Greve no Metrô de São Paulo nesta quarta-feira. Greve CPTM. Greve de ônibus em Salvador

Greve Metrô

Greve no Metrô. Sindicato em assembléia com metroviários decide pela greve a partir desta quarta-feira, dia 23 de maio. Justiça determinou que categoria não abra as catracas para a população usar o sistema de graça como forma de protesto e que nos horários de pico 100% das composições operem e 85% nas demais horas. Foto: Metrô em Foco.

Greve do Metrô: Termina sem acordo audiência entre empresa e metroviários de São Paulo
Justiça determinou frota de 100% nos horários de pico e 85% nas demais horas. Os metroviários também estão proibidos de liberarem as catracas para a população

ADAMO BAZANI – CBN

Terminou sem acordo a reunião entre o Sindicato dos Metroviários e a Companhia do Metrô de São Paulo no Tribunal Regional do Trabalho. Após assembléia, realizada na noite desta terça-feira, os metroviários de São Paulo decidiram entrar em greve nesta quarta-feira, dia 23 de maio de 2012.
Para garantir que os cerca de 3 milhões e 700 mil passageiros que usam as cinco linhas de metrô por dia em São Paulo não sejam tão prejudicados, logo após o fim da reunião, a Justiça do Trabalho determinou que em caso de realização da greve, sejam colocados em operação percentuais mínimos de composições em funcionamento:
– 100% dos trens nos horários de pico, das 5 horas da manhã às 9 horas da manhã e das 17 horas às 20 horas.
– 85% das composições nos demais horários.

CATRACA LIVRE É PROIBIDA:

A Justiça de São Paulo também proibiu que os metroviários, em forma de protesto, liberem as catracas, não cobrando as passagens nas estações do sistema.
Essa seria uma das alternativas de protesto dos metroviários para não paralisarem os serviços.

SINDICATO DEVE SER MULTADO:

Em caso de descumprimento das determinações de frota mínima e da proibição de liberação das catracas, o Tribunal Regional do Trabalho estipulou multa de R$ 100 mil por dia.

REIVINDICAÇÕES:

Entre as principais reivindicações dos funcionários do Metrô de São Paulo estão:

– Reajuste salarial de 5,13% como reposição de perdas inflacionárias
– Aumento real de salários de 14,99%
– Reajuste no Vale-Refeição de 23,44%
– Vale-Alimentação de R$ 280,45
– Jornada semanal de 36 horas.
– Plano de Saúde para Aposentados

O Metrô ofereceu:

– Reajuste Salarial de 4,15%
– Aumento real de salários de 0,5%
– Reajuste de 4,15% para o vale-alimentação, vale-refeição e auxílio-creche.

LINHA 4 AMARELA DEVE FUNCIONAR NORMALMENTE

Apenas a linha 4 Amarela (Butantã- Luz) que pertence a uma empresa particular, o Consórcio ViaAmarela, deve funcionar sem restrições.

RODÍZIO SUSPENSO:

Por conta da greve do metrô, a CET – Companhia de Engenharia de Tráfego – suspendeu o rodízio municipal de veículos. Estariam proibidos de circular nos horários de pico na cidade de São Paulo os carros com placas de finais 5 e 6.

GREVE DE TRENS DA CPTM DAS LINHAS 11 E 12

greve CPTM

Linhas 11 e 12 da CPTM também devem parar nesta quarta-feira. Os ferroviários são dividos em três sindicatos. O que representa os trabalhadores destas linhas decidiu pela paralisação

Os ferroviários da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, representados pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Central do Brasil também vão entrar em greve nesta quarta-feira, dia 23 de maio de 2012.
Eles operam as linhas 11 Coral (Luz – Estudantes) e 12 Safira (Brás – Calmon Viana) a partir de quarta-feira, dia 23 de maio.
Por conta das divisões históricas do sistema ferroviário no Brasil, existem três sindicatos que representam a categoria. Além da Central do Brasil,um sindicato é referente às linhas que eram compreendidas pela antiga Sorocabana e outro pela São Paulo Railway – SPR, que engloba, por exemplo, a linha 10 Turquesa (Rio Grande da Serra – Brás).
Os ferroviários pedem reajuste salarial de 5% mas 5,83% de reposição da inflação.

GREVE DE ÔNIBUS EM SALVADOR:

greve Salvador

Motoristas e cobradores de ônibus em Salvador decidiram entrar em greve nesta quarta-feira. Justiça determinou frota mínima de 40% em todo o dia, subindo para 60% nos horários de pico

Também terminou sem acordo a audiência no Tribunal Regional do Trabalho em Salvador entre o Sindicato dos Rodoviários e o Sindicato das Empresas de Transportes.
Assim, os serviços de ônibus devem ser prejudicados nesta quarta-feira
A Justiça determinou que pelo menos 40% dos ônibus circulem durante todo o dia de paralisação, percentual que deve subir para 60% nos horários de pico, das 5 horas às 8 horas e das 17 horas às 20 horas.
A categoria não sinalizou se vai seguir essa determinação.
O descumprimento destes percentuais vai acarretar em R$ 50 mil de multa diária ao Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado da Bahia.
Os motoristas e cobradores pedem aumento de 13,80%, sendo que 5,37% de reposição de inflação e 8% de ganho real, pagamento de salários a cada 15 dias, redução da jornada de trabalho de sete para seis horas diárias e melhorias nas condições de trabalho.
As empresas de ônibus ofereceram reajuste total de 4,88%

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

16 comentários em Greve no Metrô de São Paulo nesta quarta-feira. Greve CPTM. Greve de ônibus em Salvador

  1. A pergunta que fica é: os metroviários irão manter a decisão de funcionamento em horários de pico?? Duvido muito.

    O pior é que sempre sobra para o povo: ficam sem meio de transporte e depois sofrem com o aumento das passagens.

  2. tem que parar tudo mesmo e só voltar depois que revogarem as multas. Frota de 100% não é greve (só na cabeça desses juizes mais do que parciais). Eles tentaram alternativas, o governador não negociou o reajuste e se recusou a liberar as catracas. Se alguém vai ser culpado pelos transtornos da greve amanha, o nome dele é Geraldo Alckimin.

  3. Para os políticos terem o salário dobrado foi rapidinho, agora para o povo ter um salário digno é uma dureza!

  4. Gercivaldo Alves de Jesus // 23 de Maio de 2012 às 01:44 // Responder

    O governador tem que dar uma lição nos funcionários do transporte publico, principalmente do metro, que recebem muito bem. se necesssário colocar os lideres na cadeia.

    • Nota-se que o Sr. nada entende sobre política e transporte público! Aliás tem uma mentalidade retrograda bem típica da ditadura militar… A maneira mais eficaz de uma classe unir-se e buscar seus objetivos é com GREVE, no caos nos estruturamos e nos organizamos… O Brasil inteiro deveria parar contra os baixos salários e a corrupção!!!!

      • Você perdeu a oportunidade de ficar calado,enquanto fica este impasse a população paga o pato.Tem que privatizar para acabar com esta baderna.

      • Sra.Denise,quem vc acha que tem culpa por tudo isso.O Obama,claro que não,com certeza o povo que não escolhe o seu representante certo.OK..

  5. Boa cobertura, Ádamo. Apenas verifique este trecho:
    “Apenas a linha 4 Amarela (Butantã- Luz) que pertence a uma empresa particular, o Consórcio ViaAmarela, deve funcionar sem restrições.”

    O correto seria:
    “Apenas a linha 4 Amarela (Butantã- Luz), que é operada por uma concessionária, a ViaQuatro, deve funcionar sem restrições.”

    Não vamos confundir o consórcio construtor com a empresa operadora. (:

  6. Gabriela Bombarda // 23 de Maio de 2012 às 04:05 // Responder

    Bom meu querido Ádamo, primeiro é ótimo saber que você está bem, estou morrendo de saudades!
    Segundo, eu apoio qualquer tipo de manifestação! Penso que o Governo deve, de fato, temer seu povo e passar a valorizá-lo ao invés de escravizá-lo!

  7. Achei correto a decisão do tribunal em colocar 100% da frota em horário de pico, pois o metro é um serviço essencial.

  8. Sr. Kassab, sou funcionária Publica na área da Educação,há 10 anos, ganho R$ 1.000,00, pago aluguel e tenho as despesas normais do mês, será que conseguirei pagar um taxi hoje para ir até a escola onde trabalho ?

  9. aff SP é assim o problema e de sicrano e os fulanos que pagam por isso
    ae Ser Kassab, ta na hora de trabalhar né fio? –‘

    (vejam também http://liceucultural.wordpress.com/)

  10. Estou muito irritado com essa greve os metrôs e trens trafegam com velocidade reduzida sem falar na no valor da passagem que é muito alta e a super lotação onde as mulheres são abusadas e pessoas são roubadas entre outros problemas nos trens e metrôs e ainda greve ficam de greve por favor né.

  11. Infelizmente o meio que os rodoviariarios e ferroriarios tem de cobrar por seus direitos é através da greve , pois se depender de negociação com politico não certo , A gora o proprio salarios eles negociam entre sim e ninguem fica sabendo , vote nulo , ninguém é confiavel http://hercules-now.com/

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: