PRISÃO DE EMPRESÁRIOS: Dono de ônibus diz ter sido ameaçado pelo que chamou de “Grupo do Belarmino”

prisão belarmino

Ônibus da VB, empresa que também estaria envolvida no suposto esquema de fraudes em contratos de serviços de fretamento. As investigações do Gaeco, grupo que combate o crime organizado do Ministério Público, começaram depois de um empresário ter sido ameaçado pelo que chamou de “Grupo do Belarmino”.

Empresários presos já sabiam de resultados de licitação
Denúncia foi feita por empresário de ônibus que perdeu o certame, Ministério Público apurou acusações

ADAMO BAZANI – CBN

Um jogo de cartas marcadas. Assim seriam as licitações para serviços de ônibus fretados para órgãos públicos em Campinas, no Interior de São Paulo.
O esquema seria chefiado por Belarmino Marta Júnior, um dos sócios da Rápido Luxo, de acordo com apurações do Gaeco Grupo de Atuação Especiol de Combate ao Crime Organizado, que na manhã desta sexta-feira, realizou uma operação, em parceria com a Polícia Civil.
Além de Belarmino Marta Júnior, foram presos outros empresários de ônibus: Ariovaldo Marta, Marcelo Pereira (todos da Rápido Luxo), Miguel Moreira Júnior (da Transmimo) e José Brijeito Júnior (da Exclusiva Transportes). O Ministério Público e a Polícia Civil prenderam também Rosa Maria Júlio Landin, do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros por Fretamento de Campinas e Região (Sinfrecar). A empresa VB também estaria envolvida nos crimes.
Dois oito mandados de prisão, sete foram cumpridos até agora.
Os envolvidos são acusados por crimes contra a economia pública, formação de quadrilha, cartel e fraude em licitações.
As investigações já ocorrem há dois anos e foram iniciadas depois de denúncia feita por um empresário que perdeu licitações para prestar serviços de fretamentos para órgãos públicos, que seriam vítima do esquema.
De acordo com este empresário, que teve o nome preservado pelo Ministério Público, por razões de segurança, ele foi ameaçado pelo que chamou de “grupo do Belarmino”.
Antes mesmo da abertura oficial dos envelopes, membros do Sinfrecar já determinavam quais empresas iriam operar quais linhas e atender a qual cliente.
Um dos órgãos lesados pelo suposto esquema teria sido a Unitransp, responsável pela contratação de serviço de fretamento do Campus da Unicamp, no Distrito de Barão Geraldo.
Vários documentos foram apreendidos na sede do órgão.
O Ministério Público acredita que outros serviços públicos possam ter sido afetados pelo suposto esquema.
A operação também encontrou R$ 3 mil, 3, 3 mil euros e 15 mil dólares na casa de Ariovaldo Marta, em um condomínio de Itu. Na residência de Miguel Moreira Júnior foram apreendidos 12 computadores, três notebooks, R$ 6,6 mil em dinheiro, 63 cheques de terceiros de diversos valores, além de celulares, CDs e DVDs.
O Ministério Público ainda não divulgou os valores obtidos pelas supostas fraudes em llicitações.
A pris
A prisão temporária dos empresários foi decretada pela Justiça pelo “potencial de risco” que eles podem oferecer a testemunhas e também por poderem atrapalhar as investigações
Adamo Baznai, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

8 comentários em PRISÃO DE EMPRESÁRIOS: Dono de ônibus diz ter sido ameaçado pelo que chamou de “Grupo do Belarmino”

  1. A única coisa que posso dizer: LAMENTÁVEL!!!
    Mas se o Gaeco levar mesmo a sério, tem muito mais empresário para rodar.

    abs
    Marcos galesi

  2. Até que enfim está caindo a casa para a MÁFIA DO BELARMINO!

  3. thaisetoro@ig.com.br // 1 de outubro de 2011 às 13:47 // Responder

    Essa é uma esperança que todos nós empresários, prestadores de serviços,empregados que já fomos prejudicados , roubados e ameaçados pelo Grupo Belarmino esperávamos.

    Que a justiça seja feita, as investigações podem chegar a crimes muitos piores não é de hoje que essa máfia opressora atua.

  4. Tenho contato com o grupo Belarmino há pouco tempo, mas posso dizer que poucos empresários estão tão preocupados com a integridade de seus funcionários como o Sr. Belarmino, pessoa idonea , abnega e empreendedora. Empresários assim é que enaltecem o Brasil. Após a cuva vem sempre a bonança.

  5. Espero que O GAECO e O MP, continuem investigando essa mafia, e que também não só o setor de Transportes Fretados, mas sim o de Transportes Públicos, onde o Grupo também tem grande presença no Estado de São Paulo deve ser investigado, assim como os prefeitos das cidades onde essa empresa atua. Pois é suspeito o fato dessa empresa estar presente em praticamente quase todo o Estado, com uma péssima qualidade na prestação desse serviço e simplesmente as prefeituras admitirem isso. Chega dessa empresa nas cidades, precisamos de empresas melhores e que saibam valorizar esse sistema que hoje está cada dia mais precário.

  6. com certeza que fala do Belarmino desse jeito tem inveja e despeito do sucesso e talento dele. Mas no final a justiça será feita e todos terão que se desculpar pelas baixarias

  7. Marcelo Henrique Martins // 5 de outubro de 2011 às 23:35 // Responder

    com certeza tudo sera esclarecido ,pois conheço o grupo rapido luxo a alguns anos e sei que o sr.belarmino e homem de bem .algumas pessoas do mal estao querendo aproveitar desta situaçao,para tirarem vantagem.

  8. junior rodrigues // 17 de Abril de 2013 às 17:06 // Responder

    trabalho na empresa sambaiba R.E 9364 pelo que conheço do senhor belarmino não acredito que exista falcatrua sobre a licitação (força senhor belarmino tudo isso vai passar estou torcendo e Deus também) BOA SORTE !

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: