JUSTIÇA DÁ NOVA CHANCE A BUSSCAR E LEILÃO É CANCELADO

Caso Busscar

ônibus da Busscar. Justiça dá nova chance à empresa encarroçadora que tem 60 dias para apresentar plano de recuperação. Foto: Adamo Bazani

COM INFORMAÇÕES DO SINDICATO DOS MECÂNICOS DE JOINVILLE, DE LUIZ VERÍSSIMO DO ND ON LINE E DE A NOTÍCIA

Depois de ter leilão decretado em 26 de outubro, pelo juiz Nivaldo Stankiewicz, da 4ª Vara Trabalhista de Joinville, a Busscar Ônibus S/A conseguiu na Justiça uma chance de recuperar a empresa.

Conforme a decisão do juiz da 5ª Vara Cível, Maurício Cavallazi Povoas, expedida na última segunda-feira, a Busscar recebeu resposta positiva para o pedido de recuperação judicial.

A fabricante de carrocerias deve apresentar um plano de recuperação até o final do ano. Povoas nomeou o contador Rainoldo Uessler, atual presidente da Cipla, como administrador judicial da empresa durante o período do processo. Ele assume o cargo de fiscalização na sexta-feira, mas a diretoria da Busscar continua com a família Nielson.

Caso o plano não seja aprovado pelo Comitê de Credores, a Justiça decretará falência da empresa. O regime de recuperação judicial é destinado a empresas em crise financeira e é regido pela Lei nº 11.101/2005, que diz que o objetivo da ação é “viabilizar a superação da situação de crise econômico-financeira do devedor.” Isto significa que a fabricante de ônibus ganha uma nova oportunidade de renegociar suas dívidas.

Para a execução da ação, a Justiça precisa nomear um administrador judicial para fiscalizar o andamento do plano de recuperação dentro da empresa. No processo da Busscar, cadastrado pelo número 038.11.046851-9, o juiz determinou este papel a Uessler, por meio do instituto que leva seu nome.

Com esta decisão, a Busscar terá uma série de prazos a cumprir. Até o encerramento do processo, a empresa deve apresentar mensalmente um relatório de prestação de contas demonstrativas. O primeiro será divulgado até o final do mês. Enquanto isso, o plano de recuperação será desenvolvido. A data limite para a apresentação do documento é 30 de dezembro.

Falência ainda é possibilidadePara ser considerado válido pela Justiça, o plano precisa conter argumentos jurídicos, econômicos, administrativos e contábeis. Se faltar alguma especificação, a empresa pode ser punida com o decreto imediato de falência.

A falência também poderá ser decretada imediatamente se o Comitê de Credores decidir, em assembleia geral, pela desaprovação do plano de recuperação. Além disso, o grupo de credores, Uessler e o Ministério Público fiscalizarão o andamento do processo para garantir que todas as obrigações assumidas no plano sejam cumpridas.

Até abril de 2012, a maioria das ações judiciais contra a Busscar estão suspensas, execeto os processos trabalhistas, que não sofrerão interferência

Luiz Veríssimo:

A 5ª Vara Cível da Comarca de Joinville concedeu à Busscar o benefício da lei 11.101/2005. Com esta decisão, o Poder Judiciário permite que a empresa continue operando em regime de recuperação fiscal. Na sentença assinada em 31 de outubro, o juiz Maurício Cavalazzi Póvoas também anunciou que o interventor da Cipla, professor Rainoldo Uessler, por meio de seu instituto, será o administrador judicial da empresa. A notícia foi anunciada somente na tarde de ontem e foi recebida com euforia pelos mais de mil funcionários que continuam trabalhando na empresa, que deverá continuar com Cláudio Nielson na presidência. Os advogados contratados pela empresa ficaram surpresos com a rapidez da decisão, que saiu 24 horas depois do ingresso na 5ª Vara Cível. “Sei da importância social desta empresa e o Poder Judiciário não poderia se negar a fazer a sua parte”, comentou Maurício Póvoas, que prorrogou em mais um dia suas férias para decidir o Caso Busscar.

Leilão suspenso
Com a decisão de ontem à tarde da 5ª Vara Cível, o leilão programado será suspenso. Caso ele tivesse ocorrido, a prioridade do recurso arrecadado seria para o pagamento do passivo trabalhista, restando muito pouco para os demais credores. Eles não teriam mais como cobrar a dívida. “Seria como matar a vaca”, lembrou ontem um funcionário da Busscar.

Diferença
O interventor da Cipla, Rainoldo Uessler, esclareceu ontem à coluna que sua função na Busscar será diferente. Na Cipla, ele é o interventor judicial, com poderes de gestão. Na Busscar ele será o administrador judicial, uma espécie de fiscal do Poder Judiciário junto à diretoria.

COM INFORMAÇÕES DO SINDICATO DOS MECÂNICOS DE JOINVILLE, DE LUIZ VERÍSSIMO DO ND ON LINE E DE A NOTÍCIA

10 comentários em JUSTIÇA DÁ NOVA CHANCE A BUSSCAR E LEILÃO É CANCELADO

  1. Boa tarde.

    Diante da importância da empresa, tanto do aspecto econômico, comercial e, principalmente, social, é concedida uma nova chance à Busscar.

    Guardadas as diferenças, a Induscar – Caio, demonstrou que, é possível reerguer uma grande Marca. Todo empreendedor, deve lembrar-se de suas responsabilidades; no caso, há sob a liderança dos Nielson, a vida de dezenas de trabalhadores que, permaneceram junto, mesmo com o navio afundando.

    Orgulho é algo bom, quando experimentado por coisas boas, não, por sermos teimosos, a tal ponto de não cedermos um palmo de chão e levarmos à derrota, nós mesmos e todos que se dispuseram a guerrear conosco.

    Abçs.

    • Caraca muito bom saber que ela pode voltar, torço por ela. ate porque como usuario de ônibus, sei das necessidades dos passageiros, a Busscar faz os melhores rodoviarios, mais confortaveis. eu particular mente Amo a Busscar. torço pra que ela saia do buraco !!!!!!!!!!!

  2. Acabei de crer que MILAGRES EXISTEM. O caso BUSSCAR vai ensinar a muita gente uma velha lição que muita gente se esqueceu que o mundo vive girando, um dia estamos no alto no outro estamos no baixo, SINCERAMENTE VIBREI com esta noticia e cada capitulo desta novela BUSSCAR está sendo EMOCIONANTE!!!!!!!!

  3. A recuperação judicial é o melhor caminho para que uma empresa pague seus débitos e volte as suas atividades novamente. Os débitos trabalhistas e de acidentes de trabalho entram na ordem de preferência conforme a Lei de Falências! Se a busscar pagar os débitos na recuperação judicial ela poderá estar na ativa

    • foi sem duvidas uma das melhores noticias que eu poderia ter encontrado postado porque todos os dias fico buscando algo novo sobre a Busscar e hoje eu encontrei e fiquei muito feliz mesmo porque torci muito por esta empresa e todos os trabalhadores que dela dependem foi sim a melhor noticia do mes de novembro que tive

  4. Realmente é uma notícia para se comemorar. Além da change dada principalmente aos funcionários, a marca “Busscar” tornou-se uma espécie de marco no transporte brasileiro. Com certeza muitos frotistas, entre eles a Itapemirim, estão sentindo falta desses carros. Vamos torcer para que a empresa se torne uma nova “Fênix” e renasça das cinzas. Desejo sorte aos seus funcionários.

  5. Uma empresa que representa revolução e referencia como a BUSSCAR, de maneira alguma pode ter o seu fim. Agora só depende da BUSSCAR para se reerguer e ser mais forte e presente de que já foi, pois sua grande chance esta aí, minha alegria por essa notícia é de uma proporção gigantesca, gosto muito das outras fabricantes de carroceria de ônibus, mais a BUSSCAR concerteza é a minha favorita por ter modelos de carrocerias muito bonitas e revolucionárias como o meu modelo de ônibus favorito o URBANUSS. Espero ver novamente os veículos da BUSSCAR invadirem as ruas do brasil e também as de outros países. “BUSSCAR A QUE TEM MAIS FÃNS QUE REALMENTE QUEREM O SEU MELHOR”

  6. Olá,
    Primeiramente gostaria de parabenizar ao idealizador (ou idealizadores) deste blog e agradecer pelas postagens sempre atualizadas. Sou catarinense de Joinville, moro em São Paulo há 16 anos e sou um grande admirador da marca Busscar. Tenho uma pequena ligação além da paixão pela marca, pois tive familiares que trabalharam na empresa desde a década de 80. Passei ótimos momentos desfrutando do grêmio da Nielson (Grenil), conheci a linha de montagem, tudo isso na minha infância, enfim. A Busscar é uma empresa que pode encher de orgulho não só um catarinense, mas sim a qualquer brasileiro. Quando vejo discussões quentes como no post “BUSSCAR: CAIO FALA EM PRIMEIRA MÃO COM BLOG PONTO DE ÔNIBUS”, entendo os dois lados, o dos que acham que o povo do sul é bairrista, assim como alguns do sul que acham que paulistas ou outros são aproveitadores. O fato é que nada disso deve ser levado em conta quando estamos falando do destino de milhares de pais de família que aguardam receber seus direitos e também quando estamos falando de quase 60 anos de tradição. Graças a Deus a justiça deu esta nova chance a empresa, ainda bem que a outra empresa dos magnatas paulistanos não irá comprar a Busscar, tomara mesmo que mais de 50 anos de história não irão para o ralo com facilidade.
    OUTRO PONTO DE VISTA: aqui na cidade de São Paulo e na região metropolitana hoje praticamente só se vê e anda em carrocerias da atual Induscar (Caio), que no meu ponto de vista não têm qualidade, design que deixam a desejar, projeto que não prioriza ergonomia dos passageiros, má qualidade de acabamento, etc. Saudades do início dos anos 2000 onde grandes viações como: Benfica Barueri, Urubupungá, Vida além é claro, da ETT Carapicuíba que chegou a padronizar toda a frota com as carrocerias Urbanuss Pluss. Estes eram e são ônibus de qualidade e bonitos que sempre me deixaram orgulhoso por ser do sul, por ter um dia conhecido a Busscar. Fico muito feliz em saber que tudo isso não irá ser esquecido, pelo menos por enquanto! Que volte logo a boa e velha BUSSCAR! Que se recupere logo desta crise e que coloque logo nas ruas de todo o país os ônibus bonitos e imponentes que a empresa sempre produziu.
    Forte abraço.

  7. Desejo de coração que DEUS abençoe a todos , pois acredito que a Busscar é uma empresa que ira ser motivo de muito orgulho para nossa cidade estou torcendo por todos e que DEUS abençoe a diretoria e que possa cumprir com muito sucesso a sua nova gestão .

  8. Espero que eles consigam reerguer a busscar, ela fabrica onibus muito bons e bonitos, seria muito ruim se essa empresa acabasse, eu desejo que ela volte firme e forte. Um abraço

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: