ENTRA EM VIGOR NOVO SISTEMA DE RECARGA DO BILHETE ÚNICO NO METRÔ DE SÃO PAULO

Bilhete Único Metrô

Bilhete Único possibilita o uso de 4 conduções em 3 horas, incluindo ônibus municipais, trens da CPTM e o Metrô. A demanda do Metrô foi ampliada depois de o sistema aceitar o Bilhete. Filas e demora para as cargas e recargas eram constantes nas estações e com a ampliação gradativa das opções e equipamentos, objetivo é minimizar este problema. Foto: Adamo Bazani.

Novo sistema de recarga do Bilhete Único entra em operação hoje nas estações do Metrô
São 17 estações que permitem auto-atendimento , com pagamento em dinheiro ou cartão de débito

ADAMO BAZANI – CBN

Começou a operar hoje o novo sistema de recarga do Bilhete Único em 17 estações do Metrô da Capital Paulista. As estações que recebem a nova forma de recarga contam com três pontos agora cada uma delas: tais pontos possuem atendimento assistido, com funcionários, e outros auto-atendimento, com a possibilidade de pagamento a dinheiro ou cartão de débito.
A estimativa é que até o final da transição, o número de pontos com a presença dos funcionários nas 62 estações passe de 70 para 80 unidades.
O foco será no auto-atendimento. Os postos devem passar de 23 para 182. Já o total de equipamentos de recarga automática e consulta de saldo de vale transporte no Metrô, deve ser elevado nas 62 estações de 254 para 353 unidades.
Para dar conta do número maior de postos, a quantidade de operadoras do sistema de carga, recarga e consulta passou de uma empresa para quatro.
A ampliação será feita gradativamente.
ACOMPANHE O CRONOGRAMA:
A partir desta terça-feira, dia 23 de agosto, começam a ter os pontos de atendimento assistido para carga e recarga do Bilhete Único, as seguintes estações do Metrô:
Ana Rosa,
Vila Mariana,
Santa Cruz,
Praça da Árvore,
Saúde,
São Judas,
Tucuruvi,
Parada Inglesa,
Jardim São Paulo,
Santana,
Brigadeiro,
Paraíso,
Santos-Imigrantes,
Alto do Ipiranga,
Corinthians-Itaquera,
Artur Alvim,
Patriarca,
Guilhermina-Esperança,
Vila Matilde,
Penha,
Palmeiras-Barra Funda,
Marechal Deodoro,
Santa Cecília,
República
Pedro II.

Em meados de setembro, serão mais 15 estações de metrô:
Anhangabaú,
Bresser-Mooca,
Belém,
Tatuapé,
Carrão,
Vila Madalena,
Sumaré,
Clínicas,
Consolação,
Trianon-Masp,
Chácara
Klabin,
Butantã,
Faria Lima,
Pinheiros
Paulista.
As demais estações receberão os novos equipamentos depois da segunda quinzena de setembro.
O aumento da demanda do Metrô de São Paulo, um dos mais lotados do mundo é atribuído também a aceitação do Bilhete Único no sistema, que permite as integrações gratuitas com os ônibus municipais.
Demanda reprimida por modais de maior capacidade de transporte, expansão das linhas do Metrô e crescimento populacional também são fatores apontados para o aumento do número de passageiros no metrô, por enquanto, apenas paulistano.
As medidas para a modernização dos pontos de carga e recarga do Bilhete Único se fizeram necessárias devido às longas filas para o serviço.
Na manhã desta terça-feira, primeiro dia do novo sistema em 17 estações, alguns equipamentos apresentaram problemas.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

2 comentários em ENTRA EM VIGOR NOVO SISTEMA DE RECARGA DO BILHETE ÚNICO NO METRÔ DE SÃO PAULO

  1. Ou sou muito azarado, ou então a transição para o novo sistema de recarga foi desastrosa. Na estação Butantã (Via Quatro), antigamente havia uma meia dúzia de máquinas de autoatendimento para recarga, funcionavam até que bem. No novo e maravilhoso sistema, apenas duas. E detalhe, elas não estão funcionando. Em outras estações que utilizava para recarga, com o tal “atendimento assistido”, estas cabines deixaram de funcionar. Resultado: prejuízo, pagando bilhetes e baldeações, até que possa achar um local acessível para a recarga, e que funcione. É incrível como sempre dificultam para o usuário! Abraços a todos.

  2. galesitransportes // 30 de agosto de 2011 às 20:18 // Responder

    o PIOR DE TUDO é que o poder público em nome da TECNOLOGIA, manda gente embora e colocam maquinas, sem sentimento, sem hora de almoço ou jantar, sem despesas, trabalha 24 horas é alimentado pela eletricidade, não tem sindicato, não tem direitos, não tem INSS, é em nome de tudo isso que lascam o povo. O PODER PÚBLICO quer mais que o povo se lasquem!!!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: