OS BRASILEIROS ESTÃO CONFORMADOS COM O TRANSPORTE PÚBLICO ?

TRANSPORTES PRECÁRIOS

Em plena época de discussão de mobilidade mais moderna, para atender as necessidades dos municípios e para a imagem do Brasil no exterior durante os eventos mundiais como Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016, as pessoas em regiões financeiramente de destaque ainda são expostas a ônibus velhos, mal conservados e inseguros. Além da falta de comprometimento de algumas empresas, nem todas, é claro, a ausência de uma Política de Mobilidade Urbana que melhore os transportes públicos e faça as pessoas deixarem o carro em casa, impede que questões como trânsito complicado e deslocamentos urbanos demorados sejam pelo menos minimizadas. A População deve fazer a parte, cobrar de autoridades e empresas, mas também dar sugestões e ser mais atuante quando o assunto é mobilidade. Foto: Adamo Bazani

Por que os brasileiros são conformados com o transporte que existe?

MARCOS GALESI

Ônibus desconfortáveis, barulhentos, sem o conforto dos ônibus de
primeiro mundo. O nosso transporte merece ser de primeiro mundo, mas
infelizmente, vivemos num país imediatista. O governante não tem
preocupação com o conforto do passageiro em nome da Eleição, em nome
de VOTOS, e também não existem continuidade nos projetos, por isso que
estamos atrasados durante anos em várias obras. O metrô por exemplo,
estamos atrasados há muitos anos, quando se fala em EXPANSÃO, na
questão dos ônibus também há um grande atraso na construção dos
corredores de ônibus, as integrações intermodais deveriam ser
totalmente físicas e não são. Existe a integração CPTM-METRÔ E
SPTRANS, em compensação não temos até hoje integração SPTRANS-EMTU,ou
seja ainda temos segregação de sistemas. Uma integração perfeita seria
CPTM-METRÔ-EMTU-SPTRANS ou seja utilizar o mesmo bilhete único para
todos os modais, melhor ainda se fosse integração física com
unificação de toda receita e assim fazer a distribuição desta receita
entre as empresas, pois hoje há tecnologia para isso.
Vejam só o quanto estamos atrasados: Em 1979, já se falava em VLT –
VEÍCULO LEVE SOBRE TRILHOS na baixada santista, estamos em 2011 e nada
de efetivo foi feito, em compensação em Campinas foi feito o VLT mas
sem qualquer integração, na qual resultou em seu fim precoce.
Na Celso Garcia, desde 1982 se cogitava em um corredor de ônibus,
estamos em 2011 e não saímos ainda da fase dos projetos, isso tudo sem
contar no projeto PITU que não chegamos nem ao término da primeira
fase que estava previsto na primeira versão em 2010. Estamos em 2011,
e a meta do primeiro Projeto Integrado de Transporte Urbano – PITU foi
modificado para 2015, quem viver verá se foi terminado a primeira
fase, na qual se prevê várias linhas de metrô-Leve e vários corredores
de ônibus.
A SPTrans na época da CMTC, já se previam várias ações como corredores
e terminais. Um prático exemplo: O terminal Vila Maria,e o corredor
Vila Maria estavam projetados e previstos há anos, isso mesmo, desde a
época da CMTC, e hoje não é nem mais cogitado sua construção. Quem for
ao museu dos transportes, verá um quadro na qual há os projetos desde
terminais,corredores e até garagens.

A grande pergunta: Não há recursos para novas obras ou então não há
vontade política??

Como responder esta pergunta?

Vamos aos números e tirem suas conclusões.

Governo de São Paulo divulga detalhamento do orçamento de 2011 e os
investimentos a serem realizados no mesmo ano
________________________________________
O Governo do Estado de São Paulo, por meio da secretaria de
planejamento, divulgou o detalhamento do orçamento de 2011, e os
investimentos a serem realizados no mesmo ano.

Para 2011, está previsto um investimento total de R$21.236 Bilhões,
sendo R$15.796 Bilhões provenientes da administração direta, e R$5.440
Bilhões provenientes da administração indireta (estatais).

Em relação a 2010, ocorreu uma queda no valor dos investimentos, que
em 2010 somaram R$22.038 Bilhões. Essa queda se deve a maior
quantidade de recursos alocados para a manutenção das áreas de
educação e saúde principalmente, que registraram a maior elevação de
recursos dos últimos anos. No entanto, a única área que registrou
decréscimo da quantidade de investimentos foi a de transportes. Além
disso, no início do ano passado foi concedido aumento ao programa
estadual de transferência de renda denominado renda cidadã.

Para 2011, espera-se uma arrecadação total de R$140.724 Bilhões por
meio da administração direta, valor 11,9% superior ao ano anterior,
também se considerando apenas a administração direta.

Detalhamento do orçamento e/ou dos investimentos a serem realizados em
2011 pelo Governo do Estado de São Paulo:

Transportes: R$13.610 Bilhões

O setor de transportes tem um investimento previsto de R$13.610
Bilhões, sendo superior a todos os demais anos da história do Estado,
exceto 2010, que apresentou um investimento de R$15.744.

Transportes – Metrô: R$4.427 Bilhões

– Linha 17-Ouro: R$1.062 Bilhões
– Linha 5-Lilás: R$1.301 Bilhões
– Linha 2-Verde: R$879 Milhões
– Linha 4-Amarela: R$351 Milhões
– Linha 1-Azul: R$310 Milhões
– Linha 3-Vermelha: R$254 Milhões
– Outros: R$52 Milhões

Transportes – STM: R$1.139 Bilhões

– A totalidade desses recursos estão destinados a “aquisição de
trens”, sem apresentar maiores detalhamentos.

Transportes – CPTM: R$1.149 Bilhões

– Linha 11-Luz/Estudantes: R$341 Milhões
– Linha 10-Luz/Rio Grande da Serra: R$230 Milhões
– Linha 12-Brás/Calmon Viana: R$128 Milhões
– Linha 7-Luz/Jundiaí: R$150 Milhões
– Linha 8-Júlio Prestes/Amador Bueno: R$180 Milhões
– Linha 9-Osasco/Grajaú: R$50 Milhões
– Outros: R$71 Milhões

Transportes – Departamento de Estradas de Rodagem (DER): R$2.159 Bilhões

– Estradas Vicinais: R$703 Milhões
– Duplicação: R$857 Milhões
– Recuperação: R$500 Milhões
– Outros: R$100 Milhões

Transportes – DERSA: R$1.479 Bilhões

– Trecho Norte do Rodoanel: R$1.348 Bilhões
– Outros: R$130 Milhões

Transportes – EMTU: R$103 Milhões

– Corredor Metropolitano Guarulhos-Tucuruvi: R$50 Milhões
– Corredor Metropolitano Itapevi-São Paulo: R$30 Milhões
– Corredor São Mateus-Jabaquara: R$17 Milhões
– Outros: R$6 Milhões

http://www.planejamento.sp.gov.br/mo…orcam_2011.pdf
http://www.planejamento.sp.gov.br/mo…aria_v2011.swf

Orçamento da Prefeitura de SP será 19% maior em 2011
Proposta é de R$ 34,6 bilhões e será entregue nesta quinta.
Maiores investimentos serão em saúde, educação e transporte.
Do G1 SP
imprimir
A Prefeitura de São Paulo entrega nesta quinta-feira (30) para a
Câmara Municipal a previsão de orçamento para 2011. A proposta, de R$
34,6 bilhões, é 19% maior do que a receita deste ano. Segundo o
prefeito Gilberto Kassab, entretanto, o crescimento real é menor,
porque desta vez entraram na conta outras verbas. O orçamento deve ser
votado pelos vereadores em dezembro.
“Das operações urbanas, que sempre foram investidas paralelamente ao
desenvolvimento do orçamento, e as verbas do PAC [Programa de
Aceleração do Crescimento], que passou a existir desde o ano passado,
e no presente orçamento de 2011, elas serão aproximadamente 700
milhões”, explicou o prefeito.
O dinheiro será investido principalmente em três áreas: saúde,
educação e transporte. “A lei preconiza que a Prefeitura invista 15%
de seu orçamento na saúde. Nós estamos prevendo aproximadamente 20,5%
do orçamento, o que dá aproximadamente R$ 4,5 bilhões.”
Sobre a educação, os investimentos previstos em lei são de 31% – a
Prefeitura investirá 32%, e quer concluir a eliminação do terceiro
turno. “Nós teremos, aproximadamente, no final desse ano, 50 escolas
com três turnos. A nossa expectativa é que, até o final de 2011 nós
possamos ter atingido esse objetivo.”
Em relação ao transporte, o prefeito ressaltou o compromisso de criar
corredores de ônibus na Avenida Celso Garcia, Expresso Tiradentes e
Estrada do M’Boi Mirim.“Felizmente, graças a discussões acontecidas,
de parcerias com o governo do estado e com o governo federal, nós
conseguimos transformar esses corredores em metrô. O prazo para esses
benefícios, como em qualquer investimento de grande porte, é um prazo
longo. O Expresso Tiradentes, na sua totalidade, será concluído em
2014. Em 2012 já, parte dele concluído. O M’Boi Mirim da mesma
maneira, e o Celso Garcia um pouco mais longo ainda.”

Fonte:

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2010/09/orcamento-da-prefeitura-sp-sera-19-maior-em-2011.html

Infelizmente procuramos no portal da prefeitura a exatidão das
informações quanto ao orçamento não localizamos, mas, sabemos que
quando se há vontade política, há uma política de continuidade nos
bons projetos.
Mas como eu disse acima, tirem suas conclusões, pois sabemos que não é
pouco dinheiro, a grande questão é nosso dinheiro está sendo bem
investido??
No caso do município de São Paulo, há as multas de rodízio, será que
já pensamos o quanto é arrecadado só nestas multas?? E os demais
impostos como por exemplo o Controlar na qual milhões são gerados até
mesmo quando o carro está parado? Para onde vai este dinheiro? Por que
este dinheiro não vai para o transporte coletivo?

Por isso é importante conscientizarmos ou então fazer nossa parte,
para que o povo saiba reivindicar um transporte coletivo digno na qual
pagamos um preço consideravelmente caro, frente até a outras partes do
mundo que tem um transporte melhor, e o mais interessante é que em
algumas partes do mundo o transporte é tratado com mais dignidade,
quando vejo o ônibus da MAN que está na garagem da Metra, vemos que o
quanto a Europa está adiantado nos quesitos CONFORTO e SEGURANÇA, aqui
no Brasil falamos de MODERNIDADE, mas por mais que alcancemos a
modernidade, nunca chegamos ao ponto ideal, e por este motivo, aqueles
que utilizam o transporte individual não trocam o carro por ônibus,
não apenas pelo conforto, mas também por conta da pontualidade que não
é respeitada por conta do transito caótico de nossa cidade, cujo este
problema poderia ser resolvido com mais corredores de ônibus.
Infelizmente o transporte individual sempre vai estar na pauta de
prioridades dos governantes, e o transporte coletivo sempre será a
última das prioridades, por conta da própria população que não
pressiona o governo talvez por falta de informação ou por não ter
conhecimento das melhorias e o progresso que algumas obras
proporcionam nos bairros. É preciso haver pleno esclarecimento da
população se verdadeiramente queremos ser país de primeiro mundo é
necessário que se faça este esclarecimento por meio de reuniões nas
comunidades nos bairros, e nos fóruns que são abertos ao público para
discussões sobre os problemas dos bairros. Se queremos um bom
transporte, façamos nossa parte, se você é uma pessoa que luta pela
melhoria do transporte no geral, ou no seu bairro, integre uma
associação no seu bairro e mostre o quão é importante e o quanto a
associação possa contribuir para a melhoria do transporte, tente
incluir na pauta de prioridades, o transporte público. Incentive a
associação para que ela possa abrir conversações com a empresa que
atende seu bairro ou sua cidade, há empresas de ônibus que são
interessadas em abrir dialogo com a comunidade no intuito de melhoria
no transporte, mas muitas vezes a empresa não tem conhecimento dos
problemas de linha a linha e muitas vezes a empresa não conhece as
particulariedades da sua região, por isso que muitas vezes novas linhas
não são implementadas, ou então o itinerário não é ajustada de acordo
com a demanda e só a comunidade através de suas associações de bairro
que pode ajudar. Uma associação de bairro tem o poder de mudança, tem
o poder de pressionar o poder público para que haja melhorias no
transporte. Se hoje algumas melhorias estão sendo feitas no
transporte, é porque há associações que estão lutando, mas
infelizmente são poucas as associações que lutam e que precisam de
mais apoio das demais associações, lembremos que a força do povo é que
faz o PODER PÚBLICO a fazer, mudar, implementar projetos.

CAMPANHA SEJA UM TÉCNICO EM TRANSPORTES.

Infelizmente o curso TRANSPORTE RODOVIÁRIO tem baixa procura, creio
que devido à pouca divulgação deste curso. Você que é pesquisador na
área de transportes, ou que quer aprender mais sobre transportes
públicos, cargas e rodoviários, façam o curso de TRANSPORTES
RODOVIÁRIOS na ETEC. É um curso bem específico e certificado pelo MEC
e que são em 3 módulos. Em 1 ano, você já tem o Certificado de Agente
Operacional, em 1 ano e meio você já recebe o Certificado de Técnico
em Transportes. As empresas de ônibus estão procurando pessoas
qualificadas para integrarem seus quadros e a Área Técnica é a que as
empresas buscam mais qualificação e a demanda para estes cursos a
perspectiva será muito grande até 2014 principalmente quanto aos
investimentos devido aos recursos do PAC.
Um técnico em transporte é muito bem-vindo nas empresas de ônibus,
além de enriquecer seu currículo o salário é excelente. Os professores
são de primeira e tem experiência nas áreas mais variadas do
transporte e inclusive trabalham na área. Não basta ser pesquisador de
transportes, tem que se qualificar e se certificar, o mercado de
trabalho aguarda trabalhadores qualificados.QUALIFICAÇÃO É TUDO!!!

O BLOG PONTO DE ÔNIBUS, PORTAL VIA TROLEBUS, comunidade DEFESA DO
TROLEBUS e o RESPIRA SÃO PAULO apóiam esta campanha.

Quer saber mais sobre o curso TRANSPORTE RODOVIÁRIO?
Compareça na ETEC Bom Retiro para mais esclarecimentos.
Etec de São Paulo
Av. Tiradentes, 615 (Prédio Ary Torres) – Bom Retiro
CEP 01101-010 – São Paulo/SP
Telefone: (11) 3326-0993 / (11) 3227-1310
E-mail: etesp@terra.com.br
Site: www.etesaopaulo.com.br
Eu, Marcos Galesi faço ETEC e o curso é ótimo e recomendo.

Marcos Galesi, vice-presidente do Movimento Respira São Paulo e especialista em transportes públicos.

13 comentários em OS BRASILEIROS ESTÃO CONFORMADOS COM O TRANSPORTE PÚBLICO ?

  1. galesitransportes // 24 de agosto de 2011 às 03:55 // Responder

    Espero que os nobres amigos de Blog que sempre me acompanham nas matérias, possam me ajudar a divulgar tanto esta matéria quanto a este curso que é muito ótimo. Recomendo a todos que puderem, façam o curso, pois como eu disse acima QUALIFICAÇÃO É TUDO, vivemos numa sociedade na qual experiência não é tudo sem o certificado, então quem puder, qualifique-se pois infelizmente nos meios de transportes faltam ótimos técnicos, e o potencial de muitos, é grande, então aproveitem.

    Abraços aos amigos Gustavo, ao Luiz Vilela, enfim a todos os amigos que participam deste blog.

    Marcos Galesi

  2. bruno quintiliano // 24 de agosto de 2011 às 11:20 // Responder

    Muito boa a reportagem, é absurda a situação do transporte em São Paulo.
    No lugar de melhorá-lo, a atual gestão tem cortado linhas, aumentado o intervalo em outras (ou colocando lotações em linhas que não tem como ser operadas com estas) e isso faz com que muitos passem a utilizar o carro (na minha casa, sempre optamos pelo transporte coletivo, mas com as recentes mudanças, o carro muitas vezes se tornou necessário para não ficarmos uma hora no ponto sem conseguir entrar nas tais lotações). A atual gestão, que não investiu nos corredores de ônibus, fala em construir corredor na Estrada do M’Boi Mirim: já existe um corredor lá e não é obra da atual gestão. Provavelmente ele vai reformar e colocar na lista do que ele fez. Assim como muitas outras obras que serão mais no discurso do que na prática (o corredor da Berrini, são só 2 kilômetros). As eleições estão se aproximando e precisamos tomar cuidado com as propostas e lembrarmos o que realmente foi feito nesta última gestão para que essa situação não continue pelos quatro anos seguintes.
    Quanto ao técnico, ele realmente é mal divulgado: eu me formei no ensino médio na ETESP no ano passado e não sabia da existência do curso. Só falam em ADM, informática, eletrônica, tanto que não fiz técnico por não ter me interessado em nenhum.

    • galesitransportes // 25 de agosto de 2011 às 03:53 // Responder

      Amigo Bruno Quintiliano

      Seja benvindo ao Blog.

      A verdade é que infelizmente 2012 está chegando, e isso tem me deixado incomodado, eu não consigo entender como o PODER PÚBLICO consegue colocar a cabeça no travesseiro e não se sente incomodado com esta situação que já está beirando o caos. Mas é como eu disse, o povo é o principal responsável pelo que está aí.

      grande abraço

      Marcos Galesi

  3. Bom dia.

    Havia escrito um longo texto e, reconheço, cansativo a respeito do tema.

    Serei mais objetivo. Galesi, somos nós mesmos os responsáveis por esta situação. NOSSO COMODISMO, nos trouxe até aqui !

    As possíveis soluções, já foram debatidas aqui, mas, implantá-las depende de vontade.

    Assim, lhe pergunto:

    Você já viu, ou ouviu, conclamarem e realizarem uma passeata, por mais ônibus, metrô e trens, deixando para isso, os carros em casa, reunindo milhares de pessoas ?

    Todos, sabemos a resposta.

    FORTE ABRAÇO.

    Gustavo.

    • Gustavo
      Passeatas e movimentos, como o recente pela estação do Metro 6 Laranja em Higienópolis têm sua importância, mas acredito que informação de qualidade com transparência pode fazer a diferença.

      Recentemente escrevi que o conceito bilhete único se estabelecendo como um todo, com a extinção do pagamento em espécie, poderia permitir que as informações origem/destino fossem precisas e rápidas, via transmissão de dados para uma rede centralizadora (hoje isto é perfeitamente factível e até relativamente barato). Ora, isto divulgado, empresários teriam óbvio interesse em implantar e vender serviços de transporte onde houver demanda que valha a pena.

      Da mesma forma, ficaria mais fácil identificar com precisão quais regiões não estão atendidas.

      Bruno Quintiliano identifica muito bem duas regiões críticas: Berrini e M´Boi Mirim. Olha só: pra mim região CRÍTICA é aquela onde NÃO SE ANDA, independente da classe social/poder aquisitivo. Qualquer cidadão precisa de mobildade.

      • Gustavo Cunha // 24 de agosto de 2011 às 18:56 //

        Oi, caro amigo.

        Produzi os dizeres anteriores, no sentido de que, hoje, não todos e nem todo o tempo, mas, alguns, até para andar poucos quarteirões, tiram o tomóvinho da garagem.

        Sou um apaixonado pelo automóvel, mas, fazer exercício e tentar, utilizar melhor o transporte público, é importante. Digo, “tentar”, porque tenho consciência de que não é fácil.

        A questão do pagamento das passagens, via exclusiva / cartão, ajudaria inclusive, no embarque mais rápido dos passageiros e na segurança. Itens importantes tb., creio.

        Acreditemos e nos esforcemos, hoje, que, o amanhã será melhor.

        Forte abraço.

      • galesitransportes // 25 de agosto de 2011 às 03:49 //

        Amigo Vilela saudações

        Brilhantes observações, a verdade é que compensa mais para o poder público investir no transporte individual do que no coletivo, enfim, estamos chegando em 2014, e nem um terço das obras de infra-estrutura está em licitação.

        como diria o velho Casoy, ISSO É UMA VERGONHA !!!

        Grande abraço amigo, obrigado pela participação

    • galesitransportes // 25 de agosto de 2011 às 03:46 // Responder

      Boa noite amigo Gustavo e obrigado pela sua preciosa opinião. A população está preocupado digamos mais com o acabamento da casa do que com a construção das bases, o problema é CULTURAL por isso, temos que juntar forças mesmo que sejam apenas nós do blog e lutar para que o povo se conscientize que Transporte é Dever do Estado e um Direito (legitimo) do Cidadão.

      Grande abraço amigão.

  4. Caramba Galesi, os elogios me deixam sem graça…
    Ando realmente inconformado com duas questões, uma genérica e outra da minha região. Ambas dependem de ações do Estado:
    1) Não dá mais pra lançar projetos de grande porte por “canetadas” do mandatário da vez. Tem que ser muito bem demonstrado que a demanda atendida é realmente prioritária ou explicar muito bem eventuais outros interesses, tipo os universitários da Metro 6 Laranja – válidos, a meu ver..
    2) É grave a situação de Cotia/Raposo Tavares com a omissão de transporte público de alta capacidade e abandono até dos projetos por este governo. Já começa a ocorrer o que aconteceu com Alphaville e região: exodo de moradores e empresas com queda do valor dos imóveis EXCLUSIVAMENTE por falta de mobilidde.

    • Caro Luiz, boa noite e a todos tb.

      Migrar não resolve o problema, apenas retarda, pois ele alcançará você. Assim, como em uma guerra, é preciso, em algum momento, ficar e lutar, seja qual for, o resultado.

      Morar aqui ou ali, deve ser uma questão de opção de vida e, não de única saída.

      Não só os administradores públicos precisam se conscientizar, NÓS TAMBÉM !

      Abraço.

  5. galesitransportes // 31 de agosto de 2011 às 23:00 // Responder

    Eu acho que deveriam de popularizar ainda mais a zona leste a partir da linha 12 Safira até a linha 11 coral, ou melhor partir de Eng Goulart que é uma região dormitório, e ir até Vila Matilde, mas o que acontece é que o poder público não quer desenvolvimento na Zona leste, só verificarem quantas obras estão sendo executadas aqui na Zona Leste.

    • Galesi
      A hora é agora!

      O buxixo forte para viabilizar o Itaquerão e a – finalmente – iniciada obra Rodoanel Norte são ótimas deixas pra conseguir mobilidade da Zona Leste. Todo mundo foca 2014, mas acredito muito que pode-se conseguir definir e talvez disparar projetos, metas… No mínimo atualizar números, pesquisa origem/destino.

      Aí é não deixar a peteca cair, manter a pressão.

  6. galesitransportes // 1 de setembro de 2011 às 14:12 // Responder

    Amigo Luiz Vilela

    Concordo contigo, e vou além, a copa vai mas o progresso fica, mas tudo passa pela VONTADE POLITICA de nossos governantes, se o Kassab por exemplo tivesse construido os corredores CELSO GARCIA, RADIAL LESTE E MARGINAL TIETÊ, somado à malha metro-ferroviária, seria uma maravilha e daria mais mobilidade à população. É UMA PENA QUE O PODER PÚBLICO FICA MUITO NA BASE DO BLÁ-BLÁ-BLÁ, e nada de efetivo até o momento. TRISTE REALIDADE. Quanto à questão de pressão, a população tem que fazer a lição de casa, se unir junto com as associações do seus bairros, e ir até a prefeitura e exigir que se cumpra as promessas e as metas prometidas para 2012.

    Abraços
    Marcos Galesi

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: