Itapemirim é condenada por barata entrar no ouvido de passageira

viacao itamerim

Viação Itapemirim foi condenada a pagar R$ 10 mil por indenização a passageira que teve ouvido invadido por barata durante viagem em ônibus da empresa. Companhia pode recorrer.

Itapemirim é condenada na Justiça por barata no ouvido de passageira
Empresa pode recorrer, para a Justiça companhia negligenciou os serviços não mantendo o veículo com boas condições de higiene

ADAMO BAZANI – CBN

A Segunda Vara Cível de Brasília condenou em primeira instância a Viação Itapemirim a pagar indenização de R$ 10 mil a título de indenização por danos morais a uma passageira que sofre de dores de cabeça e alega ter perdido as condições de trabalhar porque uma barata entrou no seu ouvido direito durante viagem que fazia em um dos ônibus da companhia.
O caso ocorreu em outubro de 2006, mas o julgamento é recente, e cabe recurso.
A passageira estava no ônibus que ia de Petrolina, na Bahia, a Brasília, no Distrito Federal, quando o inseto entrou no ouvido da mulher.
O motorista teve de parar duas vezes durante a viagem para levar a mulher a hospitais.
Ela foi vítima de comentários desrespeitosos de outros passageiros.
O caso só foi resolvido quando ela foi atendida no Hospital de Base, em Brasília
A mulher argumenta em sua ação que ficou com seqüelas após o ocorrido, como labirintite severa, o que a impossibilitou de trabalhar.
Ela pediu R$ 30 mil por danos morais, R$ 20 mil e R$ 300 mil por ter perdido a condição de trabalhar.
A defesa da empresa afirma que não há nexo de causa, ou seja, que não há como comprovar que os problemas da passageira foram ocasionados pelo fato.
Testemunhas, inclusive passageiros dos ônibus, confirmaram o fato e que a passageira não tinha nenhum problema de saúde desta ordem antes do ocorrido.
Outra passageira disse ter visto mais uma barata no ônibus.
O juiz entendeu que a passageira teve dano moral por ser ridicularizada pela situação e que a empresa se negligenciou ao não oferecer um ônibus com condições de higiene adequadas.
“Tal fato conduz inegavelmente ao reconhecimento da falha na prestação do serviço, porquanto cumpre à ré diligenciar para que os passageiros possam viajar em condições adequadas de higiene e limpeza” – escreveu o juiz em seu despacho.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

4 comentários em Itapemirim é condenada por barata entrar no ouvido de passageira

  1. O que, por causa de 1 barata 10mil? Nossa, vou exigir 200mil da TranspPass e outras empresas de sp por levarem uma familia inteira de baratas para passear de graça em seus coletivos. Há pessoas que querem tirar vantagem de qualquer maneira para não ter que trabalhar mais.

  2. Barata em ônibus é um fato mais que “normal”!!!

  3. aff se for assim a Viação Pirajussara ta me devendo mais de 1 bilhão de reais pq barata nos ônibus deles é o que não falta

    vejam também as novidades http://liceucultural.wordpress.com/

  4. SE TEM BARATAS NOS ÔNIBUS É PORQUE TEM COMIDA E SE TEM COMIDA TEM BARATAS, TRABALHO EM EMPRESA POR MAIS QUE SE FAÇA AS DETETIZAÇÕES NOS ÔNIBUS ELAS SEMPRE APARECERÃO, QUEM NUNCA LEVOU ALIMENTO PARA COMER DENTRO DO ÔNIBUS ? A CULPA É DO PRÓPRIO USUÁRIO QUE LEVA ALIMENTOS PARA COMER DENTRO DO ÔNIBUS DEIXAM CAIR NO CHÃO E A FESTA ESTÁ ARMADA !!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: