Greve de ônibus no Distrito Federal está descartada. Licitação continua barrada

onibus

Greve de motoristas e cobradores de ônibus anunciada para esta segunda-feira foi descartada e as operações vão ser normais. Categoria espera até sexta-feira o pagamento dos salários reajustados, retroativo a maio, que foram combinados com as empresas de ônibus. Licitação dos transportes públicos do Distrito Federal continua barrada pelo Tribunal de Contas por “inconsistências no edital”. Foto: Roberto Camargo.

Greve no Distrito Federal: motoristas e cobradores descartam greve para esta segunda-feira
Categoria espera que reajuste de salário seja depositado até sexta-feira. Governo tentar realizar licitação para renovação de frota e readequação dos serviços de transportes, mas Tribunal de Contas diz que edital é inconsistente.

ADAMO BAZAN – CBN

Motoristas e cobradores de ônibus do Distrito Federal descartaram em assembleia realizada neste domingo, dia 08 de julho, a greve da categoria que poderia ocorrer já a partir desta segunda-feira.
Na quinta-feira da semana passada, dia 05 de julho, a categoria cruzou os braços por 24 horas por conta do não pagamento do reajuste salarial de 7,88% que já tinha sido acertado com o Setransp – DF – Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Distrito Federal.
Os salários reajustados deveriam começar a ser pagos em maio deste ano o que, segundo o sindicato dos rodoviários, não ocorreu.
No entanto, se o pagamento do novo salário, inclusive com a diferença retroativa a maio, não for feito até esta sexta-feira, dia 13 de julho, e se houver desconto do dia parado por conta da manifestação da semana passada, o sindicato dos trabalhadores não descarta a possibilidade de uma nova paralisação.
O pagamento do reajuste e também de R$ 150,00 mensais para auxílio no plano de saúde e R$ 15,00 para o odontológico foi acertado em reunião que ocorreu entre as empresas de ônibus, sindicato dos trabalhadores e o GDF – Governo do Distrito Federal.
O poder público se comprometeu a readequar os transportes coletivos, mas o processo de licitação está barrado desde maio.
O Tribunal de Contas do Distrito Federal considerou insatisfatórias as alegações da Secretaria de Transportes para retomar o edital lançado em março deste ano que reorganizaria o sistema e renovaria a frota dos serviços locais, com a troca gradual de três mil ônibus.
Ao lado da área 5 de ônibus intermunicipais do ABC Paulista, gerenciados pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos , o Distrito Federal possui uma das frotas mais antigas e precárias do país.
O entrave em relação ao edital de licitação se dá por conta dos ônibus utilizados na Estrada Parque Taguatinga/Guará – EPTG, que precisa de ônibus com portas do lado esquerdo ou dos dois lados. Também segundo o Tribunal de Contas do Distrito Federal, não há especificações claras no edital sobre as exigências de equipamentos de acessibilidade nos ônibus.
O Tribunal também recomendou a revisão dos dados de quilometragem de cada viagem, o tempo de trajeto e os limites de cada área operacional.
O sistema foi divido em cinco áreas que devem ser servidas por uma empresa ou um consórcio cada. Se uma empresa ganhar mais de uma área, deve escolher a que vai operar, mas não pode prestar serviços em mais de uma região.
Um dos objetivos do modelo de divisão de áreas é evitar concentração de mercado. Pelos cinco lotes, cada empresa ou consórcio ficará com uma frota que varia entre 18% e 23% do total do sistema.
Não fazem parte da licitação as cooperativas, que no Distrito Federal operam com 500 ônibus, e os serviços da pública Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília – TCB, que tem 50 linhas.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Greve de ônibus no Distrito Federal está descartada. Licitação continua barrada

  1. Aos amantes da escrita uma novidade: até o dia 31 de agosto estão abertas as inscrições para o I Concurso Literário “O Velho Matemático” – Concurso de Contos. Realizado pelo escritor Paulo Henrique da Costa Gonçalves em parceria com a Livraria da Rodoviária de Brasília – o concurso é destinado a todo o público e visa estimular a criatividade e o aparecimento de novos talentos. Não há inscrição prévia e os interessados devem enviar o trabalho via Correios ou entregá-lo pessoalmente na Livraria da Rodoviária de Brasília.

    A premiação para os dois melhores trabalhos será de R$ 500 e R$ 250. Mas caso o autor selecionado tenha adquirido o livro “O Velho Matemático”, de Paulo HC Gonçalves, o valor da premiação passa a ser de R$ 2 mil, para o primeiro colocado e R$400 para o segundo. Além da premiação, Gonçalves selecionará 10 escritores para participar de uma publicação de obra literária no primeiro semestre de 2013.

    Um Júri de seleção composto por Liliane Ramos Helcias e pelos escritores Paulo Henrique Costa Gonçalves e João Henrique Nunes Gonçalves, serão responsável pela seleção das obras. A divulgação do resultado e entrega dos prêmios ocorrem às 10h do dia 17 de setembro na Livraria da Rodoviária de Brasília. visite o site “O Velho Matemático” para ver o regulamento.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: