Greve de ônibus em Campos dos Goytacazes

Campos dos Goytacazes

Ônibus em Campos dos Goytacazes. Já é a segunda vez no ano que motoristas e cobradores entram em greve por conta de atrasos de pagamento. Empresas dizem que não receberam repasses da Prefeitura referentes ao ano passado, pois o uso do Cartão Cidadão, que dá desconto na tarifa, tem sido investigado por suspeita de irregularidades. Foto: Renan Vieira

Greve de ônibus em Campos dos Goytacazes causa tumulto na cidade
Cerca de 2 500 motoristas e cobradores estão de braços cruzados. Eles reivindicam pagamento em dia e reajuste salarial

ADAMO BAZANI – CBN

A situação dos passageiros de ônibus de Campos dos Goytacazes, no norte do Rio de Janeiro, é complicada nesta sexta-feira.
Cerca de 2 mil 500 motoristas e cobradores fazem uma paralisação em protesto contra atraso no pagamento dos salários e reivindicam reajuste.
As empresas de ônibus dizem que estão sem condições financeiras porque não recebem os repasses da prefeitura referentes à diferença entre o Cartão Cidadão, que é de R$ 1,00 e a tarifa, que é de R$ 1,60.
Os repasses do ano passado estão bloqueados para investigação de possíveis irregularidades no uso do cartão.
Os repasses referentes a este ano têm sido realizados, de acordo com a Prefeitura.
Na manhã desta sexta-feira, houve tumulto e depredações a ônibus que foram colocados nas ruas para prestarem serviços.
Já é a segunda vez neste ano que os rodoviários de Campos dos Goytacazes entram em greve pelo mesmo motivo.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Greve de ônibus em Campos dos Goytacazes

  1. S.O.S Motoristas e cobradores; são pessoas que vivem como escravos de suas empresas, trabalham além de sua carga horaria ( chegando a 12 horas de trabalho), sem ter nenhum direito de receber hora extra como qualquer outro trabalhador. Tem suas vidas roubadas por pessoas injustas, que as vezes dizem querer o melhor para eles; mas enquanto seus patrões estão com seus bolsos cheios, eles por sua vez estão sem suas famílias. Trabalham querendo dar o melhor para sua família, mais no final acabam tirando o que seus filhos e esposas querem, que é a companhia de cada um. Isto é culpa dos empresários que só pensam em seus bolsos; enquanto a família dos empresários vivem bem, as dos funcionários vai indo de mal a pior, sem ter nenhuma gratificação pelas horas que vivem na estrada, perdendo sua saúde e o convívio familiar ou eles ( os empresários) não sabem que os motoristas e cobrados ficam horas sentados em um banco sem muitas das vezes ter direito nem dum copo d’água?; Cadê os sindicatos para brigar por essas pessoas ? pra que pagar sindicatos se muitas das vezes são os próprios empresários que estão de frente? Como na empresa Brasil S/A transportes e Turismo! por favor vamos abraçar essa causa assim como fizemos como os bombeiros!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: