ACIDENTE NO METRÔ LINHA 3 – VERMELHA: Evite a região do Carrão e Tatuapé

acidente metrô

Resgate aos passageiros no choque entre dois trens do metrô mobiliza mais de 100 profissionais, entre Bombeiros, SAMU, equipes do Metrô e particulares. Foto: Rede Globo.

Entre estações Tatuapé e Corinthians – Itaquera,, serviços têm sido feito por ônibus
De acordo com os bombeiros e o SAMU pelo menos 35 pessoas se feririam

ADAMO BAZANI – CBN

Os bombeiros e o SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência atenderam pelo menos 40 pessoas que se feriram na colisão entre duas composições da linha 3 Vermelha do Metrô, que ocorreu por volta das dez horas da manhã desta quarta-feira.
Oito destas pessoas estão em estado médio dce ferimentos.
Os trens estavam no mesmo trilho, no sentido Barra Funda, entre as estações Carrão e Tatuapé, na zona Leste de São Paulo.
O metrô ainda apura as causas do acidente, mas o sindicato dos metroviários diz que recebeu a informação que houve falha no sistema de automatização do metrô. Esse sistema consegue parar o trem quando ele se aproxima de outra composição.
Um trem bateu na traseira do outro.
De acordo com passageiros, o metrô que vinha atrás já estava reduzindo a velocidade.
O trem estava a cerca de 20 quilômetros por hora.

SERVIÇO:

A SPTrans, que gerencia os transportes por ônibus, na Capital Paulista, mudou os serviços de ônibus na região.
As linhas estão passando direto pelas estações Itaquera, Arthur Alvin, Patriarca, Guilhermina-Esperança, Vila Matilde, Penha e Carrão para não acumular mais gente na região e evitar tumultos. Os ônibus vão direto para a estação Tatuapé.
Entre as estações Tatuapé e Corinthians – Itaquera, onde não há serviço de metrô, os ônibus da operação Paese – Plano de Atendimento a Empresas em Situação de Emergência estão transportando os passageiros.
Já a integração dos ônibus na estação Carrão está suspensa por conta da aglomeração de pessoas.
O trânsito é complicado no local. A CET – Companhia de Engenharia de Tráfego recomenda que os motoristas evitem a Radial Leste, região por onde passa a linha, por conta do trânsito congestionado na região.
Nas proximidades do acidente, a via tem uma faixa interditada para as equipes de socorro.
O motorista deve procurar rotas alternativas.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio da CBN, especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: