GREVE de ÔNIBUS de Niterói, São Gonçalo e região chega ao fim.

Ônibus na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Acordo entre empresas e trabalhadores foi difícil, mas por falta de opções e multas ao sindicato, categoria acabou cedendo.

Ônibus na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Acordo entre empresas e trabalhadores foi difícil, mas por falta de opções e multas ao sindicato, categoria acabou cedendo.

Termina greve de ônibus em Niterói, São Gonçalo e região
Motoristas e cobradores aceitaram os índices propostos

ADAMO BAZANI – CBN

Terminou a greve dos motoristas e cobradores de ônibus de Niterói, São Gonçalo e região.
A categoria aceitou a proposta de 10% de aumento nos salários e 25% no valor da cesta básica. A oferta foi apresentada mais uma vez pelas empresas de ônibus na reunião de conciliação realizada nesta segunda-feira, no TRT – Tribunal Regional do Trabalho.
Com isso, de acordo com o sindicato, os serviços voltam ao normal nesta terça-feira, dia 03 de abril de 2012. Nesta terça-feira,às 10 horas da manhã será realizada outra assembléia pelo Sintronac, sindicato dos trabalhadores,para explicar os motivos do fim da greve.
Os motoristas e cobradores de ônibus pediam inicialmente um aumento de 16% nos salários, 50% de reajuste no valor da cesta básica, fim da dupla função de motoristas que dirigem e cobram ao mesmo tempo e do cargo de motorista júnior, que recebe menos.
As empresas ofereceriam aumento de 10% nos salários e de 25% para a cesta básica.
No primeiro dia de paralisação, a greve dos motoristas prejudicou 1,3 milhão de pessoas de Niterói, São Gonçalo, Itaboarí, Tanguá e Maricá. No segundo dia, além destes municípios, a greve foi estendida para cidades que formam a Baixada Fluminense, o que afetou mais 1 milhão de pessoas, totalizando 2,3 milhões de prejudicados diretos.
A Justiça determinou que pelo menos 40% da frota de ônibus operassem nos dias de greve sob pena de multa de R$ 100 mil contra os sindicatos organizadores da paralisação.
De acordo com os passageiros e com o Seterj– Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do estado do Rio de Janeiro não houve cumprimento deste percentual.
O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Niterói e Arraial do Cabo – Sintronac, um dos responsáveis pela greve, atribuiu ao trânsito nas cidades atingidas à sensação de não cumprimento do índice determinado pela Justiça.
O Seterj disse que no primeiro dia de greve, apenas 19,9% dos 3.767 ônibus que operam na região de Niterói e São Gonçalo entraram em circulação, o que significou 751 veículos, abaixo do que o judiciário havia determinado.
Alguns mecânicos, manobristas e instrutores dirigiram os ônibus. As empresas confirmaram o fato e disseram que os profissionais escalados possuem carteira de habilitação D, que permite a operação de ônibus convencionais. Para ônibus articulados, a categoria exigida da Carteira Nacional de Habilitação é a da letra E.
Passageiros contaram que em algumas linhas nenhum ônibus foi colocado em operação.
Houve tumulto em algumas cidades afetadas pela paralisação.
Na sexta-feira, em Nova Iguaçu, os manifestantes tentaram impedir os colegas de trabalhar. Ovos e pedras foram jogados contra os ônibus e o terminal da cidade foi atingido por bombas.
O trânsito ficou mais complicado que o habitual em vias das cidades onde teve greve e parte da capital fluminense. Muita gente que usa transporte público no dia a dia se deslocou com veículos de passeio.
Quem não tinha meios próprios de deslocamento passou por maiores problemas.
As pessoas tiveram de esperar pelos poucos ônibus disponíveis, que de tão lotados nem paravam nos pontos, ou usarem vans clandestinas ou mesmo regulares do transporte público.
Os donos destas vanc cobravam preços abusivos. As passagens que eram de R$ 8,00 eram cobradas por até R$ 20,00, sem autorização.
Houve intensa procura por táxis e acabou faltando alguns veículos em diversas regiões, principalmente em Niterói.
O Superintendente do Seterj – Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do Rioo de Janeiro, Márcio Barbosa, chegou a dizer a vários órgãos de imprensa que a greve teria motivação política por uma disputa de poder nos sindicatos dos rodoviários de Nova Iguaçu e Niterói e Arraial do Cabo.
Ele se baseou no fato de as outras bases sindicais terem aceitado a proposta de 10% das empresas, menos as duas representações que iniciaram a paralisação. Seria, na visão dos empresários, uma tentativa de demonstração de força dos sindicatos de Nova Iguaçu e Niterói;
As entidades sindicais trabalhistas negaram a afirmação do representante do sindicato patronal. Elas afirmaram que o objetivo da greve foi melhorar as condições de trabalho e de renda dos motoristas, cobradores e demais profissionais que não são reconhecidos pelo quanto trabalham, pelo nível de estresse do serviço e pela responsabilidade de transportar pessoas.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

24 comentários em GREVE de ÔNIBUS de Niterói, São Gonçalo e região chega ao fim.

  1. UFA…ACABOU A GREVE DOS ÔNIBUS…AMANHÃ VOLTARÁ TUDO AO NORMAL!!!!!!!!!!!!

  2. aceitaram o proposto
    fala sério
    pior q coca cola
    só tiveram pressão

    • Amigo, vc acha q eles querem prejudicar a população? Essa não é a motivação da greve. Se vc estava querendo uma desculpa para não ir trabalhar amanhã, se ferrou!!!

      • meu irmão, sukita, nada a ver, até pq to de folga hoje
        deixa de ser prego cara
        vai cuidar da tua vida

        a minha crítica é justamente o oposto do q vc esbravejou
        se era pra aceitar isso ae, era melhor não ter ficado tanto tempo de greve, prejudicando a todos
        deveriam ter tido pulso firme
        deram uma arregada
        desculpa p ñ ir pro trabalho……….kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
        tu ta de sacanagem
        a greve acabou justamente na minha folga
        fiquei indignado com o fato deles terem feito esse auê todo pra aceitar o proposto

        deveriam parar somente quando os empresários aceitassem o que foi pedido
        se mostraram fracos diante dos empresários

        de qualquer forma, teu falso moralismo não cola comigo não
        brasileiro ganha salário de miséria
        e ainda quer dar moral pra patrão
        patrão ganha milhão mano deixa de ser bobo

  3. Que classe é essa que para cada Município tem um Sindicato diferente? Desta forma não teremos força para uma mobilização…. SINDICATO ÚNICO … EU APOIO.

  4. Fiquei me sentindo uma palhaça com isso tudo. Alguns onibus que serviam pra mim nem estavam em circulação. Por conta disso não consegui voltar para casa ontem. Até que enfim acabou!

  5. josuedosanjos10@gmail.com // 3 de Abril de 2012 às 02:15 // Responder

    linha 416 rio ita não circula ônibus a 5 dias em dias normais chega ter intervalo 2horas

  6. Eu queria saber se vcs conseguiram acabar com a função de motorista junior e se tem previsão para que o motorista pare de fazer a função de cobrador.

  7. GREVE GERAL E TOTAL JÁ

    ABAIXO A DITADURA DOS EMPRESARIOS E POR SALARIOS DIGNOS E CONTRA A ALIENAÇÃO DO TRABALHO

  8. esquece esse negócio de greve! final de semana tem jogo do flamengo

  9. Tudo isso é para chamar atenção, todo ano tem essa palhaçada de greve, acaba prejudicando os trabalhadores,que todo o dia acordam bem cedo para trabalhar e ganhar o pão de cada dia.
    Sei que os motoristas tem que ter uma total responsabilidade com a vida dos passageiros,são merecedores de um aumento, é claro, mais isso é prejudicial a todos que dependem dessas conduções.Vamos lá minha gente,faça logo o que tem de ser feito,chega de greve!

  10. não deveriam ter aceito o acordo. mais uma vez o sindicato se mostrou fraco demais. por esse motivo parei de contribuir, cancelando os descontos mensais do meu contra cheque. o sindicato deve ter arranjado um cascalho.

    • pois é, mano.
      concordo contigo
      explica isso ae pro mano sukita
      q deve ter bebido refri d+
      cuidado pra não dizerem q vc ta kerendo desculpa pra não trabalhar

  11. Os fatos acima descritos mostram, sem deixar dúvida, que quem pagou o pato foi o passageiro. É a vida…Vamos aguardar a próxima greve quando, mais uma vez, seremos prejudicados. Os concessionários devem estar gargalhando…Só nos resta continuar a viver.

  12. Caro Adamo, So para voce ter uma ideia do nivel dos funcionarios da empresa que substituiu a Himalai (hoje – Ambiental), hoje as 6:10hs, peguei o onibus prefixo 41997, da linha 2100 trolebus ( Vila Carrão – Pça. da Sé), já no terminal Vila Carrão o onibus apresentava problemas nas portas, mesmo assim o motorista saiu com o veiculo, quando chegou no segundo ponto e mesmo parou o onibus, e pediu para todos descerem porque o onibus estava com problemas, perguntei ao motorista porque ele saiu com o onibus do terminal sabendo que estava quebrado, veja a resposta, do motorista a minha pergunta: cale a boca seu palhaço, não esta contente ligue para 156, não enche meu saco, quando cheguei na Sé, falei com o fiscal, o mesmo disse que não era problema dele, e pediu para que eu liga-se no 156, uma empresa que tem em seu quadro de fuincionários alguem com este nivel, pode prestar algum serviço que presta?

  13. Pow maior sacanaje isso. Fiquei sem ir a escola por 3 dias e tenho prova semana que vem. E como nao teve aula nao teve revisao para as provas.

  14. meu irmão, sukita, nada a ver, até pq to de folga hoje
    deixa de ser prego cara
    vai cuidar da tua vida

    a minha crítica é justamente o oposto do q vc esbravejou
    se era pra aceitar isso ae, era melhor não ter ficado tanto tempo de greve, prejudicando a todos
    deveriam ter tido pulso firme
    deram uma arregada
    desculpa p ñ ir pro trabalho……….kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    tu ta de sacanagem
    a greve acabou justamente na minha folga
    fiquei indignado com o fato deles terem feito esse auê todo pra aceitar o proposto

    deveriam parar somente quando os empresários aceitassem o que foi pedido
    se mostraram fracos diante dos empresários

    de qualquer forma, teu falso moralismo não cola comigo não
    brasileiro ganha salário de miséria
    e ainda quer dar moral pra patrão
    patrão ganha milhão mano deixa de ser bobo

  15. Fracos, muito fracos. Essa greve atrapalhou bastante esses dias mas não me importaria se pelo menos tivessem acabado com a dupla função de motorista/cobrador isso, na minha opinião, era o ponto mais importante das reivindicações e o sindicato arrega depois de tantos dias atrapalhando a vida de todos sem conseguir nada.
    O nível das pessoas que eles colocam como motoristas é terrível, eu frequentemente pego onibus e também frequentemente dirigo carro e posso dizer que tanto a greve como os motoristas de onibus mal preparados atrapalham a vida de todos que dependem do tranporte publico e dos que tem tranporte particular também.

  16. gostaria de saber se conseguiram derrubar essa”dupla função”?

  17. Na minha opinião estas greves são acordadas entre os donos de empresas de Ônibus e os sindicados,para que após alguns meses a tarifa de ônibus aumente e os donos das empresas possam aumentar a tarifa daqui a alguns meses alegando como motivo o reajuste salarial de seus empregados.Pensem comigo.Se o sindicato estivesse realmente a favor dos motoristas e cobradores a greve não pararia até que acabassem o desvio de função,ou seja,até que os motoristas parassem de cobrar,mas ao contrário disso o sindicato sossegou após conseguir o mísero aumento,que foi bem abaixo do combinado.
    Quer saber eu Amo meu País,mas as vezes me dá vergonha de morar aqui só por causa dessas pessoas sem Caráter.

  18. o sindicato não tem culpa ; se os rodoviarios botasse peito e continuasse a greve teria ganhado mais .

  19. Infelizmente , estou tendo que fazer um trabalho sobre greve de ônibus ;/ e mais outro movimento grevista :/

  20. motorista fazer dupla funçao nada a ver maior esculacho

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: