Novos trolebus são apresentados em São Paulo.

Trolebus novo
Trólebus de 15 metros é inédito no País e tem maior capacidade de transporte e eficiência, com lotação para 100 passageiros, sem ocupar muito mais espaço no espaço urbano. Chassi é da Scania e possui três eixos.

São Paulo apresenta 27 trólebus novos
Veículos que não são poluentes fazem parte da nova frota de ônibus elétricos que deve receber 128 veículos zero quilômetro. Entre as novidades está o primeiro trólebus de 15 metros do País

ADAMO BAZANI – CBN

Prestes a completar 458 anos, no dia 25 de janeiro, a cidade de São Paulo recebeu nesta segunda-feira, dia 23 de janeiro de 2012, um presente: 27 novos trólebus, que vão compor a chamada EcoFrota, ônibus de tecnologia limpa que prestam serviços municipais.
Também fazem parte da EcoFrota, ônibus movidos com 20% de biodiesel, ônibus a etanol, elétricos – híbridos, movidos com diesel de cana-de-açúcar. Mas entre todos estes veículos, os trólebus são os únicos que não emitem nenhum poluente atmosférico em sua operação.
Os ônibus elétricos vão prestar serviços na Zona Leste de São Paulo e na região central, únicas áreas que possuem rede de trólebus (até 2003, a rede era bem maior, englobado várias regiões da cidade). A empresa operadora é a Himalaia Transportes S.A. , do Consórcio Leste 4, que até meados deste ano se tornará Ambiental Trans, do Grupo Ruas, de José Ruas Vaz, um dos maiores empresários de ônibus do Estado de São Paulo.
A estimativa é de que 128 novos trólebus sejam entregues, alcançando a meta de 144 veículos renovados até 2013.

INOVAÇÕES:

trolebus Novo
Novos trólebus de São Paulo são mais eficientes, com sistema de corrente alternada, que apresenta maior força nos arranques, menor ruído e usa mais peças nacionais o que facilita e barateia a manutenção. Veículos seguem as mais modernas normas de acessibilidade e segurança.

Os trólebus apresentados nesta segunda-feira, na garagem da Himalaia, trazem inovações em relação aos veículos mais antigos, o que aumenta a eficiência, diminui o consumo de energia e amplia a capacidade de passageiros.
Os ônibus elétricos são de corrente alternada, o que garante mais força no arranque e maior facilidade de manutenção, tornando mais barata, pelo aumento do número de peças nacionais empregadas.
Os veículos seguem as mais recentes normas de acessibilidade e segurança. Eles possuem piso baixo, com rampa de acesso e espaço para cadeira de rodas e cão guia, assentos demarcados e especiais para obesos, gestantes, idosos e portadores de deficiência física. O espaço entre os bancos é maior, além de o corredor interno ser mais largo.
A carroceria tem faixas refletivas para ajudar a visualização. Os trólebus receberam um novo visual, com cor predominante vermelha, referente à área de operação do Consórcio Leste 4, e detalhes prata e branco.
O sistema elétrico é da Eletra, empresa do Grupo ABC, que fabrica tecnologia limpa para operação de veículos de transportes públicos.

MODELO É INÉDITO NO PAÍS:

trolebus novo
O lote de 27 trólebus apresentado nesta segunda-feira conta com um veículo de 15 metros e os outros convencionais. A meta é renovar a frota, num total de 128 trólebus 0 km. Os veículos vão prestar serviços na zona Leste de São Paulo e região central, únicas áreas que ainda possuem rede de trólebus.

Entre os trólebus apresentados nesta manhã, com a presença do prefeito Gilberto Kassab, e do Gerente de Engenharia de Produtos da Eletra, Paulino Fumio Hiratsuka, se destacou o veículo de 15 metros. O ônibus elétrico neste porte é inédito no País e tem capacidade para transportar até 100 pessoas.
O objetivo do ônibus nesta configuração é aumentar a eficiência do sistema com maior capacidade de transportes, sem ocupar muito espaço a mais na via para isso.
Tanto os trólebus na configuração convencional como o de 15 metros têm carroceria Caio, modelo Millennium.
O veículo de maior porte tem chassi Scania e os convencionais Mercedes Benz.
Apesar de os ônibus elétricos novos, a prefeitura não sinalizou a expansão da rede de trólebus pela cidade.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

NOTA DA ELETRA:

Os novos trólebus da prefeitura de São Paulo têm tecnologia Eletra

Empresa 100% nacional, a Eletra é a responsável pelo sistema elétrico dos novos trólebus. Entre os carros entregues, está o primeiro trólebus de 15 metros da cidade de São Paulo. O prefeito Gilberto Kassab participou da cerimônia

Nesta segunda-feira, 23/1, o prefeito de São Paulo Gilberto Kassab esteve presente na entrega de 27 trólebus – ônibus elétricos – que passaram a integrar a frota da Himalaia Transportes. Entre os carros, está o primeiro trólebus de 15 metros a circular pela cidade (chassis Scania e carroceria Caio). Os demais são de 12 metros e levam chassis Mercedes. Todos os veículos foram montados pela Eletra, empresa 100% nacional, detentora da tecnologia de tração elétrica para ônibus. Ao todo serão entregues 128 carros.

“É muito gratificante saber que estamos no caminho certo e que há uma luz no fim do túnel”, disse Kassab, sobre a escolha pela tração elétrica. Também presente no evento, o Secretário de Transportes Marcelo Cardinale Branco complementou o prefeito: “O Brasil possui uma matriz energética invejável. Todo mundo queria ter o potencial que temos aqui. Chegamos à conclusão que reestruturar o sistema de trólebus é o melhor caminho”.

Para Paulino Fumio Hiratsuka, gerente de Engenharia de Produtos da Eletra, o momento é de satisfação. “A Eletra está muito orgulhosa de participar dessa entrega. O trólebus é um veículo 100% limpo, que vai contribuir com a diminuição da poluição atmosférica”, ressalta Hiratsuka.

De acordo com o Secretário Marcelo Branco, a indústria de trólebus no Brasil está se remontando e a expectativa é muito boa para o futuro. O evento aconteceu na garagem da Himalaia Transportes (Consórcio Leste 4), à rua Nestor de Barros, 289, Tatuapé.