São Paulo que é desse “jeito”? E quanto ao restante do país, como é que fica? É fácil apontar erros e/ou defeitos nos outros, mas vamos olhar cada um para as nossas cidades e mazelas dos governantes que a maioria escolheu. Porém com tudo isso não quero tapar o sol com peneira, como já comentei anteriormente, a SPTrans é sinônimo de INCOMPETÊNCIA, para dizer o mínimo.

  11. Roberto SP disse:

    Chega ser vergonhoso a SPtrans comemorar uma coisa dessas, o mundo inteiro está buscando soluções com corredores exclusivos, BRTs, integração entre modais ônibus-trem e metrô, ônibus – ônibus e os burocratas da SPtrans comemoram a diminuição do número de passageiros por ônibus. acho que nem Deus aguenta uma coisa dessas viu. Pior é que os caras podem ter razão, pois basta ver o número de pessoas que acabam caminhando a pé indo e voltando do trabalho por causa do tempo de espera e superlotação de ônibus e micro ônibus, linhas que sumiram da noite para o dia, diminuição gradual da frota de ônibus paulistanos, isso sem dizer o descaso com usuários e nas regiões mais afastadas do centro infelizmente onde não há fiscalização Cooperativas e empresas fazem o que querem. Isso é desculpa esfarrapada pra justificar a total incopetencia do atual prefeito frente ao sistema, pois não se fez nenhum corredor ou terminal nessa gestão e conseguiram piorar o que ja existe, dizer que diminuiu o numero de passageiros é pura demagogia, esses caras não conhecem a realidade da cidade. Espero que nessa eleição poder -mos eleger prefeito e vereadores comprometidos com a coisa publica. Só mais uma coisa, quer coisa mais irritante que candidato em ano eleitoral andar de ônibus só pra mostrar que entende dos problemas e se eleito vai melhorar, olha nunca tive a oportunidade de encontrar um dentor do ônibus, mas se um dia isso acontecer, vou pegar no pé do cara pra valer. Forte abraço

  12. O que o amigo Josué disse é um fato…Estes dados NÃO estão disponíveis para a população e só foram dados inicialmente ao Estadão

    1. Obrigado Ádamo e Josué. Vocês sabem me dizer se esse tipo de informação se encaixa na nova lei de acesso a informação?

  13. Luiz Vilela disse:

    A boa matéria é complementada pelos ótimos comentários dos amigos, mostrando que SPTRANS e a Prefeitura estão isoladas em seus conceitos ultrapassados.

    Independente de quem seja o próximo prefeito, fica bem claro que sua avaliação despencará rápido se manter a competição entre modais.

    Infelizmente o processo deverá demorar bem mais com a EMTU nos 39 municípios da RMSP. Agilidade aí só com um governador muito mais determinado.

  14. DR PROTESTO INDIGNADO E P..TO DA VIDA!!! disse:

    por um acaso O PESSOAL DA SÃO PAULO TRANSPORTE , BEBEU, ENLOUQUECEU, OU QUER TIRAR DE SUAS COSTAS A RESPONSABILIDADE NO QUE SE DIZ A LEI TRANSPORTE DIREITO DO CIDADÃO E DEVER DO ESTADO ??? Qual alternativa é a correta??? Eu já sabia da incompetencia por parte de MEIA DÚZIA de PESSOAS FOLGADAS, IRRESPONSÁVEIS E QUE FICAM EM SUAS SALAS COM AR CONDICIONADO, ENQUANTO ISSO, O POVÃO PEGA ÔNIBUS LOTADO, SOFRE ESPERANDO O ÔNIBUS QUE NÃO CUMPRE HORÁRIO, QUE QUEBRA (ALIÁS QUANDO O ÔNIBUS QUEBRA AGORA A SPTRANS DECIDIU LACRAR E LEVAR OS ÔNIBUS PARA O PATIO SOBRECARREGANDO AINDA MAIS OS OUTROS ÔNIBUS PORQUE ESTE ÔNIBUS SÓ VAI PARA A OFICINA DEPOIS DA BUROCRACIA DA SPTRANS) E POR AÍ VAI….. Amigos desculpem o CAPS LOCK é minha maneira de GRITAR E PROTESTAR para ver se o SR.PREFEITO KASSAB OUÇA!!!! Aliás pessoal é época de ELEIÇÃO, VOTE EM QUEM REALMENTE É COERENTE COM O PROGRAMA DE GOVERNO E PRINCIPALMENTE PARA QUE CUMPRA O PLANO DIRETOR DE CORREDORES DE ÔNIBUS.. CHEGA DE SOFRER!!!!!!! BASTA!!!!!

    1. DR PROTESTO INDIGNADO E P..TO DA VIDA!!! disse:

      Aliás, nós em JANEIRO vamos comemorar porque o PÉSSIMO PREFEITO KASSAB vai embora e não ganha mais eleição NEM PARA SÍNDICO… Para Síndico prefiro o CLONE DO TIM MAIA é MAIS COMPETENTE!!!!

  15. ALEXANDRO disse:

    nunca se deve comemorar uma queda!

  16. DR PROTESTO INDIGNADO E P..TO DA VIDA!!! e MAIS P..TO AINDA PELO PAÍS E POLITICOS QUE NÓS TEMOS... disse:

    ACOOOOOOOOOOOORDA KASSAB, FAZ ALGUMA COISA DIGNA PARA VOCÊ SE REDIMIR DA SUA INCOMPETÊNCIA……..

  17. Bruno Quintiliano disse:

    Eu sei que é lento, mas tudo tem limite. Aquilo é incompetência injustificável. Pra construir a linha 2 e a 4 o número de interdições e desapropriações não chegou nem perto. Santo Amaro está cada vez mais virando um canteiro de obras e somos nós que pagamos cada centavo desperdiçado.

  18. Ismael Junior disse:

    Comemorar queda de passageiros hein, pelo amor!

Deixe uma resposta