Dilma critica falta de comprometimento da Rio + 20 com transportes

Dilma Rousseff

Ao receber líderes de movimento em prol da moradia, presidente Dilma Rousseff critica o pouco interesse na Rio +20 sobre o tema Mobilidade Urbana. Ela criticou a falta de investimentos em transportes e disse que por conta disso, São Paulo vai se tornar uma cidade inviável. Foto: Agência Brasil

Dilma Rouseff classifica São Paulo como cidade inviável
Principal motivos é a falta de investimento em transporte público. Documento de Fórum coloca mobilidade em segundo plano na Rio + 20

ADAMO BAZANI – CBN

—- Mercedes Benz mostra solução de diesel da Cana de Açúcar na Rio +20 —
—– Volvo lança ônibus elétrico – híbrido na Rio + 20 —-
—- Eletra mostra na Rio +20 que ônibus elétrico híbrido é alternativa para redução da poluição e que trólebus não é coisa do passado. —–
—- Volkswagen apresenta ônibus flex GNV – Diesel na Rio +20 e transporta delegações ——— Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa em Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ) lança ônibus a hidrogênio na Rio +20 —–

Quem vê estas manchetes, inclusive as publicadas aqui no Blog Ponto de Ônibus / Canal do Ônibus pode pensar que a mobilidade urbana tem sido levada a sério nas discussões da Rio +20, Conferência da Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável.
Realmente, o tema ganhou mais força que na Rio 92, mas o destaque tem sido em relação à indústria e pesquisa acadêmica, que apresentam diversas soluções.
Mas quando o assunto é política pública para o setor, até o momento a Rio +20 tem sido tão insossa quanto em relação a outros assuntos que envolvem governos, cheios de discursos mas muitas vezes vazios de compromisso.
O fato foi reconhecido até mesmo pela presidente Dilma Rousseff.
Dilma recebeu em seu gabinete, em Brasília, nesta quinta-feira, dia 14 de junho, líderes de movimentos em prol da moradia.
Ela disse que a população de baixa renda tem morado “muquifos”, exaltou o Programa Minha Casa Minha Vida, e criticou a mobilidade urbana em diversas cidades, inclusive São Paulo.
Para ela, pela falta de investimentos no setor, São Paulo tem se tornado uma “cidade inviável”.
De acordo com Mércia Alves, da ONG Centro Don Helder Câmara e Nazareno Afonso, da Associação Nacional de Transportes Públicos, ao Grupo Estado, a presidente Dilma concorda com as críticas do Fórum Nacional de Reforma Urbana, que em seu documento inicial, apresentado na Rio + 20, deixou em segundo plano a questão da mobilidade urbana.
A mobilidade urbana, além de compreender o ir e vir das pessoas, oferece melhores condições de vida para o ser humano e ações que contribuem com o meio ambiente. Um dos grandes problemas das cidades, que dizima milhares de vidas por ano, é a poluição atmosférica gerada pelo excesso de veículos.
As pessoas só deixarão o carro em casa, no entanto, se os serviços de transportes forem satisfatórios, havendo uma oferta que agregue diferentes modais de acordo com a necessidade, como metrô e ônibus que precisam ter prioridade no espaço urbano, em corredores exclusivos, já que podem substituir vários carros de passeio ocupando menos espaço e poluindo menos também e que chegam em lugares onde nem sempre é possível ou financeiramente viável implantar sistemas metroferroviários médios ou pesados.
As propostas em relação a cidades que privilegiam as pessoas em vez de carros com soluções concretas para transportes coletivos não têm ganhado a tônica quando o assunto é melhorar a vida urbana.
Todos têm defendido os transportes de massa mas na área da gestão pública, os compromissos têm sido poucos.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

14 comentários em Dilma critica falta de comprometimento da Rio + 20 com transportes

  1. olha,essa Dilma de besta não tem absolutamente nada.a moça presidente do Brasil,falou alguma mentira sobre São Paulo em termos de transito?estou surpreso com a visão da mesma.mas,sabe como é né Adamo:o culto ao carro(e ao individualismo)q a grande imprensa(e o próprio Brasileiro)faz é algo assustador!voce só chama a atenção(no caso dos homens)de uma mulher,se voce tem um”carro zero”ou”importado”!o problema tambem é:obras viarias(para carros e motos),dão voto.investir em onibus(coisa de pobre em alguns estados),corredores não chama a atenção!

  2. certíssima a Dilma na sua critica.estamos vivendo uma onda preocupante de idiotização.na”transporte mundial”,os caras estão mais preocupados com a”Euro 6″(ou combustiveis Hibridos)do q com a Euro 5,de traumaticas mudanças.quero ver como eles vão encarar a pratiamente certa decisão de q as montadoras Brasileiras não vão aderir a”Euro 6″?o negócio tambem,é melhorar o credito na compra de caminhões-onibus ou semi novos ou desses Euro 5(q segundo soube,as montadoras vão partir pra isso).

  3. Parabens a presidenta, confesso que eu não era muito simpatico a esta senhora, mas mudei de ideia, ela transmite honestidade, e bom senso, coisas que não sinto nos governantes de São Paulo, diziam que dentro de 5 anos São Paulo ia parar, eles conseguiram parar antes, o que tem a dizer o prefeito que dizia que o nosso transporte era otimo,e o governador obras futuras, o que tem a dizer?, graças a Deus SP não elege mais presidente, porque vai votar mal la longe.

    • “graças a deus SP não elege mais presidente,por que vai votar mal la longe”:kkkkkkkkkkkkkkkkk.Pedro:com uma imprensa dessa,até eu fico retardado.São Paulo é a cidade-estado q mais sofre influencia da mídia no País.por isso de figuras como Tiririca deputao federal!

  4. Alguém mostrando que tem bom senso. o que adianta euro não sei o que, híbrido, etanol e outros, se só vai ser combustível diferente pra ficar queimando no trânsito (eu sei que essas tecnologias são importantes, mas por si só não bastam para a nossa realidade)

  5. ela deveria diminuir mais os impostos para a produção de ônibus , metros e trems fabricados no brasil, deveria diminuir o preço dos combustíveis, diminuir o salário dos políticos (o presidente da França já fez isso com seu salário!). aí sim, haverá melhoras…

    • A Dilma pode diminuir o imposto sobre onibus a 0%, podem aumentar a passagem a R$ 10,00 que vai continuar a mesma coisa, o que ocorre em SP, e questão de mentalidade, o transporte publico neta cidade e moeda politica, transportar pessoas e um detalhe, veja que um caminhão para carregar lixo em SP, so pode ter até 5 anos, onibus que carrega pessoas pode ter até 10 anos, lixo merece mais qualidade do que gente, dai voces tirem suas conclusoes, por isso voces não veem caminhão de lixo quebrado, mas onibus, na radial leste e aricanduva a toda hora.

    • alexandro:falou,falou,falou e não disse nada!a questão não é isso q voce expressa.releia o texto do Ádamo!

  6. Boa tarde !

    Mas, como fica o interesse maior ?

    A resposta, nós já sabemos e vemos, todos os dias, nas ruas.

    Abraço.

  7. Eu gostaria de fazer um pedido à você Ádamo se você poderia fazer uma matéria sobre o trólebus 5500 da Metra que tem as vantagens da marcha autônoma e das alavancas pneumáticas. É um grande passo da indústria nacional e merece destaque.

    Abraço.

  8. Olá amigo Vitor. Eu tenho foto dele, informações, mas o pessoal da Metra pediu para segurar um pouco pois deve haver algumas alterações que podem melhorá-lo.
    Abraços
    Adamo

  9. OK ,ela promulgou a Lei de Mobilidade e se posicionou na Rio + 20, é importante,

    São tantas carências, erros e omissões na RMSP que fica difícil saber por onde começar, mas acredito que o Governo Federal deveria pressionar as grandes RMs com Rio, São Paulo, Campinas, Belo Horizonte de forma diferente. No caso, pressionar mais, exigir mais contrapartidas e em prazos menores.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: