FIM DO HORÁRIO DE VERÃO E TRANSPORTES COLETIVOS

HORÁRIO DE VERÃO

Passageiros devem estar atentos aos serviços de transportes na mudança do horário de verão para o convencional neste sábado para domingo. Os ônibus rodoviários vão obedecer rigorosamente o horário de verão até às 23h59 e o horário convencional a partir da 00h00. Já os serviços urbanos de ônibus, trem e metrô vão seguir as partidas tanto no horário de verão como de acordo com o horário antigo, duplicando as saídas neste horário. Foto: Adamo Bazani.

Fim do horário de verão interfere nas partidas dos transportes
Ônibus urbanos, rodoviários, trem e metrô vão se adaptar na mudança para o horário convencional. Objetivo é não deixar passageiros sem serviços

ADAMO BAZANI – CBN

Na madrugada de sábado para domingo, do dia 25 para 26 de fevereiro, termina o horário brasileiro de verão.
Além da necessidade de atrasar os relógios em uma hora, quem utiliza transportes públicos, urbanos ou rodoviários, deve estar atento para o esquema de operação das empresas operadoras neste momento de mudança de horário.
Confira os principais serviços:

– ÔNIBUS RODOVIÁRIOS:

De acordo com a Socicam, empresa que administra os terminais rodoviários do Tietê, Barra Funda e Jabaquara até às 23h59 de sábado, as partidas programadas pelas empresas de ônibus não sofrem nenhuma alteração.
Depois disso, as partidas seguem já o horário convencional. Para evitar confusão, entre à 00h00 e à 00h59, de acordo com o horário de verão, não haverá partidas de ônibus.
Lembrando que à 00h00 do horário de verão, os relógios terão de ser atrasados para às 23h00.

– ÔNIBUS URBANOS:

Os ônibus urbanos intermunicipais gerenciados pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – entre às 23 horas e à 00h00 terão as partidas duplicadas, ou seja, vão seguir as programações tanto de acordo com o horário de verão como de acordo com o horário convencional. Por exemplo: Se um ônibus tem a partida programada para às 23h15, ele vai sair às 23h15 do horário de verão e às 23h15 do horário convencional quando os relógios já terão sido atrasados. Os ônibus gerenciados pela EMTU atendem aos municípios que formam as regiões metropolitanas de São Paulo, de Campinas e Baixada Santista.
Esquema semelhante será seguido pelos ônibus municipais da Capital Paulista gerenciados pela SPTrans, inclusive com as linhas noturnas, que operam durante a madrugada.

– METRÔ:

O Metrô de São Paulo também deve duplicar os horários, o que vai resultar em uma hora mais de operação. Assim, as composições vão operar até à 01h00 de acordo com o horário convencional ou até às 02h00 segundo o horário de verão.
Com isso, o número de viagens vai aumentar deste sábado para domingo. Na linha 1 Azul (Jabaquara – Tucuruvi) serão 17 viagens a mais, para a linha 2 Verde (Vila Prudente – Vila Madalena) haverá mais 20 viagens, na linha 3 Vermelha (Itaquera – Barra Funda) são 22 viagens a mais, para a linha 4 amarela da ViaQuatro (Luz – Butantã) são mais 26 viagens e a linha 5 Lilás (Capão Redondo – Largo Treze) são mais 24 partidas.

– CPTM:

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos terá esquema operacional semelhante ao do Metrô.
Haverá uma hora a mais de operação dos trens para compensar o atraso nos relógios. As composições atenderão até à 01h00 pelo horário convencional e até às 02h00 pelo horário de verão.
As estações abrem normalmente às 04h00 de domingo de acordo com o horário convencional.

– CORREDOR ABD:

Os ônibus e trólebus operados pela Metra no Corredor ABD vão obedecer partidas tanto segundo o horário de verão como de acordo com o horário convencional.
Assim, haverá cumprimentos de partidas duplicados na faixa horária entre às 23h00 e à 00h00. Ou seja, por exemplo, uma partida das 23h45 será feita no horário de verão e depois às 23h45 do horário convencional.
O Corredor ABD liga São Mateus, na zona Leste de São Paulo, a Jabaquara, na zona Sul da Capital Paulista, atendendo os municípios de Santo André, Mauá (Terminal Sônia Maria), São Bernardo do Campo e Diadema e a extensão entre Diadema, no ABC Paulista, à região do Brooklin e Estação Berrini da CPTM, na zona Sul de São Paulo.

– O HORÁRIO DE VERÃO:

O horário de verão é uma medida do governo federal para economia no consumo de energia elétrica.
A estimativa para este ano é que a redução de consumo deva ficar entre 4,5% e 5% no horário de pico (final da tarde) e 0,5% na média de todo o dia.
Por lei, o Horário de Verão começa aos terceiros domingos de outubro com duração de 3 meses. Neste último perídio teve início dia 16 de outubro e deveria terminar em 16 de fevereiro, mas por conta do Carnaval foi adiado para este final de semana.
O horário de verão é aplicado nos estados do Sul, Sudeste, Centro-Oeste e na Bahia.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

6 comentários em FIM DO HORÁRIO DE VERÃO E TRANSPORTES COLETIVOS

  1. Esse busão da foto tem tudo pra ser uma daquelas manoladas de motor dianteiro e com um “reboque” feitas à pedido dos donos de viação.

    OW SHIT!

  2. olha,um artiCOlado em São Paulo!e recentemente,vi um outro artiCOlado em Curitiba-PR(tem a foto desse urbano Busscar Volkswagen 17-230 EOD,no”Onibus Brasil”)!e ainda dizem q em Recife,o transporte,não é sério devido aos”pseudoarticulados”,e q o sistema é corrupto.e q em São Paulo e Curitiba”é o exemplo”de transporte urbano no Brasil.infelizmente,o negoócio aqui no Brasil é valorizar ignorantes.gente com 2%de cerebro a mais,é desprezado!

  3. Leonardo, Acredito que você quis dizer que o transporte em São Paulo e exemplo de como não se deve ser, meu amigo não creia em tudo que voce le em relação a São Paulo, a maioria e historia de pescador, o transporte em SP e muito mas muito ruim, se em Recife for pior so Jesus.

    • eu sei disso Pedro.o q critico,é q a turma do”Sul Maravilha”,acha q esses estados são”exemplo”de articulados.principalmente em Curitiba.a minha forma de expressão sobre São Paulo,reconheço,foi equivocada.valeu a”cutucada”(Risos)!

  4. Só para esclarecimentos; se não me engano a cidade onde esse ônibus foi fotografado é São Caetano do Sul/SP, o ônibus, propriamente dito, pertence a uma empresa de Santo André/SP. Agora, eu gostaria de saber o porquê dos comentários ao sistema de transportes(ônibus) seja de SP e/ou região metropolitana ou Curitiba sendo que esse não é o assunto da postagem, existem problemas? sem dúvidas, e muitos.Agora a compração com outras cidades, francamente. Será que quem compara conhece aqui e acolá? Não obstante ,esses espaços democráticos, são em algumas vezes usados tão somente para disputas regionais que não acrescentam absolutamente nada. A noticia postada refere-se ao fim do horário de verão e as adaptações das empresas e Metrô para que os usuários não sejam prejudicados por essa alteração. Mas os comentários aqui postados, eu hein.

  5. A empresa do ônibus da foto (que causou polêmica) é do Baltazar e, as linhas dessa e outras empresas dele (e da Imigrantes intermunicipal, que continua na mesma até hoje), terão o dobro de partidas descumpridas, isso sim.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: