Paralisação de ônibus em Maceió complica situação do passageiro

onibus

Ônibus não circularam pela manhã em Maceió o que complicou o trânsito e a situação de quem precisa de transportes coletivos. Sindicato diz que não é responsável pelo movimento e acusa ala dissidente e empresas de ônibus de pressionarem aumento de tarifas pela manifestação. Foto: tudonahora.com

Paralisação de ônibus em Maceió causou transtornos
Sindicato dos Rodoviários não assume paralisação e acusa empresas e ala dissidente de forçarem aumento das passagens
ADAMO BAZANI – CBN
Uma paralisação parcial de motoristas e cobradores de ônibus em Maceió, Alagoas, complicou a situação de quem precisa de transporte público na cidade.
Por causa da retirada dos ônibus, o trânsito também teve problemas.
Em alguns pontos da cidade, passageiros foram obrigados a descer no meio de viagem e terem de prosseguir a pé ou acharem outros meios de deslocamento.
O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários – Sinttro – AL não assume a manifestação e acusa outra ala do sindicato e as empresas de ônibus de incitarem o protesto para forçarem o aumento da passagem de R$ 2,10 para R$ 2,30.
Os motoristas e cobradores que pararam dizem querer aumento salarial e melhores condições de trabalho e negam influência das empresas.
Depois da liberação da Avenida Durval de Goes Monteiro, no Tabuleiro do Martins, não estão descartadas outras paralisações em pontos diversos da cidade.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: