Monotrilho do ABC: Governo faz convocação

monotrilho

O Governo do Estado convocou a chamada para os interessados na construção e participação do monotrilho do ABC. É o primeiro passo da licitação e o regime será de Parceria Público Privada. Os interessados devem apresentar estimativas de custos das obras, de prazos e de custeio das integrações com ônibus municipais e intermunicipais. O monotrilho deve ter 20 quilômetros de extensão, saindo de São Bernardo do Campo, passando por Santo André, São Caetano do Sul até a estação Tamanduateí de trens e metrô na Capital Paulista. O Governo prevê a conclusão das obras para 2015. Imagem ilustrativa

SP publica chamada para empresas interessadas no Monotrilho do ABC
Companhias terão de informar estimativas de gastos e os projetos técnicos. O regime será de PPP

ADAMO BAZANI – CBN

O Governo do Estado de São Paulo publicou no Diário Oficial a convocação para empresas interessadas em participar da construção e operação da linha 18 Bronze, o monotrilho do ABC, que vai ligar São Bernardo do Campo à Estação de Trens da CPTM e do Metrô Tamanduateí, na capital Paulista.
O regime deve ser de PPP, Parceria Público Privada.
As empresas interessadas devem apresentar estimativas de custos, quais os projetos de engenharia pretendem usar, prazos e até mesmo o valor previsto da tarifa.
Também deve ser previsto o custeio de integrações com outros meios de transportes, como ônibus municipais e intermunicipais.
Os interessados têm 10 dias para se candidatar e mais 3 meses para apresentarem o projeto.
A estimativa é de que a primeira etapa da linha 18 esteja pronta em 2015, transportando 290 mil passageiros por dia. São 20 quilômetros de extensão e 18 paradas. Os veículos trafegarão em elevados e devem se integrar em quatro terminais com os ônibus e trens.
Se não houver nenhum impedimento de impacto ambiental ou atraso no início da licitação, as obras devem começar no segundo semestre de 2013.
A primeira etapa deve ligar a região central de São Bernardo do Campo, passando pela região do Bom Pastor, em Santo André, por São Caetano do Sul até chegar a Tamanduateí.
Na segunda etapa, a linha deve ser prolongada do centro de São Bernardo do Campo para o Alvarenga, bairro do município do ABC Paulista, mas ainda sem previsão.
O secretário estadual dos transportes metropolitanos, Jurandir Fernandes, declarou que realizará a tão esperada licitação das linhas intermunicipais de ônibus do ABC, a área 5 da EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, só depois da conclusão do monotrilho.
Justificativa que é contestada, já que o monotrilho não vai impactar todo o sistema de ônibus intermunicipais, que operam de forma inconstitucional, sem contrato de concessão (apenas permissões precárias), com frota antiga e linhas desatualizadas. A EMTU tentava licitar a área 5 da EMTU desde 2006, quando as demais regiões da Grande São Paulo tiveram a licitação concluída.
O motivo, segundo a EMTU, foi o esvaziamento dos certames provocado pelos empresários de ônibus que alegam que o ABC Paulista possui custos operacionais diferentes das outras regiões licitadas.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: