Greve do Metrô e novo recorde de congestionamento

greve e congestionamento

Greve do Metrô e novo recorde de congestionamento na cidade de São Paulo: 249 quilômetros de congestionamento.

Greve do Metrô em São Paulo: novo recorde histórico do trânsito
Rodízio municipal de veículos está liberado e excesso de carros para a cidade

ADAMO BAZANI – CBN

São Paulo acaba de registrar um novo recorde de congestionamento: são 231 quilômetros de vias travadas, de acordo com a medição da CET – Companhia de Engenharia de Tráfego, agora há pouco, às 9h30 da manhã. Mas as dez horas esse recorde foi mais uma vez quebrado e subiu para 249 quilômetros.
Os metroviários de São Paulo estão em greve desde à zero hora de hoje por reajuste salarial e outros direitos trabalhistas.
A determinação da Justiça de operação de 100% das composições nos horários de pico e de 85% nas demais horas não foi seguida pelo Sindicato dos Rodoviários.
Além de a frota ser reduzida, nem todas as estações estão abertas.
Na linha 1 Azul, o metrô só opera na entre as estações Luz e Ana Rosa
Na linha 2 Verde, as operações só ocorrem entre as estações Ana Rosa e Clínicas.
Na linha 3 Vermelha, os trens só trafegam entre as estações Bresser e Santa Cecília
Na linha 4 Amarela, por ser de iniciativa privada e com trabalhadores de outro sindicato, as operações são normais.
Na linha 5, os trens operam em todas as estações, mas com velocidade reduzida.
Também estão parados os trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) nas linhas 11 e 12, que servem a zona Leste de São Paulo.
Mais de 60 ônibus têm sido usados para atender os passageiros das linhas de trens.
Para suprir a falta de metrô, algumas linhas de ônibus regulares tiveram o itinerário prolongado e o número de veículos reforçados.
Por conta do trânsito complicado, a CET tem aberto e fechado os túneis Ayrton Senna e Jânio Quadros, de acordo com o fluxo de veículos.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

2 comentários em Greve do Metrô e novo recorde de congestionamento

  1. A verdade seja dita, a manifestação na radial leste não foi contra a greve dos metroviarios, mas sim pela falta de onibus, morro ao lado da avenida Aricanduva e das 5:20hs até a 6:00hs, não passou se quer um unico onibus sentido centro pela avenida Aricanduva/Itaquera, mais um deserviço desta cooperativa das trevas chamada Novo Horizonte, agora tenho que reconheçer que os eletricos (Vila Carrão – Sé) estavão saindo de minuto a minuto.

  2. Já conseguimos 62 assinaturas faltam 38 assinaturas para a gente dizer para o prefeito Haddad ESTATAL JÁ abaixo assinado pela criação da Empresa estatal de Onibus em São Paulo para operar as linhas deficitarias, sistema PAESE em caso de greve das empresas de onibus urbanos, Metrô, CPTM e eventos entre no site e vamos assinar galera não é necessário fornecer nenhum documento.
    https://secure.avaaz.org/po/petition/pela_criacao_da_Empresa_estatal_de_Onibus_em_Sao_Paulo/?copy

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: