Greve de ônibus em Recife confirmada para esta quarta-feira

VAI TER GREVE DE ÔNIBUS NESTA QUARTA-FEIRA, DIA 04 DE JULHO DE 2012, EM RECIFE – CONFIRA NA PÁGINA PRINCIPAL, INDO NA PARTE SUPERIOR DA TELA E SOBRE A MANCHETE CLIQUE EM BLOG PONTO DE ÔNIBUS

Greve ônibus Recife
Ônibus em Recife e região metropolitana devem parar nesta quarta-feira. Quando as indicações eram para um acordo entre os sindicatos das empresas e dos trabalhadores, depois de reunião no Ministério Público do Trabalho, assembleia decidiu pela greve.

Greve de Ônibus em Recife nesta quarta-feira
Parecia tudo certo, mas categoria rejeitou proposta oferecida pelas empresas e ônibus devem parar

ADAMO BAZANI – CBN

Esta quarta-feira dia 04 de julho de 2012 será marcada por greve de ônibus em Recife e Região Metropolitana.
Motoristas e cobradores de ônibus, em assembleia na tarde desta terça-feira, não aceitaram a proposta mediada pelo Ministério Público do Trabalho entre o Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes Rodoviários do Estado de Pernambuco e o Urbana/PE – Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Pernambuco.
Com isso, 2 milhões e 200 mil passageiros da Região Metropolitana de Recife e na capital pernambucana que precisam das 360 linhas operadas pelos 2,9 mil ônibus devem ser prejudicados.
Os aumentos salariais propostos girariam em torno de 8%, o que elevaria os salários dos motoristas para R$ 1,5 mil, de cobradores para R$ 690,00 e dos fiscais e despachantes para R$ 970,00.
O vale-refeição seria reajustado para R$ 160,00.
Os aumentos para outros profissionais de transportes sem representação sindical seriam de 7% nos salários.
Havia possibilidade de acordo e empresas de ônibus e sindicatos indicavam para um consenso sobre estes números, o que acabou não ocorrendo.
O Grande Recife Consórcio de Transporte deve tentar cumprimento de frota mínima, de acordo com a Justiça.
Depois da assembleia, motoristas e cobradores fizeram manifestações no centro de Recife.
O consórcio vai montar um esquema especial de tirar ônibus de linhas de menor demanda para as de maior movimento.
A CBTU – Companhia Brasileira de Trens Urbanos – vai prolongar a oferta maior de composições em mais horários nas linhas Centro e Sul.
Mas todas as ações serão no intuito de minimizar os efeitos. O cidadão, se possível, será obrigado a optar por recursos próprios para se deslocar.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes