Integração entre trolebus e Diadema pode ser cobrada só num sentido

Integração Diadema e trolebus

Governo do Estado insiste e retirar a transferência gratuita de passageiros entre os serviços da Metra e dos ônibus municipais de Diadema. Em reunião com o prefeito de Diadema, Mário Reali, surgiu a proposta de cobrança de R$ 1,00 apenas entre ônibus municipais e Metra. A transferência entre Metra e municipais continuaria sendo de graça. Isso porque, o número de passageiros que saem dos ônibus locais para o Corredor ABD é maior do que os que retornam. Foto: Adamo Bazani

Valor de integração em Diadema e Piraporinha pode ser menor
A possibilidade é de que os passageiros só paguem a transferência entre ônibus municipais e intermunicipais sem pagamento na volta

ADAMO BAZANI – CBN

No dia 27 de fevereiro de 2012, o polêmico fim da integração entre o sistema de ônibus municipal de Diadema, na Grande São Paulo, e o corredor ABD (São Mateus – Jabaquara), operado pela Metra, deve ter uma definição.
Nesta terça-feira, dia 14 de fevereiro de 2012, o prefeito de Diadema, Mário Reali, que se manifestou contrário ao fim da integração, se reuniu com o Secretário do Estado de Transportes, Jurandir Fernandes, o Secretário de Desenvolvimento Metropolitano, Edson Aparecido, e o presidente da EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, Joaquim Lopes.
O impasse continua mas surgiu uma proposta que pode pelo menos aliviar um pouco o peso no bolso dos passageiros.
Em vez de o usuário pagar R$ 1 na ida e mais R$ 1 na volta para passar de um sistema para outro, ele desembolsaria apenas a transferência para os ônibus e trólebus da Metra, nos terminas Diadema ou Piraporinha.
A integração é gratuita entre os dois sistemas desde 1991.
Pelo menos até o final do mês a integração gratuita continua.
O Governo do estado sinalizou que não pretende subsidiar a integração e a Prefeitura de Diadema disse que não teria os R$ 12 milhões por ano para bancar a gratuidade, que hoje não tem forma de subsídio.
A proposta da cobrança só da transferência dos municipais para a Metra ser cobrada se deu porque, segundo o Governo de São Paulo, 43 mil pessoas fazem esta integração na ida, mas só 13 mil retornam da mesma maneira.
Ou seja, de acordo com o Governo do Estado, mais gente sai dos ônibus municipais de Diadema, hoje operados pela Mobi Brasil e pela Benfica, e vai para Metra, do que o contrário. Ele não soube explicar o caminho feito pelos passageiros na volta.
A cobrança da integração, para a secretaria de transportes do Estado de São Paulo, seria necessária para custear a repotencialização da rede de trólebus (ônibus elétricos) e modernização no Corredor ABD, que liga São Mateus, na Zona Leste de São Paulo, a Jabaquara, na zona Sul, pelos municípios de Santo André, Mauá (Terminal Sônia Maria), São Bernardo do Campo e Diadema.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

16 comentários em Integração entre trolebus e Diadema pode ser cobrada só num sentido

  1. Adamo
    Pelo que entendi, quem vai bancar o custo da integração gratuita será Diadema, pois, quando o passageiro saí de Diadema para a Metra a tarifa será cobrada, e no inverso, ou seja, quando já pagou a passagem na Metra ele continua a desfrutar do sistema integrado, sem cobrança adicional para acesso a rede municipal de onibus mantida pela prefeitura.
    Ponto para Diadema.

  2. E mesmo com todo esse dinheiro a mais, tenho certeza que logo eles vão querer dar um aumento ridículo para os motoristas, que vão entrar em greve e a maioria da população vai ficar contra.

  3. Vai ser mais ou menos isso. O corredor ABD vai recebver para transportar passageiros da Benfica e Mobi, mas a Benfica e Mobi não receberá para transportar quem vem da Metra. Diz o Governo de Alckmin que o fato pode se justificar pelo fato de mais pessoas se transferirem dos municipais para a Metra do que o contrário. Seriam 43 mil pessoas dos mumnicipais para a a Metra e 13 mil pessoas da Metra para os municipais, o que indica dispersão da demanda e o fato de muita gente usar a Metra para andar um ou dois pontos.
    De toda a forma, é um custo a mais para o passageiro, mesmo com a cobrança em um sentido, QUE AINDA ESTÁ EM ESTUDO. Até o dia 27 de fevereiro muita coisa deve acontecer.

    • Adamo, muita gente em Diadema anda 01 ou 02 pontos na Metra, porque as linhas municipais/intermunicipais de Diadema na década de 90 foram reconfiguradas por causa da integração entre elas. Um exemplo claro disto é que não existe ligação direta entre o centro de Diadema e o bairro de Piraporinha por linhas municipais, apenas pela Metra. Outro exemplo é quem vai do Centro para a região da Av. Assembléia ou do Piraporinha para a região do cruzamento da Av. Piraporinha com o corredor ABD.
      Em se mantendo esta cobrança seria justo as linhas de Diadema serem reconfiguradas para que o passageiro tenha opção (ou pago integração ou uso tal linha) e tambem criar novas linhas intermunicipais pois todas linhas de Diadema para o Jabaquara e de Diadema para São Bernardo e Santo André, tambem foram suprimidas. Concorrencia neles.

  4. Ao invés do Governo do Estado de São Paulo Geraldo Alckimin PSDB, em querer acabar com a integração operacional e gratuita existente em Diadema – Piraporinha e São Matheus , que beneficia milhares de trabalhadores diariamente , o Governo do Estado de São Paulo através da Secretaria de Transportes Metropolitanos e EMTU, deveria ampliar a integração operacional e gratuita para os demais Municipios das Regiões Metropolitanas de São Paulo, garantindo assim, a universalização dos transportes (trem, metro e onibus), acesso e mobilidade nos Transportes Públicos Coletivo. Tal medida além de incluir social e economicamente as pessoas , facilitariam ainda o acesso a importantes serviços . Acredito ainda que essa medida retiraria milhares de veiculos das ruas, reduzindo a morte do transito que mata mais do que guerras, melhoraria e contribuiria a redução da poluição ambiental através da CO2.

  5. Adamo Bazani, sugiro ouvir o prefeito Mario Reali e o governador do estado Geraldo Alckmin, pois a populaçao ja esta mobilzada. As catracas os bloqueios ja foram instalados pela EMTU, agora pasmem…, sem antes terminar as negociacoes e o que é pior nos terminais Diadema e Piraporinha os locais onde a EMTU instalou os BLOQUEIOS, só IMPEDE O ACESSO AS LINHAS MUNICIPAIS, o acesso as linhas intermunicipais tem LIVRE ACESSO SEM PAGAR NADA. Em tempo, esse bloqueio exclui o cidadao até de usar o banheiro. RIDICULO.

    • Mário Reali foi ouvido. Está em matéria anterior publcada sobre o tema.

      Ja o Governo do Estado parece estar de mal com o Blog. Nem release da EMTU tem sido mais enviado.

      • Adamo, boa noite. Quem sabe agora eles falam. LIMINAR DEFERIDA contra o fim do convenio e multa diaria de 248 mil reais. Estamos no aguardo, pois o governo nao pode mais se esconder, vai ter que falar e se posicionar. O povo ta pronto.

  6. mas e daí que a população anda 1 ou 2 pontos? é desse jeito que o governo quer fazer a população deixar o carro em casa para andar de ônibus? na Boa criem uma linha que saia da Zona sul e outra da Zona Norte de Diadema, sentido Santo André! que é mais viavel para a população que sai dessas regiões.

  7. A medida ajuda e torna a adaptação mais fácil, mas não resolve.
    Zeca tem razão: é grave desrespeito ao usuário mudar a condição instalando catracas primeiro para depois ajustar a regra.
    O Governo continua agindo no varejo, infelizmente. Com todo respeito aos problemas de Diadema.

    • Luiz Vilela, agradecemos o apoio. Veja o nosso post. Conseguimos uma liminar contra a decisao da EMTU de querer acabar com o dureito do pivo a maisde 20 anos INTEGRACAO GRATUITA.

  8. Mesmo que o governador não leia nada, lotem sua caixa de mensagens.

    galckmin@sp.gov.br

    E ainda têm sua conta no Twitter, com muito mais visibilidade

    https://twitter.com/geraldoalckmin_

  9. a passagem da metra é mais cara que a do metrô, todo dia após as 17hs, espera-se 20min para pegar ônibus sentado em Jabaquara, a emtu não tem prejuizo, eles querem lucro! assim não pode, assim não dá!

  10. EMTU e o GOVERNO DO ESTADO DE SP, perde mais uma batalha contra o povo. Foi deferida liminar que acata o pedido da populacao de Diadema e Sao Mateus, o procon de Diadema e o mandato do deputado federal FILIPPI, após denuncia inclusive neste blog, atraves da acao civil publica impetrada, alem de impedir o FIM DO CONVENIO, ainda estipula MULTA DIARIA DE R$ 248.000,00 por dia. Agora vejamos; o estado atraves do sr. governador GERALDO ALCKMIN, continuará querendo esfolar ainda mais o povo usuario do transporte publico? Ou ainda, vai continuar querendo arrancar contra a vontade do povo que ja se manifestou, mostrou sua indignicaçao, realizou audiencias publicas, colheu mais de 45 mil assinaturas contra o fim da integracao. Essa decisao do juiz ANDRE MATTOS, sacramenta de vez o poder soberano e a vontade do povo.

  11. Caso queiram confirmar acessem o site do tjsp.
    Acao civel comarca de diadema reu EMTU.

  12. LEGAL ZECA….VOU TENTAR CHECAR PARA TRAZER UM TEXTO AQUI NO BLOG. OBRIGADO PELA INFORMAÇÃO

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: