EMTU deve fiscalizar com maior rigor e com GPS vans da RTO

RTO EMTU

Van da RTO – Reserva Técnica Operacional. No ano passado foram 727 apreensões por irregularidades. EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos promete mais rigor nas fiscalizações contra irregularidades no sistema e vai contar com GPS nas vans. Foto Arquivo

EMTU promete mais fiscalizações sobre vans do sistema RTO e GPS nos veículos
Só no ano passado, foram apreendidos 727 carros e houve mais de 10 mil autuações por irregularidades.
ADAMO BAZANI – CBN
A EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, gerenciadora dos sistemas de transportes intermunicipais em São Paulo, deve intensificar a fiscalização e o controle sobre os trabalhos das vans da RTO – Reserva Técnica Operacional, por meio de operações tradicionais e também com o uso de tecnologias.
As vans operam em regiões não atendidas pelos ônibus regulares e complementam os serviços intermunicipais.
Na semana passada, o Blog Ponto de Ônibus / Canal do Ônibus flagrou na Avenida Santos Dumont, na região de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, uma van da RTO cometendo uma série de irregularidades.
Em alta velocidade, o veículo trafegava com as portas abertas e em vários momentos pela faixa da esquerda, o que é inadequado para o transporte coletivo de passageiros.
O modelo Sprinter só pode circular com pessoas sentadas, mas a van estava superlotada.
Pessoas eram transportadas em pé e o cobrador, calçando chinelos e usando uma bermuda, segurava a porta principal do carro com as mãos e ia dependurado na área onde corre a porta na carroceria.
Após publicar a reportagem, o Blog Ponto de Ônibus recebeu mais uma série de reclamações por parte dos usuários de transportes oferecidos pelas vans.
A reclamação mais comum foi em relação a eventual falta de fiscalização sobre os trabalhos, o que resultaria em veículos transportando pessoas acima da capacidade, descumprimento de horários e trajetos.
Sobre o flagrante feito pela reportagem, a EMTU afirmou não ter sido possível tomar mais providências porque as fotos realizadas pela equipe não identificaram o prefixo da van.
A reportagem tentou fazer mais imagens, mas o cobrador começou a olhar com tom ameaçador o que obrigou a interrupção dos trabalhos jornalísticos.
No ano passado, a EMTU diz ter realizado mais de 10 mil autuações por diversos tipos de infrações em toda a Grande São Paulo. Foram apreendidos quase 750 veículos.
Em relação à área 3, correspondente à Guarulhos, Santa Isabel, Arujá e Mairiporã, ocorreram 264 apreensões.
Já neste ano, em toda a Grande São Paulo, foram 74 apreensões de vans até o último dia de fevereiro.
A EMTU disse ainda que conta na região da Área 3 com o apoio do Batalhão Local de Policiamento de Trânsito.
INOVAÇÕES:
Em outubro do ano passado, segundo a EMTU, firmou novos contratos que visam melhorar os serviços e o controle sobre as atividades da RTO – Reserva Técnica Operacional.
Estão previstas a instalação de GPS nas vans, criação de tabelas de horário específicas para a operação das vans e regulamentação dos motoristas.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.
CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA PASSADA PELA EWMTU SOBRE O SERVIÇO DE VANS DA RTO (RESERVA TÉCNICA OPERACIONAL). Vale ressaltar que a EMTU respondeu à reportagem no dia 06 de março de 2012, mas a reposta só está sendo publicada hoje por conta da cobertura especial que o site dedicou sobre a greve dos caminhoneiros.
1) Com relação às irregularidades cometidas por van do serviço RTO em Guarulhos, a EMTU/SP está apurando o ocorrido, embora as fotos e as informações que nos foram enviadas ainda não permitam identificar o veículo que trafegava de portas abertas.

2) Informamos que, periodicamente, são realizadas operações nos Município de Guarulhos, Mairiporã, Arujá e Santa Isabel com apoio da Polícia Militar, além de operações diárias no município de São Paulo, com apoio do 2º BPTran, a fim de combater eventuais irregularidades cometidas por operadores não autorizados e/ou operadores integrantes do sistema RTO.

3) Durante o ano de 2011, foram realizados 1.385 pontos de blitz na Região Metropolitana de São Paulo, resultando em 727 apreensões de veículos em operação irregular, sendo 264 por operação em linhas que atendiam municípios integrantes da Área 3 de concessão (Guarulhos, Mairiporã, Arujá e Santa Isabel). Nesse mesmo período, foram lavradas 10.080 autuações específicas para operadores do sistema RTO na RMSP, por irregularidades diversas.

4) No período de 01/01/2012 a 29/02/2012, foram realizados 174 pontos de blitz na RMSP resultando em 74 apreensões de veículos em operação irregular, sendo 34 por operação em linhas que atendiam municípios integrantes da Área. Nesse mesmo período, foram lavradas 75 autuações específicas para operadores do sistema RTO na RMSP, por irregularidades diversas.

5) Número de RTOs cadastrados pela EMTU/SP na RMSP: 432 nas quatro áreas que operam sob regime de concessão, sendo 153 veículos na Área 3, que compreende o município de Guarulhos.

Ressaltamos que a publicação da Resolução STM nº 95, em 31/10/2011, consolidou e acrescentou dispositivos para a regulamentação dos veículos integrantes da Reserva Técnica Operacional. Com a assinatura dos novos contratos fundamentados na Resolução STM 95, outras medidas estão sendo adotadas pela EMTU/SP tais como:

– implantação de equipamento eletrônico tipo GPS nos veículos, permitindo o acompanhamento online e em tempo real da operação;

– criação de tabelas horárias específicas para os operadores da Reserva Técnica Operacional;

– regulamentação do motorista auxiliar.

Novas fiscalizações estão programadas para a região com o objetivo de combater irregularidades e melhorar o transporte intermunicipal de passageiros nas modalidades fretamento e regular.

Assessoria de Imprensa da EMTU/SP

30 comentários em EMTU deve fiscalizar com maior rigor e com GPS vans da RTO

  1. ola bom dia, sou amante dos transportes publicos , mas fico revoltados com essas rto, que comentem barbariedades nas regioes metropolitanas, trafegam em alta velocidade, funcionarios sem uniformes, ameaçam motoristas de onibsu q fazem a mesma linha, muita lotação, e si o governo não aperta eles, vai chegar um ponto por ex no metro armenia eles vão dominar tudo aquele terminal,na maioria das linhas tanto em guarulhos , itapecirica, osasco, carapicuiba, ai si o motorista de onibus ultrapassar eles, da merda viu, a fiscalização tem q aperta pq a coisa ta sem controle, tem linhas de guarulhos por ex q ja vi perueiros no armenia brigar entre eles msmos por conta q um ultrapassou o outro, pra vc ver como a coisa rto ta feia,e tb queria falar:

    porque na zona oeste , lapa,no mercado da lapa tem muita van clandestina nas linhas do sol nascente, jaragua, morro doce, perus, vans sem logotipo ed nada ou só com adesivo de liminar q libera o transporte, condutores mal vestidos,ainda eles tem a coragem de por em algumas peruas justiça e cidadania, é mole, ea sptrans não faz nada , por ex na linha do sol nascente q tem mais vans, dizem q la a mafia é forte,ma spor um lado é culpa da sptrans q não poe mais onibus nas linahs citadas e da população q contribui com esse transporte q algumas peruas si diz legalizadas e q nem bilhete unico não aceita e com certeza algumas vans tem problema de documentação ou roubada, ministerio publico, acorde , pq tanto nas rto e nas vans da lapa o negocio ta ficando cada dia pior.

    • o trasnporte dos rto que sao legalizados trabalham conforme o regulamento da emtu
      alguns são faixa duble por isso a fiscalizaçao se faz presente ate com abuso de poderes ofedendo os ppropios operadores
      fiscalizaçao abtraria sunstenda pelas propias empresa de onibus que pagam propinas para os fiscais apreenderem a vans mesmo legalizadas

  2. bruno quintiliano // 10 de Março de 2012 às 16:17 // Responder

    A EMTU vai fiscalizar com o mesmo rigor que fiscaliza a area 5? Em diadema, a Mobibrasil comprou onibus 0 km e costuma cumprir as partidas. Ja nas linhas intermunicipais (sob fiscalização da EMTU) continuam ônibus do começo da decada de 90 e os “novos” sao onibus mais velhos da Metropolitana pintados. E os intervalos chegam a ser o dobro do programado.

  3. Até que enfim a EMTU se manifestou a respeito de alguma coisa, mas continuam sendo extremamente burocráticos, pois a reportagem flagrou algo que acontece o tempo todo, ou seja, as irregularidades são constantes no dia a dia, ai está o problema, enquanto a EMTU fica esperando esse ou aquele decreto a população que depende do transporte continua refém das Vans e também de algumas empresas de ônibus. De qualquer forma algo já aconteceu, eles se manifestaram, vamos aguardar as ações.

    • infelismente para todos nós a emtu só esta enteresada em lucrar dinheiro pois ela sabem muito bem oque acontece em todas linhas antes até das reportagens serem publicadas. só sabem enrrolar os usuários do transporte coletivo

  4. bom observando o blog pude ver que o usuário pode e deve se manifestar frente a irregularidades, responsabilidades e direitos.
    Aproveitando o ensejo devo colocar aqui minha insatisfaçao com o transporte público destinado a nós moradores da cidade de Sumaré região metropolitana de Campinas para lamentavel observação visto que o usuarios do bairro Matão, considerado um dos melhores bairros da cidade; vem sofrendo com a falta de infraestrutura e melhores condiçoes de transporte no local.
    Nos temos tido o desprazer de conviver com uma frota de coletivos que nao respeitam seus horários,e nos finais de semana, onde por vezes temos que adentrar em uma rota alternativa (outros linhas que passam nas margens da av Anhanguera porque a linha do bairro nao cumpre seu horario adequadamente.Um exemplo do descaso com o usuário ocorreu no ultimo sabado dia 10 de março quando uma pessoa da familia dirigiu-se ao ponto do onibus e ficou la por duas horas mais precisamente as 9:30 da noite e até 11:45 o onibus da linha não cumpriu seu horário fazendo com que meu parente perdesse sua noite de trabalho.
    estamos indignados pois pagamos pela tarifa que é cara e não temos o respaldo de um atendimento decente.
    Gostaria muito que nossa situação fosse analisada com carinho, e responsabilidade pois o trabalhador necessita de um transporte justo bom e que nos auxilie a cumprir com nossos compromissos.
    obrigada pelo espaço a nos destinado.

  5. boa noite nao ha fiscalizacao das lotacoes da emtu nos itens super lotacao velocidade na marginal e rod airton sena sem falar nos traje dos operadores bermudas camisetas regatas etc a fiscalizacao da emtu deveria espelhar-se na sptrans

    • voce esta certo Fernando a emtu deveria se espelhar na sptrans, pois as vans da sptrans tem catraca, duas portas e todos os operadores tem crachar e uniformes

  6. Eliseu Feliciano // 3 de Abril de 2012 às 16:20 // Responder

    Bom dia,eu acho que a EMTU não tem funcionario suficiente para combater as irregularidades desses RTOS são muitos! nas linhas 073 e 077,por exemplo são 03 vãns para 01 onibus!

  7. Pelo que percebo a EMTU é uma empresa de fachada do Estado de São Paulo, pois ao não reconhecer e conceder a gratuidade a uma pessoa APOSENTADA POR INVALIDEZ TRABALHISTA, é traição às pessoas que assim se encontram!

  8. olha só. enquanto publicam apenas as irregularidades das vans, que auxiliam a população, por que não ir fazer reportagens com os ônibus das grandes empresas em horários de picos que carregam gente sentada até nas escadas e nos capôs dos carros. Alem do mais, a EMTU não da condições para os RTO transportarem os passageiros decentemente, nem garante o equilibro financeiro destes. Ainda sim, se a EMTU é tão certa, por que está sendo investigada pelo ministério publico de SP e está respondendo processo de improbidade administrativa. Vamos blog do ônibus…Vai atras só dos pequenos, enquanto os grande é que estão sendo processados.

    • concordo plenamente com voce Erika, voce está de parabéns!

    • Erica,RTO é pequeno?Se vc descobrir a origem nunca mais vai pegar eles,eles tem ligação ao transporte clandestino e ao PCC,podem ate reparar nas greves,os RTOS não param!Melhor vc analisar e investigar do que falar coisas que não tem 100% certeza!

      • dougas se vc tem ligação com o pcc e problema seu,meu pai e rto paga os impostos para manter a concessão,e sofre com perseguição por parte do empresários de ônibus se vc nao sabe a emtu e um empresa mista seu analfabeto ,vai estudar que vc ganha mais em vez de escrever besteira na internet.

  9. AH só para complementar, os RTO não tem horários fixos de trabalho, pois operam em conjunto com os ônibus, então não existe horários de trabalho. Se tem demanda de passageiros, tem que trabalhar. Afinal o transporte publico é precário e não dá conta da quantidade de usuários que diariamente utiliza ônibus, vans e outros.

  10. Concordo com vc Erika sou rto. trabalho em osasco va la fazer uma reportagem pricipalmente das perseguições que esses profissionais estão sofrendo por parte de uma empresa de onibus desta cidade que em breve o brasil inteiro sabera fica usando o poder publico para perseguir os rto.s desta cidade com multas abusivas isso vcs não olha pimenta nos olhos dos outro e refresco ne:
    Em breve senhor reporter vc vai ver oque estão fazendo com o rto.s em osasco engraçado que la o governo municipal e o PT partido dos PATRÃO senhor reporte tem tantas coisas mais importante nesse pais para vc comentar pricipalmente a corrupção neste pais que ja passou dos limites sr. reporter por favor me procure que eu terei uma materia bombastica para vc comentar mas por favor deixa nos trabalhar

    • olha cidadão,é melhor vc investigar a origem dos RTOs antes de falar besteira,pois os RTOS são simplesmente veiculos que tem parceria dos clandestinos e do PCC,descumprem todas as leis de transito,da população e da propria EMTU que criou!Mas existe fisacalização par fiscalizar diariamente em todas as linhas!
      O senhor sabia que os RTOS está gerando demissão de cobradores dos coletivos e se o coletivo ultrapassar RTO,eles fecham o coletivo e AMEAÇAM O MOTORISTA!Sou testemunha de varios absurdos destes clandestinos ameaçando coletivo!
      Tem que acabar com o RTO,que não ajuda em nada,simplesmente roubam passageiros dos coletivos!

  11. Todos os problemas no Transporte Intermunicipal vai acabar quando os RTOs acabar né?
    Os ônibus circularão vazios, os motoristas irão respeitar os passageiros, acabarão os congestionamentos e os passageiros viverão felizes para sempre.
    Hipócritas, é muito fácil reclamar de um transporte do povão para o povão, esse pessoal acima reclama dos RTOs pois com certeza tem seu carro de passeio para fazer bom uso a semana inteira. Não tem categoria profissional perfeita, existem bons repórteres e maus repórteres, bons médicos e maus médicos, e assim vai!

    • é verdade essas criaturas que falam mal dos rto e que reclamam o tempo todo não deixam de andar nos seus carros de jeito nenhum pra ficar plantado nos pontos de onibus pra ver como é constrangedor depender de um onibus para se deslocar de um local para outro

  12. A verdade é que o transporte intermunicipal esta monopolizado pelas grandes empresas, a EMTU e a Secretaria dos Transportes Metropolitanos – STM, não interferem nos interesses financeiros destas, o usuario é apenas um detalhe.

  13. A
    Empresa Metropolitana de Transportes – EMTU/SP
    A/C – Senhor: Joaquim Lopes da Silva Junior
    Diretor Presidente
    Cc/ Promotoria Publica e Governador

    Esta copia de carta esta sendo protocolada na EMTU por RTOs que estão sendo vitima de Abuso de poder imposto pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – EMTU e Secretaria dos Transportes Metropolitanos.
    Agora tem suas próprias conclusões
    Em 04 de maio de 2012, por volta das 17:00 horas, o veículo de Placas …………, Prefixo………, que presta serviço de transporte público de passageiros em linhas intermunicipais na Região Metropolitana de São Paulo, devidamente autorizado e cadastrado, cumprindo contrato N.º ………./2011 de prestação de serviço, com a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – EMTU, de propriedade de ………………………………………………., teve seu validador eletrônico ILEGALMENTE BLOQUEADO, via on-line, pela EMTU, impedindo o recebimento de Vales Transportes, passagens contidas nos cartões eletrônicos que dá ao trabalhador o direto de se locomover de sua residência ao trabalho e vice-versa, em veículos credenciados para o transporte publico de passageiros.
    Segundo informação via telefone, prestada por atendente da EMTU, o serviço foi interrompido, supostamente, pelo fato do veículo ter ultrapassado o limite de horas diária trabalhada estipulado pela EMTU, ou seja, das 5:00 às 16:00, sendo que aos domingos a prestação do serviço é expressamente proibida para os RTOs. Vale lembrar que esta empresa presta o mesmo serviço público desde 1999, das 5:00 às 23:00, perfazendo 6(seis) viagens de ida e 6(seis) viagens de volta, sendo que as demais são feitas “reservado”. ASSIM TEM SIDO HÁ MAIS DE 12(DOZE) ANOS.
    Ora, se o contrato firmado entre EMTU e a empresa ora punida, estabelece em sua CLAUSUA OITAVA que a contrapartida pela operação do serviço descrito no Anexo I do contrato será exclusivamente a tarifa cobrada dos passageiros que transportar, em moeda corrente e em créditos eletrônicos, a EMTU e a Secretaria dos Transportes Metropolitanos – STM, BLOQUEANDO O VALIDADOR, impedem o cumprimento da Cláusula Oitava do contrato, causa prejuízo financeiro à empresa contratada e retira do usuário o transporte prestado pela empresa operadora.
    No nosso entender, a conduta acima relatada revela a pratica de Prevaricação – pratica de ato de oficio contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal, na medida em que o tratamento dispensado a uma empresa é diferenciado quanto às demais empresas que prestam o mesmo serviço publico, nas mesmas linhas de ônibus, e/ou Improbidade Administrativa, vez que deixa de obedecer aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência.
    Ademais, ao estabelecer regras, tais como, determinar carga horária máxima para Operador e Motorista, proibir a operação aos Domingos, tudo de forma expressa e escrita, não deixa qualquer dúvida de que a relação entre (Operador e Motorista) X (EMTU) é vinculada, ou seja, cria o vinculo empregatício estabelecido na CLT: pessoalidade, continuidade, onerosidade e subordinação, esta última, evidente, quando a EMTU estabelece horário e valor da remuneração do operador, pois fixando dia, e número certo de horas a ser trabalhada, está na verdade nos tratando como funcionários, verdadeiramente e em tudo subordinados ao “Gerente da EMTU” e, ao fim e ao cabo, fixando o número máximo de tarifas, coloca um limite Maximo na renda mensal da empresa, travestindo tal renda, do caráter de verdadeiro salário, ínfimo, diga-se de passagem.
    Por outro lado, não estabelece e nem garante a este micro empresário e seu empregado, o equilíbrio econômico-financeiro da pequena empresa de transporte, ainda que tal situação esteja prevista no contrato firmado com a EMTU. Resta claro, também, que o Equilíbrio Econômico Financeiro previsto no contrato, é o mínimo necessário para que a empresa possa faturar receita compatível com a manutenção do veiculo, e por conseqüência, pode oferecer a correta prestação do serviço (cláusula oitava do contrato), assim como da própria subsistência, pois referido contrato é bilateral, isto é: eu cumpro a minha parte prestando o serviço contratado e a EMTU cumpre a dela, repassando as passagens pagas pelos usuários por este serviço.

    Simples assim.

    Vale lembrar, também, que a EMTU e STM não remuneram a empresa na compra de peças de reposição em caso de paralisação do veículo para a manutenção, não custeia a mão de obra, não remunera os dias parados nem mesmo os domingos que proíbe a operação dos RTO, restando tais dias, como perdidos e irrecuperáveis.
    Desse modo, se minha pequena empresa não pode prestar o serviço para faturar importância compatível com a manutenção do contrato, o que por sua vez, contraria a cláusula 5.1, que estabelece que minha empresa obriga-se a cobrar pelo transporte de cada passageiro a tarifa oficial autorizada para a linha em que está alocada, que é a contrapartida que remunera a operação, de forma justa (vez que o preço da passagem é fixado segundo critérios que englobam todos os custos da prestação do serviço publico), então a EMTU terá que garantir a contrapartida contratual, estabelecer e remunerar minha empresa com valor que proporcione o perfeito e contratado Equilíbrio Econômico Financeiro da operação, o qual é da ordem de R$30.000,00 (Trinta mil reais) mensais.
    Se esta contrapartida não for estabelecida pela EMTU e não for cumprida integralmente, permitindo que minha empresa preste os serviços contratados, nos dias e horários que melhor atendam as metas para atingir o equilíbrio econômico para a sobrevivência da microempresa, será impossível cumprir as determinações estabelecidas pela EMTU, pois minha empresa não terá como cumprir, unilateralmente, o que foi estabelecido no contrato, vez que não poderá manter o equilíbrio econômico-financeiro que garanta a operação contratada, caso tenha que operar o serviço, diferentemente do contratado, trabalhando apenas nos horários e dias que a EMTU determina, mas não remunera, como se estivéssemos tratando aqui, de empregado com registro em CTPS, pois somente trabalhador com vinculo empregatício tem dia e hora certa para entrar e sair do serviço e prestar contas para o “gerente” da operação, e em contrapartida recebe salário compatível com a função exercida.
    Se assim já foi alterado o contrato, levarei minha CTPS e de meus auxiliares para contratação, até porque, com o limite de remuneração imposto, não tenho condições sequer de pagar o salário dos auxiliares (motorista e cobrador), que terão sua jornada de trabalho diminuída, mas não poderão sofrer redução de salário.
    Todavia, como sabemos que a Secretaria e a EMTU não podem efetuar contratação de pessoa física para prestar serviço publico de transporte, cremos que conduta diversa certamente será adotada, para o bem de todos, seja do contratado, seja do Governo, seja da população, a mais prejudicada.
    Sendo assim, espero e requeiro que a EMTU apresente uma solução legal e objetiva, para viabilizar de fato a operação do transporte publico intermunicipal de passageiros pela minha pequena empresa de transporte (sempre lembrando: conforme contratado), a fim de que eu não tenha que arcar com prejuízos financeiros que fatalmente levará à falência esta pequena empresa de transporte, e que também não retire da população o transporte essencial para sua locomoção, indicando que o equilíbrio econômico financeiro do nosso contrato é da ordem de R$ 30.000,00 (trinta mil reais) mensais, vez que contrato de trabalho com carteira assinada e salário fixo é medida ilegal e impossível para a EMTU.
    Por fim, resta lembrar que esta irresponsável medida está impedindo que mais de 150 passageiros sejam transportados diariamente por cada RTO, pagando em media R$ 3,10 por passagem, somando a semana e o mês todo por 400 microempresas operando na Região Metropolitana de São Paulo, teremos aproximadamente 1.500.000 (um milhão e meio) de usuários por mês sem o transporte oferecido pelo RTO, em compensação, serão cerca de R$ 4.800.000,00 (quatro milhões e oitocentos mil reais) mensais a mais, no bolso dos grandes empresários, com perda de mais de 800(Oitocentos) postos de trabalho e renda.
    São Paulo, 14 de maio de 2012.

    • concórdo plenamente contigo, a EMTU ainda tem a cara de pau de fazer essas pilantragens com os RTOs me lembro claramente quando eu perguntei a um infeliz de um fiscal da EMTU o por quê de proibirem os domingos e limite de horas e o sujeito me respondeu com aquela hipocrisia que a EMTU esta querendo que voces descanssem nos domingos.
      Antigamente rodavam centenas de lotações que eram vistas como clandestinas pela EMTU onde os mesmos davam ordem aos pm força tatica e outros tomarem a força seus carros com apreenções sobe agressão fisica e multas abusivas sendo que desde aquela época os pirueiros ja faziam grandes favores ao estado tranportando os passageiros que as empresas de onibus não davam conta de transportar e mesmo assim quando a EMTU acabou com uma grande parte dessas lotações e liberou uma consceção liberando os RTOs que mesmo assim a emtu dificultava o trabalho dos rto que sofreram e ainda sofre com persseguições da emtu ex: não podiam transportar passageiros em pé porque a emtu alegava que em caso de acidente não tem como os passageiros sairem do veiculo que por sua vez só é permitido uma unica porta por veiculo para ser usada na mesma função(embarque e desimbarque). e a emtu permite que os onibus transportem passageiros em pé porque tem 2 portas. outra coisa é apenas um motorista como auxiliar e porque sera que se tiver um terceiro motorista mesmo habilitado com cnh d e curso de transporte de passageiro em dia não pode conduzir um rto? a emtu nunca respeitou os rto e sempre os tratam como clandestinos contrariando suas próprias leis para prejudicar os rto e seus passageiros

  14. bando de passegeiros safados, nos RTOS queremos nosso equilíbrio economico finaceiro
    empresario de onibus e tao bonzinho,tira todas as rtos de circulaçao ai vc vao ver o que e transporte bom,e a emtu pagasse o equilíbrio economico financeiro,nos queimariamos o CRO e passageiro que se FODA em ponto de onibus

  15. O serviço precisa de melhorias porém a EMTU deveria dar condições a estes pais de família para executarem o serviço com mais qualidade.

    Para conhecimento, os RTO são impossibilitados pela EMTU de prestar um serviço de melhor qualidade pois a mesma se nega a aceitar várias reivindicações dos RTO que visam a melhoria do sistema como:
    – liberação do micro-onibus de 2 portas (mais conforto ao usuário).
    Vale ressaltar que na área 3 (Guarulhos), os operadores que compravam micro-onibus até dezembro de 2011, tinham seus validadores do cartão BOM bloqueados! isto só mudou devido a uma intervenção do Ministério Público,
    – liberação para contratação de mais que 1 (um) motorista preposto (medida que geraria mais empregos).
    Vale ressaltar que antes da intervenção do Ministério Público, a contratação de motorista preposto somente era autorizada em ocasiões de férias do motorista dono do veículo, limitado a 45 dias em 18 meses,

    Atualmente a EMTU está bloqueando os validadores dos operadores RTO ! (medida que só prejudica a disponibilidade do serviço à população e beneficia as empresas de ônibus).

    Resido no ABC, nunca tivemos lotações por aqui devido a força dos empresários das empresas de ônibus, isto é ridículo!

    As medidas adotadas pela EMTU (empresa que deveria visar o bem estar da população) só prejudicam os RTO e beneficiam os empresários, as poucas melhorias obtidas pelos RTO foram decorrentes da intervenção do Ministério Público, o mesmo ainda luta na justiça para obtenção de mais melhorias aos RTO.

  16. quanta hipocrisia isso da até nojo, ô pessoal que fez e publicou essa reportagem parem de tentar se enganar e enganar o cidadão de bem que depende do transporte coletivo, parem de omitir a verdade parece até que tem medo das grandes empresas de onibus.
    vou dizer uma reportagem que voces deveriam publicar: nas cidades de cotia e vargem grande paulista metrópolis de são paulo a empressa de onibus danubio azul construiu um império ditador com essas cidades, o prefeito de cotia carlão camargo não passa de um fantoche dessa maldita empressa que lhe pagou uma propina pro mesmo de R$ 500 mil para criar uma lei proibindo o transporte alternativo de vargem grande e a empresa de onibus expresso regional da artesp (que liga a cidade de cotia até a cidade de são roque via vargem grande)passar pelo centro de cotia, abrindo espaço pra danubio humilhar seus passageiros fazendo eles esperarem 50 minutos por um onibus. e detalhe antes de cotia ter um hospital seus habitantes dependiam dos onibus da expresso regional para irem ao hospital de são roque e como eles foram reconpensados?foram proibidos de transitar no centro de cotia porque levavam os passageiros da danubio com tarifas mais acessiveis, e sabem oque disseram sobre isso? que as lotações de vargem grande e a expresso regional estavam atrapalhando o fluxo de transito em cotia porque por onde a danubio azul passa concorrencia nenhuma pode passar.
    outra coisa, os onibus da danubio azul cometen irregularidades usando onibus municipais sem elevador para deficiente cadeirante e sem cobrador para rodar em linhas intermunicipais além de estarem sempre alterando seus horários e o próprio dono desta empresa em uma reunião com os operadores do transporte alternativo de vargem grande disse que os pirueiros não pensão como empresários e ficam com 2 ou 3 carros em um ponto dando oportunidades pro passageiro escolher qual van vai usar e disse ainda que o passageiro pode esperar 20 minutos 30, 40 ou até 1 hora, se não daparecer onibus o passageiro vai ter que continuar esperando.
    outro fato é que por causa dessa empresa de onibus poucas empresas e firmas puderam se estalar nessas cidades e por isso a maioria da sua população acaba dependendo desses onibus para irem trabalhar em são paulo por exemplo o cidadão paga R$ 3.35 pra ir de vargem grande pra cotia e depois pagam R$4.00 para ir de cotia para pinheiros ou R$7.90 para irem de cotia para barra funda, mas o fato é que cotia é uma cidade grande em tamanho e pequena em infraestrutura por causa do monopólio da danubio azul que tem mais poder nessas cidades doque seus prefeitos e isso voces não estão vendo isso?será que um rto que está trabalhando como todo cidadão normal e comum é pior doque isso? me mandem um email respondendo, quero saber oque acham disso pois eu tenho coragem de dizer a verdade sobre essa mafia que é a emtu junto com as grandes empresas de onibus

  17. 3 vans pra 1 onibus e voce ainda quer tirar os rto! não seje iginorante se for pra esperar esse onibus é mais rapido ir a pé

  18. gostaria de saber ,quantos anos de uso tem q tem a van ?

  19. Hoje vivemos em um país onde quem tem dinheiro é prestigiado,as empresas de ônibus juntamente com a EMTU se reunirão e proibiram o RTO a não mais trabalhar nos domingos.Entretanto ,em momento algum eles se preocuparam com o usuário que não tem carro, o qual vai pegar a sua família no domingo e vai sair para realizar um passeio, esta família terá que, ficar no ponto de ônibus aguardando para embarcar entre 1 a 2hs.Sabem porque ? as empresas para economizar em horas extras com seus funcionários deixam os ônibus parados na garagem economizando dísel, pedágio, etc e não estão nem ai com o usuário que esta parado a mais de 1 hr esperando o ônibus passar.Se proibiram o RTO a não trabalhar no domingo porque a empresa de ônibus não colocou MAIS ônibus no lugar vago dos RTOS ,cade a preocupação da EMTU e das empresas de ônibus com os usuários .ao invés de vcs estarem falando mal de uma classe trabalhadora que com a sua existência só melhorou o transporte publico porque antes os passageiros não tinham opção hoje eles tem e não reconhecem que foi por esta categoria que os empresários de transporte se viram obrigado a melhorar o transporte em 10% se os RTOS acabarem quem depende de ônibus vai sofrer muito mais do que este pai de família que com sua família fica 2 hs no ponto de ônibus esperando para passear com sua familia. P orque este jornalista não vai fazer uma entrevista com os RTOS para ver o que eles estão passando ,os quais pagam por mês mais de R$8.000,00 de multas as quais não são aplicadas em melhorias no transporte públicos,porque o jornalista não comentou sobre a corrupção das empresas ,cooperativas juntamente com a EMTU que foi denunciada PELOs RTOS para o MINISTÉRIO PUBLICO o qual denunciou para o juiz e esta sendo INVESTIGADA PARA SER julgada.Pessoal que são a favor dos mais ricos !nosso PAÍS esta nesta situação por pessoas como vcs ,que ao inves de saber mais das coisas só sabem criticar a categoria mais fraca ,os empresários de ônibus não anda de ônibus eles andam de limusine enquanto vcs dão dinheiro para eles ficarem cada vez mais milho narios e estão falando mal de uma categoria que são como vcs pessoas trabalhadeiras que levam tão sedo como vcs ,não vou falar que no meio da categoria existem alguns irresponsáveis sim existem,mas não são todos .Penso eu que este jornalista deve trabalhar para os empresários de ônibus ,porque se ele fosse um jornalista que apenas estava querendo que algo fosse arrumado ele também comentaria a respeito das imprudências dos motoristas de ônibus basta entrar dentro de um ônibus para ver os absurdos que estes motoristas comentem ,alias vcs nunca foi fechados nas rodovias por um onibus de transporte coletivo eu ja fui inúmeras vezes,a sem falar que um dia desses peguei o onibus super lotado e o motorista saiu com a porta aberta porque não avia a possibilidade de fechar a porta pelo motivos que os usuários estavam no degrau do ônibus .estávamos na Dutra andando com a porta aberta e ai só são imprudentes os RTOS .Tem que se pensar mais no que se fala,bom mesmo é fazer uma pesquisa para depois comparar se é apenas o RTO que comete absurdos .Bom como comecei o texto fica comprovado que pessoas humildes sempre favorecem quem tem mais poder aquisitivo.

  20. eu pego a linha da emtu 319 metro itaquera onibus as 5:00hs tem umas vans clandestina que ficam segurando o onibus quando o motorista quer ultrapassar eles fecham o onibus ou a rua para nao passar ja fizemos varias reclamaçoes nada acontece ja temos ate os dados de tais vans e os demais cade as autoridades?

  21. Aqui e em Osasco e um Absurdo, a semana passada cheguei no ponto do jardim Novo Horizonte, tinha um MicroOnibus RTO..linha 263 Jd Novo Horizonte ja Cheio , e atraz tinha o Onibus da Viação Osasco, que estava tentando sair e o Motorista do MicroOnibus nao deixa porque alguns passageiro deceu do MicroOnibus para tomar o Onibus Jardim Novo Horizonte, para se ter idei deu tempo de eu ainda subir no Onibus Novo Horizonte o microonibus so saiu por os passageiro do onibus começou a ficar expressados ai o motoristra do Onibus tb se extresou e desceu ai o o motorista do microonibus saiu mais foi fechando o onibus a na Rua Jao Batista ate chegar na Av Dos Autonomista os passageiro do onibus começaram a ligar para 190 Policia Milita.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: