SAÚDE: 56% dos motoristas de ônibus têm hipertensão

dirigir e cobrar

Estudo comprova que o nível de estresse já conhecido na profissão de motorista de ônibus urbanos pode trazer danos mais graves à saúde do que se imaginava anteriormente. O número de motoristas com hipertensão chega a 56% diante de 31% de pessoas com o mesmo problema que exercem outras profissões. Além da rotina do trânsito e do nervosismo dos passageiros, categoria reclama de linhas onde os profissionais são obrigados a dirigir e cobrar. Algumas empresas de ônibus, cientes dos problemas, promovem ginástica laboral e acompanhamento psicológico. Foto: Autoria desconhecida.

Ônibus que não faz bem para o coração
Estudo mostra que motoristas de ônibus, em especial de urbanos, têm mais chance de desenvolver hipertensão em comparação a outras profissões

ADAMO BAZANI – CBN

Imagine a rotina. Você chega ao seu local de trabalho às 03h40 da manhã (horário em que muita gente está indo dormir). Recebe uma ficha para preencher, verifica as condições de pneus, portas, dá uma geral, e senta ao volante de um gigante.
Sai da garagem e já tem hora para chegar ao ponto final. Faz várias vezes o mesmo caminho por dia, muitas outras vezes por mês e centenas de vezes por ano.
No meio desse caminho, entra gente de todo o tipo. “Olá Bom Dia” – coisa rara de se escutar hoje em dia. “Droga, essa porcaria de ônibus demorou hein” – isso é mais comum.
Com um veículo de 10 metros, 12,5 metros, 13, 2 metros, 15 metros, 18 metros ou até 28 metros, tem de fazer manobras em locais apertados. E ninguém dá a vez.
Motoqueiro então parece que tem um imã ligado à lataria. É o gigante de metal tentar abrir um pouco para uma curva, que colam umas quatro ou cinco motocicletas no espaço para o veículo conseguir entrar no lugar que precisa.
Atenção em tudo. No que se passa dentro e fora. Chega o horário de pico, é o trânsito. Faltam 20 minutos para chegar ao ponto final, se não tivesse o congestionamento, mas o veículo não fez sequer 1/5 de sua viagem.
Não dá para correr. O passageiro não pode ser jogado de um lado para o outro (embora que isso vira e mexe literalmente acontece). A lotação é grande. A criança chora. O adulto reclama e agora mais uma novidade: o funkeiro dentro do ambiente coletivo ouve num sonzinho ardido de celular que “quero ser sua cachorra, vem ser o meu dogão”…….
Ah sim, outra novidade. Em muitas linhas e nos modelos chamados micros e micrões, o motorista tem de enfrentar tudo isso e ainda cobrar a passagem com o ônibus em movimento. E olha que as tarifas ajudam muito no troco. A pessoa, com todo o direito que tem, vem com uma nota de R$ 20,00 para pagar uma passagem de R$ 3,15!
Além de prestar atenção no motoqueiro, nos demais veículos, engatar as marchas, ver os retrovisores, ouvir funk, cadê a moedinha de R$ 0,05 para o troco?
É, por mais que eles não sejam bem vistos no trânsito, e muitos abusam mesmo, vida de motorista de ônibus não é fácil.
Tudo isso reflete diretamente na saúde do profissional.
E um novo estudo, divulgado nesta semana, dá mais um dado sobre isso.
O estudo divulgado pelo site Health, especializado em saúde, mostra que os motoristas de ônibus têm mais chance de desenvolverem problemas cardíacos, além de sofrerem de obesidade pelo sedentarismo da profissão e de colesterol.
Os dados revelam que 56% dos motoristas de ônibus avaliados sofrem de hipertensão. Número bem maior que a média de 31% dos outros profissionais.
Mas como amenizar estes problemas?
Cada um pode fazer sua parte: várias empresas de ônibus mantém programas de ginástica laboral, academias, exercícios e apoio psicológico aos profissionais. Várias empresas, mas ainda a minoria. Os motoristas também devem ao máximo tentar buscar um bom ambiente. Por mais difícil que seja, se disciplinar para não se irritar com tudo. Motoqueiros e motoristas de outros carros, por mais que o condutor do ônibus esteja errado em algumas situações, deixe para lá, não tente disputar espaço com o bichão, pois pode levar a pior. Passageiros podem ajudar também: atrasou o ônibus? Ligue para a garagem, para a Prefeitura, Estado, Imprensa, não adianta ficar xingando o motorista.
E claro, funkeiros, ouçam seus sons para vocês mesmos. Os motoristas de ônibus e o mundo agradecem.
Deixar o trânsito em plena paz e a profissão de motorista de ônibus urbano completamente isenta de irritações é impossível, mas dá para melhorar bastante e boa parte da melhora vem pela educação e bom trato de todos.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

17 comentários em SAÚDE: 56% dos motoristas de ônibus têm hipertensão

  1. Boa noite.

    Adamo, parabéns pelo retrato, de quem também, além de profissional, é ser humano, como todos nós.

    A sua finalização “…mas dá para melhorar bastante e boa parte da melhora vem pela educação e bom trato de todos” DIZ TUDO O QUE PRECISA SER DITO E MAIS, FEITO.

    Abraço.

  2. Certa vez num curso de formação que fiz tinha um texto cujo o título era “Felicidade no Trabalho” o ano era 1999. Depois de discorrer sobre várias maneiras de ser feliz no trabalho o texto ironicamente pedia para perguntar á um motorista de ônibus da cidade de São Paulo sobre o título inicial. Tai uma boa resposta, e olha que na época já se discutia muito sobre o stress causado na categoria devido ao transito intenso, lotação excessiva, ônibus barulhentos e mal conservados enfim tudo que a matéria de hoje discute. Num recente comentário descrevi sobre a questão cultural, ou melhor é preciso preparar melhor não só condutores, mas também passageiros sobretudo crianças em idades escolar, faz necessário ensinar passageiro ou usuário como melhor utilizar transporte público. Por outro lado faz necessário uma mudança nos conceitos de alguns empresários que só visam lucro e acham que qualquer coisa que tenha carroceria , rodas e motor serve para transportar seres humanos como gado, só pra gente ter um ideia certa vez li que um ônibus tipo comum (OF1722 ou OD17230) é projetado para transportar cerca de 500 passageiros dia, sabemos que em alguns casos é bem mais, e conforme a foto agora a moda é motorista acumular a função do cobrador, isso sem dizer o risco de assaltos que esse profissional enfrenta durante sua jornada de trabalho, junte-se a isto todas as situações relatadas no texto. No entanto tai um constatação muito preocupante sobre uma categoria profissional extremamente importante nas nossas vidas, a questão é: Será que já estão pensando em mecanismos para diminuir esse percentual de hipertensos? Ja vi casos de o motorista infartar no volante, o que as empresas, sindicatos e poder público pensam ou fazem sobre isto. Forte abraço

  3. Aquí neste texto é que lembramos da responsabilidade social da nossa querida CMTC.
    Além de horários de trabalho compativeis com a função sob o aspecto da Saude no Trabalho, seus profissionais recebiam acompanhamento medico e psiquiatrico preventivo e corretivo.
    A mesma preocupação também era divulgada pela Viação Cometa, em que os seus motoristas chegavam a empresa para um repouso e aceio, obrigatórios, antes de iniciar viagens de período de até 6.00 horas.
    O que se vê nas empresas atualmente são jornadas de CARROS DIRETOS com até 12 horas seguidas e outros com DUAS PEGADAS – uma no pico da manhã e outra no pico da tarde – com intervalo sem remuneração.
    Falta fiscalização de todos os orgãos, inclusive do ministrério do Trabalho.
    Adamo, Parabéns pela matéria .

    • Pois é Jair, essa história de “duas pegadas” é comum, principalmente no momento em que o motorista está mais vulnerável, os primeiros meses de trabalho. O cara precisa do emprego e se sujeita a passar por isso. Sei disso porque meu cunhado é motorista de uma linha intermunicipal e ficou meses assim.

  4. Claudio Andrade
    O interessante é que todo mundo sabe e ninguem do Governo toma providências.
    Tenho certeza que o custo dos motoristas com trabalho nornal dentro da CLT consta das planilhas de custos. Então, nada mais justo, que faça de maneira correta.

  5. Edson dos Santos // 28 de Março de 2012 às 13:34 // Responder

    Parabéns pelo texto, que sintetiza a exata rotina deste sofrido trabalhador típico brasileiro.Eu disse brasileiro, já que em países de primeiro mundo essa crônica não existiria, pois não existe essa desumanidade.Faça mais textos como esse, para quem sabe acordar governantes e empresários.

  6. dirijo onibus em minas gerais, regiao metropolitana da cidade de bh, esses dias me ocorreu uma coisa muito chata, faço um dos ultimos horarios do bairro, eu lido com animais, com pessoas que nao tem um minimo de bom censo de levantar a mao, e ficam como sacos de lixo parados esperando pela coleta, num desses dias uma filha do capeta, estava ou nao no ponto, eu passei como sempre devagar pois o letreiro eletronico demora a mostrar o bairro e outras informações, dai passo ninguem levanta a mao, tarde da noite, chegando no bairro encontro um carro e uma mulher falando que eu passei e a deixei para trás, esperei “agora”, ela ficou dizendo que nao entraria, arranquei o onibus, terminei o trajeto, chego na garagem ta la a reclamação, vou trabalhar no dia seguinte,tem uma advertencia para mim assinar, blz assino, trabalho normal, chega a hora de fazer a viagem em que essa filha do demo aparece, comento o caso com passageiros e todos dizem que ninguem deu sinal no ponto tenho o onibus inteiro de testemunha, mas a garagem nao aceita conversa, pergunto: quem aguenta trabalhar assim, e o motorista do onibus tem que ser sempre o errado, vou fazer essa pessoa e infelizmente outros passageiros que nao tem culpa, perderem essa viagem que é a ultima depois so 23:30 umas 3 ou 4 vezes, é o nosso modo de desabafar, passageiro ingrato BURRO, filho do capeta que tem na alma PODRE PRETA o desejo de trapalhar os outros,

  7. ailton
    abril 19th, 2012 às 13:39
    A cada dia que passa fico mais desiludido com essa profissão, talvéz quem esteja começando agora nem perceba o quanto estamos ganhando mal, é uma profissão ingrata pois além de ganhar essa “MERRECA” ainda somos obrigados a encarar desafios que 70% das outras profissões não encaram:
    – TRABALHAR TODOS OS DIAS DA SEMANA;
    – LIDAR COM TODO TIPO DE GENTE;
    – ENCARAR O PRECONCEITO DA POPULAÇÃO;
    – CUMPRIR HORÁRIOS, COTA DE PASSAGEIROS; COBRAR PASSAGENS;
    – ESTAR SUJEITO A ASSALTOS; ACIDENTES; MAL SÚBITOS;
    – DESEMBOLSAR VALORES RELATIVOS A AVARIAS; DIFERENÇA NO CAIXA;
    – SER DURAMENTE PENALISADO EM CASO DE QUAISQUER PROBLEMAS (GANCHO,ADVERTÊNCIA,DEMISSÃO NORMALMENTE POR JUSTA CAUSA);
    – SALVAR VIDAS DE QUEM NOS ODEIA TODOS OS DIAS (AUTOMÓVEIS);
    – OBDECER REGRAS QUE AS EMPRESAS IMPÕE MESMO AS ILEGAIS QUANDO MANDAM BARRAR PESSOAS QUE TÊM DIREITO GARANTIDOS POR LEI;
    – NAS FOLGAS NÃO TEMOS O DIREITO NEM DE PASSAR UM POUCO DO LIMITE POIS NO DIA SEGUINTE PODEMOS SER PEGOS NO BAFÔMETRO, FOLGA ESTA QUE NÃO PASSA DE 1 POR SEMANA NA MÉDIA; ENFIM NÃO TEMOS O DIREITO DE NOS DIVERTIR, DE PASSAR O NATAL O ANO NOVO A PASCÓA COM A FAMÍLIA, FERIADÃO PRA VIAJAR ALGUÉM TÊM ?
    – SOMOS ESCRAVOS DO NOSSOS PATRÕES E DA SOCIEDADE, POIS NEM GREVE TEMOS O DIREITO DE FAZER SEMPRE SÃO JULGADAS ILEGAIS;

    me deem uma opiniao descente
    seguir ou n essa profissao?

  8. BOM CONCORDO COM O COLEGA DE CIMA POS A EMPRESA SO PENSA DE LUCRA MUITOS NAO QUE SABER SE VC ESTA BEM CLARO A OPERAÇAO,A PSICOLAGA, AMEDICA,POS ESSE TRABALHO TRAZ MUITO ESTRESSE ELES TMBEM SAO CULPADO POS SO QUE SABER DA EMPRESA DO LUCRO DELA NAO QUER SABER SE VC TEM PROBLEMA ELA SO QUER SABER DE DA UMA VIAGEM SE NAO DER VAI PASSA NA GARAGEM SE VC Passa mau eles falam que e cao pos se nao desce vai se punido tem empresa que ainda tem um pouco de bom senso de ter folga nos finas de semana prapo der passa com as familia tem outras que so tem folga corrida leva uma eternidade pra ele passa um final de semana tem uns que gosta outro nao fora os estresse do transito,os passageiro nao todos,os motoqueiros os caras que so dirigem final de semana que um perigo alem de problema pessoal,dirigir e cobrar acho que a culpa e do nosso sindicato e do governo federal,estadual,municipal pos nimquem faz nada, estou falando isso pos tive problema familia com a morte da minha mae toma conta de tres filhos menores sozinho e toma conta do meu pai com grau coma ja avançado morando sozinho claro que sempre me virei nao chegava atrasado dobrava pra eles se nao ele nao te ajudava aquele velha questao uma mao ajuda outra se nao fizer te ferro na outra ou se nao tira um carro amanha te troco de horario,ou vc chega na teu horario ex 14h vcx pegava as 16h e nao pagava so na justiça epor isso irmaos somos desunidos pos e a unica classe que aceita isso e atendencia e deixa muitos estressados pra vim varias doenças como eu estou com diabeti,insuficiencia cardiaca ptressao alta estou encostado vcs acham que e isso que eu queria pra min, eu acho que enquanto agente nao toma providencia com os orgaos federaiis,estaduas e municipais vai ser isso mesmo so piorando mas motorista se enconstando a empresa tem que dar boas condiçoes de trabalho pra motorista,acabando com motorista junior bons veiculos pra trabalhar manutençao boa alem da medicina da empresa que e fraca tambem a psicolaga ai um dia posso acredita que vai melhora que e dificil com salario de merda que agente ganha pra passa isso tudo que agente passa quem trabalha como motorista URBANO E adoece devagar;ou morrer de infarte ou avc,pressao alta ou se nao amigo muda de profissao muda de ares aqui amigos rodoviario sao meus questionamento que divido com vcs temos que pensa na gente se nao agente se ferra de roxo valeu claudio

  9. somos escravos de um sistema onde governantes e patrões dos do governo atual so defende os entereses proprios e se esquece da classe menos desfavorecida que são os motoristas de onibus e a população e depois que tentamos tornar possivel nossas vidas tentando deixar de ser escravos de um sistemo codificado e solido e ja existente a anos no paiz mais uma vez nos cupão de tudo e nada fazem para melhora e ainda dizem existir democracia no paiz , existe sim pra quem tem dinheiro pra quem não tem so existe deveres .

  10. AVISO A TODOS OS COBRADORES E MOTORISTAS DAS EMPRESAS DE ÔNIBUS DO RIO DE JANEIRO, TEMOS QUE NOS UNIR E NÃO DEPENDER DOS SINDICATOS PARA REQUERER (EXIGIR) OS NOSSOS DIREITOS COMO SALÁRIO DIGNO POIS SÓ OS EMPRESÁRIOS QUE SAEM BENEFICIADOS, A CADA MOTORISTA QUE DIRIGE É COBRA É MENOS UM COBRADOR QUE GANHA 982,17 É MENOS UM FÉRIAS QUE ELES NÃO PAGAM AO MOTORISTA E MENOS UM DÉCIMO TERCEIRO QUE ELES NÃO PAGAM, VEJAM QUE ELES LUCRAM E MUITO COM ISSO, POR ISSO ESSA PRATICA QUE CAUSA MUITOS ACIDENTES ESTÁ AINDA EM FUNCIONAMENTO, ESTAMOS NA LUTO POR NOSSO TICKET REFEIÇÃO, COMO PODE UM MOTORISTA E COBRADOR TRABALHAR PASSANDO FOME E TREMENDO, SOMOS OBRIGADOS A GASTAR 15,00 REAIS POR DIA DE LANCHE DO NOSSO PRÓPRIO BOLSO, NÃO TEMOS BANHEIRO E MUITO MENOS ÁGUA PARA BEBER, SÃO MUITOS OS MOTORISTAS QUE PASSAM MAL E NÃO TEM UM BANHEIRO PARA REALIZAR SUAS NECESSIDADES FISIOLÓGICAS, SÃO MUITOS OS COBRADORES MUITOS DELES MULHERES QUE ESTÃO COM INFLAMAÇÃO URINARIA POR NÃO TER UM BANHEIRO PARA USAR, QUE VERGONHA ISSO, SEM CONTAR QUE O MOTORISTA E O COBRADOR SÃO OBRIGADOS A DOBRAR TODOS OS DIAS POIS OS SEUS SALÁRIOS DE MISÉRIA NÃO DÁ PARA MANTER SUAS PRÓPRIAS FAMÍLIAS, ISSO É VERGONHOSO, TEMOS QUE PARAR SEM A AJUDA DO SINDICATO MESMO, TODOS IREMOS PARAR NA AV. RIO BRANCO ATÉ A PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO, TODOS DO 1ºTURNO IRÃO TRABALHAR NORMALMENTE E O DESTINO SERÁ NA RIO BRANCO, SERÁ UMA MANIFESTAÇÃO PACIFICA, TEREMOS QUE DEIXAR AS RUAS E GARAGENS LIVRES PARA NÃO ATRAPALHAR OS MORADORES, OS MOTORISTAS DO 2º TURNO SE ENCONTRARÃO NA PARTE DA MANHÃ PARA IRMOS TODOS JUNTOS PARA A RIO BRANCO, SE NÓS NOS UNIRMOS SEREMOS FORTES E MUDAREMOS ESTÁ SITUAÇÃO, CONTO COM A AJUDA DE TODOS OS COLEGAS, NÃO DEIXE ESCAPAR ESTÁ CHANCE DE MUDARMOS PARA MELHOR, E JÁ IRIA ESQUECER DE FALAR, SEM CONTAR QUE AGORA SOMOS OBRIGADOS E DIRIGIR UM ÔNIBUS COM O SIMBOLO DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO E USAR SEUS UNIFORMES E NÃO GANHAMOS NADA DA PREFEITURA PARA FAZER ISSO, ACORDEM MEU POVO

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: