PLANO DE MOBILIDADE TENTA TIRAR ATRASO DO ABC PAULISTA

Plano de Mobilidade

Ônibus municipais um ao lado do outro em Santo André. Ligação no sistema da cidade se restringe a veículos dividirem a mesma via, porque não há integração entre os ônibus. Falta integração entre ônibus e trem, ônibus intermunicipais, linhas estão desatualizadas, regiões que cresceram continuam carentes de serviços de transportes e falta de lógica nos serviços desestimula o uso do transporte coletivo causando prejuízos financeiros e à qualidade de vida. Governo do Estado de São Paulo e Consórcio Intermunicipal do ABC assinaram convênio de R$ 1 milhão para projetos de mobilidade na região que é responsável por 15% dos deslocamentos na região Metropolitana de São Paulo, o que representa 5,6 milhões de viagens por dia. Foto: Adamo Bazani

Governo de SP vai investir R$ 800 mil em Mobilidade no ABC
Convênio foi assinado entre Secretaria de Estado e Consórcio Intermunicipal e tem o objetivo de integrar de fato as cidades da região

ADAMO BAZANI – CBN

Os sete municípios do ABC Paulista respondem por 15% das viagens realizadas por dia na Região Metropolitana de São Paulo, o que representa 5,6 milhões de deslocamentos diários.
As cidades são economicamente relacionadas e o fluxo de pessoas entre elas é cada vez mais alto com atividades que necessitam de mais deslocamentos nas áreas urbanas para as suas realizações.
Hoje, muitas profissões, de acordo com o setor, não se limitam a entrada do funcionário num local e a saída no final do turno, como era na época do ABC predominantemente industrial. Algumas atividades, como venda e prestação de serviços, dependem da circulação do profissional pelas cidades.
Além disso, o crescimento maior de algumas áreas que deixaram de ser tipicamente residenciais para se tornarem mistas, abrigando negócios de pequeno e médio portes, também concentram um número maior de viagens.
O ABC Paulista mudou as características urbanas, econômicas e de estilo de vida, mas os serviços de transportes estão desatualizados, com linhas de ônibus em locais que perderam a importância econômica, e faltando em locais onde houve aumento de demanda.
Outro grande problema nos transpores do ABC é a falta de redes integradas, tanto fisicamente como integrações tarifárias.
As cidades, uma do lado da outra, em relação a transportes, parecem verdadeiras ilhas. Os ônibus municipais não se integram nem entre eles, como em cidades como Santo André, onde para ir de um bairro a outro, mesmo que próximos, o cidadão é obrigado a se deslocar até o centro da cidade e pegar um segundo ônibus, com uma segunda passagem, problema que desestimula o uso dos transportes públicos em Santo André.
Muito dinheiro e qualidade de vida são perdidos pela mobilidade do ABC ser assim, sem atualização, inteligência e planejamento.
O trem passa pelo ABC isolado de forma tarifária. Não há integração sequer com os ônibus intermunicipais que respondem ao mesmo Governo do Estado de São Paulo.
Os ônibus intermunicipais ligam as cidades do ABC. Mas sem licitação da área correspondente ao ABC, área 5, da EMTU, os serviços são precários, com horários não confiáveis, ônibus antigos e mal conservados, além de motoristas que necessitam de preparo maior.
Para tentar reverter este quadro da mobilidade urbana do ABC Paulista, o Governo do Estado promete investir em planos de transportes na região.
Foi assinado um convênio entre o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Paulo Alexandre Barbosa, e o Consórcio Intermunicipal do ABC, para a liberação de R$ 800 mil reais a serem investidos num plano integrado de mobilidade para a região. As prefeituras terão de dar uma contrapartida de R$ 200 mil.
Além da integração física e tarifárias dos diversos meios de transporte público, o plano vai abranger ciclovias para pequenos deslocamentos.
Controle, fiscalização, sinalização de vias, bolsões de estacionamentos e mais terminais de integração também são metas do plano.
O plano vai levar em consideração o ABC Paulista para os próximos 15 anos.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN,especializado em transportes.

4 comentários em PLANO DE MOBILIDADE TENTA TIRAR ATRASO DO ABC PAULISTA

  1. FELIZ 2012!
    MUITO BOM ESTE ESPAÇO. ACOMPANHO DIARIAMENTE.
    FELICIDADES

  2. Obrigado Paulo. Que tenhamos um ano de 2012 melhor não só na Mobilidade, mas em todas as áreas de nossa vida, tantocomo cidadãos como individualmente.
    Abraços

  3. Esse dinheiro devia ser usado para reformar o corredor expresso guarara na vila luzita e o terminal da vila luzita que esta um horror

  4. Este blog é muito bom! Moro em São Bernardo, e acho que o cartão legal é chato, pois não dá integração com ônibus da EMTU. Os interesses pessoais dos donos da SBCTrans estão acima dos interesses coletivos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: