GREVE DE ÔNIBUS EM BELO HORIZONTE É ANUNCIADA PARA SEGUNDA-FEIRA

Greve de ônibus em Belo Horizonte
Ônibus em Belo Horizonte podem entrar em greve nesta segunda-feira, dia 12 de março. Motoristas e cobradores e as empresas não entraram em acordo sobre salários, jornada de trabalho, tíquete alimentação e participação nos lucros.

Motoristas e cobradores de ônibus prometem greve em Belo Horizonte
Categoria não aceitou proposta patronal e paralisação pode atingir também a região Metropolitana
ADAMO BAZANI – CBN

Quem depende de transporte público em Belo Horizonte e Região Metropolitana, em Minas Gerais, deve ficar atento.
Os motoristas e cobradores de ônibus decidiram nesta sexta-feira a entrarem em greve a partir desta segunda-feira, dia 12 de março de 2012, caso não tenham as reivindicações trabalhistas atendidas ou uma outra contraproposta das empresas de ônibus.
A paralisação foi decidida em assembléia promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Belo Horizonte – STTBH. Logo depois, os motoristas fizeram uma passeata o que complicou o trânsito no início da noite de sexta-feira.
Não houve consenso entre as viações e o sindicato.

REIVINDICAÇÕES:
Os motoristas e cobradores de ônibus de Belo Horizonte e Região Metropolitana pedem:

– 49% de reajuste nos salários.
– 30 folhas de tíquete-alimentação no valor de R$ 15,00 cada
– PRL – Participação nos Lucros e Resultados.
– Jornada de Trabalho de 6 horas diárias, 40 minutos a menos que a atual.
– Instalação de Banheiros Femininos nos Terminais de Ônibus

O QUE AS EMPRESAS DE ÔNIBUS OFERECEREM:

O Sintram – Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano elaborou as seguintes propostas para a categoria

– Aumento de 13% nos salários dos motoristas e cobradores desde que a jornada diária seja ampliada em 20 minutos. Os trabalhadores dos setores de administração e manutenção receberiam 9% de aumento.
– Como outra opção de ganhos, reajuste de 6% nos salários sem aumento da carga horária.
– Reajuste de 6% no tíquete-alimentação
– PRL – Participação nos Lucros e Resultados de R$ 150,00 para quem ganha até R$ 1.000,00 e de R$ 300,00 para quem ganha acima de R$ 1.000,00

O sistema de Belo Horizonte e região metropolitana conta com 2 mil 700 ônibus. A categoria reúne 18 mil profissionais.
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Belo Horizonte, Geraldo Mascarenhas, disse que a categoria deve manter em operação uma frota mínima de 30% dos veículos.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes