Passagens de ônibus mais caras na Grande Porto Alegre

onibus

Passagens de ônibus intermunicipais de Porto Alegre e região Metropolitana tiveram reajuste de 6,28%. O índice foi autorizado pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul – Agergs e afeta 514 mil passagens de 24 empresas de ônibus.

Passagens de intermunicipais ficam mais caras na Grande Porto Alegre
Reajuste de 6,28% atinge a 514 mil passageiros

ADAMO BAZANI – CBN

As passagens de ônibus intermunicipais em Porto Alegre e Região Metropolitana estão mais caras desde este domingo.
O reajuste homologado pelo Conselho Superior da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (Agergs) é de 6,28%.
O índice levou em conta a variação de preços dos principais itens que mais pesam nas tarifas de ônibus, como salários, combustíveis, óleos lubrificantes, o custo do Percurso Médio Anual e o aproveitamento econômico do serviço.
A agência estima que usam os ônibus intermunicipais da região Metropolitana de Porto Alegre cerca de 514 mil passageiros diariamente, em 24 empresas, que serão afetados pelo reajuste.
Os valores da integração com o Trensurb, serviço de trens e Porto Alegre, também vão ser alterados por conta do aumento das passagens de ônibus.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

2 comentários em Passagens de ônibus mais caras na Grande Porto Alegre

  1. Leandro Ienczal Gomes // 9 de julho de 2012 às 18:43 // Responder

    Muito interessante esse novo aumento de passagens. Isso quer dizer que o empresario esta cada vez mais rico e a qualidade do transporte cada vez mais precaria. Aumento de salário ´para a população é uma vez por ano e olhe lá. O supermercado aumenta quase que em cada 10 dias no máximo. A Vicasa por exemplo em Canoas está trazendo toda a sucata da Transcal, chegam a mudar o nome da empresa concessionaria para “mascarar” a transação. Como diz o Casoy, Isso é uma vergonha.

  2. Como lutar contra isso?
    01 ou 02 pessoas não são suficientes para reverter a situação…
    Me sinto de mãos atadas; É INJUSTIÇA!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: