Paralisação de Motoristas de Ônibus em Natal

greve de ônibus

Motoristas e cobradores de ônibus de Natal, em Rio Grande do Norte, bloquearam as principais ruas e avenidas da cidade em protesto contra o número de assaltos a coletivos neste mês, que se aproxima de 30 ocorrências, algumas marcadas por violência. A entidade dos trabalhadores diz que a operação Transporte Seguro da Polícia Militar não tem sido suficiente para conter as ações criminosas e que a Polícia Civil registra os Boletins de Ocorrência, mas não dá continuidade às investigações para identificar os criminosos e averiguar se são ações isoladas ou grupo que se especializaram em roubos a ônibus. Foto: Alberto Leandro, Tribuna do Norte.

Motoristas e cobradores param as atividades em Natal
Motivo do protesto é a série de assaltos a ônibus na capital do Rio Grande do Norte. Foram cerca de 30 ações criminosas só neste ano. A empresa Guanabara foi a que mais sofreu assaltos

ADAMO BAZANI – CBN

Passageiros do sistema de ônibus de Natal, no Rio Grande do Norte, encontraram dificuldades nesta quarta-feira, dia 25 de janeiro de 2012, por causa da paralisação de motoristas e cobradores. Quem precisa se deslocar de carro no município também enfrenta dificuldades.
O motivo é a série de assaltos a ônibus que tem ocorrido desde o início do ano na Capital. Os números exatos de ocorrências são divergentes entre Polícia Militar, Sindicato das Empresas de Transporte Urbano do Rio Grande do Norte – Seturn e do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte – Sinto / RN. Mas todos os dados se aproximam de 30 ocorrências desde o início deste ano, mais de uma ação por dia, algumas violentas.
Os motoristas e cobradores bloquearam com os ônibus vias de alto movimento como Avenida Rio Branco, Largo do Teatro Alberto Maranhão, Avenida Mor Gouveia, Ponte Newton Navarro e avenida Salgado Filho.
Segundo o Sintro, sindicato dos trabalhadores, a Operação Transporte Seguro, da Polícia Militar não tem sido suficiente para evitar os assaltos.
A entidade também reclama do fato que depois de os B.O.s (Boletins de Ocorrência) serem registrados, a Polícia Civil não investiga os casos para tentar localizar os criminosos e averiguar se são ações isoladas ou se existem grupos especializados em ataque a ônibus.
O viaduto Urbana, o bairro Bom Pastor, avenida Coronel Estevam, avenida Boa Sorte e avenida Bernardo Vieira são os locais com mais incidência de roubos, de acordo com o Sintro.
O Sindicato das Empresas fez um balanço das viações que mais tiveram ônibus assaltados neste ano, até o dia 24 de janeiro de 2012:

– Transportes Guanabara Ltda: 10 assaltos
– Transporte Nossa Senhora da Conceição Ltda: 08 assaltos
– Reunidas Transportes Urbanos Ltda: 05 assaltos
– Auto Ônibus Santa Maria Transporte e Turismo Ltda: 02 assaltos
– Cidade do Natal: 02 assaltos
– Transflor Ltda: 01 assalto.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Paralisação de Motoristas de Ônibus em Natal

  1. Dizem que falta policiamento e que casos de assaltos e arrombamentos de carros têm sido comuns pela vizinhan a.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: