ÔNIBUS HÍBRIDO É CONSIDERADO REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA EM PORTO ALEGRE

ônibus

Ônibus Hybridus 7700 da Volvo, que funciona com dois motores, um elétrico e outro a combustão, será testado pela Carris de Porto Alegre. O veículo, que terá sua versão brasileira a partir de 2012, já foi testado em São Paulo e em Curitiba. Expectativa é de redução de poluição é de 90%, dependendo do tipo de poluente. Foto: Divulgação

Ônibus híbrido agora vai rodar em Porto Alegre
Veículo movido a eletricidade e a biocombustível já foi testado em São Paulo e Curitiba
Adamo Bazani – CBN
O ônibus híbrido da Volvo, que deve ser produzido a partir do ano que vem no Brasil, vai operar pela Carris, a título de testes, por pelo menos 15 dias em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.
O ônibus vai circular na linha T 5.
O veículo possui dois motores, um elétrico e outro a combustão, e a promessa é de reduzir em até 90% a emissão de gás carbônico, um dos principais poluentes gerados pela operação de veículos automotores.
A redução de queima de combustível é de até 35%.
O funcionamento, em linhas gerais, do ônibus se dá da seguinte maneira.
O motor elétrico funciona nas partidas, em velocidade até 20% ou em baixas rotações e freadas. De acordo com a Volvo, são nestas condições que a emissão de poluentes é maior.
O motor em maior desempenho e velocidade tente a poluir menos.
No caso do ônibus híbrido, em altas rotações, o motor biodiesel alimenta o elétrico.
O prefeito de Porto Alegre, José Fortunari, disse que o ônibus é uma revolução tecnológica.
Já o presidente da Carris, Sérgio Zimmermann, disse que o ônibus deve receber adaptações para atender à realidade do mercado brasileiro de transportes urbanos.
O modelo, que já foi testado em Curitiba e São Paulo, é produzido na Europa e é do tipo integral (monobloco), com carroceria, chassi e motores integrados.
Ele será produzido pela Volvo no ano que vem na unidade de Curitiba que será a primeira fora da Suécia que vau fazer ônibus nestas configurações.
No caso brasileiro, no entanto, será feito apenas o chassi e o encarroçamento ficará por conta das empresas que atuam no mercado.
A escolha da Volvo não foi por acaso.
Além de os testes em São Paulo e Curitiba terem sido bem sucedidos, o Brasil vai representar um mercado relevante de veículos de transportes coletivos de tecnologia limpa.
Além dos investimentos já previstos para o setor, eventos como Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016 devem acelerar o uso por parte destes ônibus.
De acordo com a Prefeitura de Porto Alegre, o Hybridus 7700 deve atender a 70% dos trajetos municipais.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

2 comentários em ÔNIBUS HÍBRIDO É CONSIDERADO REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA EM PORTO ALEGRE

  1. Bruno quintiliano // 6 de outubro de 2011 às 13:46 // Responder

    E o preço dele? é muito maior que os convencionais ou a etanol, biodiesel etc?

  2. É a tecnologia mais atual, com exemplos em muitos dos principais fabricantes de veículos sobre pneus. Tem tudo para melhorar a operação dos ônibus em baixas velocidades. Além do preço, gostaria de ver comparação de custo operacional e manutenção.

    Fiquei curioso em saber se este ônibus regenera energia nas freadas.

    Parabéns a Porto Alegre. Revolução tecnológica seria implantação maciça destes ônibus nas redes municipais.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: